09/12/2017

Escola de Belas Artes da UFBA celebra 140 anos

 

Escola de Belas Artes (EBA) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) completa 140 anos no dia 17 de dezembro. Para celebrar o aniversário da faculdade, localizada no bairro do Canela, em Salvador, estão programadas diversas atividades especiais e gratuitas. [Confira a programação abaixo]

Palestras, conferências, exposições, entre outras atrações poderão ser conferidas a partir de segunda-feira (11) até sexta-feira (15). A maior parte dos eventos será na sede da Escola de Belas Artes. No primeiro dia do evento, na segunda-feira, a abertura das comemorações será realizada no Salão Nobre da faculdade e terá as presenças do reitor da UFBA, João Carlos Salles, e da diretora da EBA, Nanci Novais.

Na terça-feira (12), às 17h, haverá a XVI Festival Livros e Autores, que será realizada no Palacete das Artes, no bairro da Graça. Já na quarta-feira (13), às 20h, será realizada a formatura dos estudantes da EBA, na reitoria da Ufba.

Fundada em 17 de dezembro de 1877, a Academia de Belas Artes da Bahia passou a ser denominada Escola de Belas Artes da Bahia em 1891. Atualmente, como uma Unidade de Ensino, Pesquisa e Extensão, a Escola de Belas Artes é estruturada e subordinada ao Estatuto e Regimento Geral da Universidade Federal da Bahia.

A EBA possui quatro cursos de graduação: bacharelados em artes plásticas, em design, superior em decoração, e o de licenciatura em desenho e plástica, além dos cursos de mestrado, doutorado e o de especialização em arte educação.

  • Confira a programação:

Dia 11/12 – segunda-feira

09h – SOLENIDADE DE ABERTURA - SALÃO NOBRE DA EBA

10h – CONFERÊNCIA: "Revisões e revelações da História da EBA/UFBA"

Por: Prof. Dr. Luiz Alberto Freire

11h – ABERTURA DA EXPOSIÇÃO: "Saberes e fazeres da EBA"

Local: Galeria Cañizares - EBA

Curadoria: Comissão organizadora

Apresentação do Violonista Felipe Rebouças – UMA HOMENAGEM DA ESCOLA DE MÚSICA - UFBA

14h30 – HOMENAGEM AO PROF. CID TEIXEIRA

Apresentação do filme: "Cid Teixeira, A Enciclopédia da Bahia"

Autoria: Roberto Gaguinho

15h30 – Intervalo

16h – CONFERÊNCIA: "Uma história do Conservatório de Música da Bahia: seu processo fundacional, funcionamento e independência institucional".

Por: Moisés Silva Mendes

17h30 – Inauguração do Painel Artista em Destaque

Cartazes Comemorativos

Professor/Artista Plástico e Designer: Humberto Aquino Rocha

Dia 12/12 – terça-feira

MESA 1 – A HISTÓRIA DA EBA COMO OBJETO DE PESQUISA DO PPGAV- UFBA Palestrantes :

09h – Prof. Me. Anderson Marinho da Silva

10h30 – Intervalo

11h – Prof. Me. Dilson Midlej

Tema “Arte abstrata na Bahia”

14h –Profa. Me. Jancileide Souza - UFOB

Tema: " A Formação da Coleção de Arte Popular da Escola de Belas Artes da Bahia"

15h – Profa Me.Virgínia de Fatima Oliveira

Tema: A Gravura na EBA

16h Intervalo

16h30 – Profa. Me. Telma Cristina Damasceno Fath

Tema: "A Fotografia na EBA, uma história a ser revelada"

17h – XVI FESTIVAL LIVROS E AUTORES -UFBA

Local: Palacete das Artes

18h – Exposição na Galeria do Aluno: uma homenagem

20h – APRESENTAÇÃO DA PEÇA A PEÇA "SUBLIME É A NOITE", HOMENAGEM DA ESCOLA DE TEATRO DA UFBA

Dia13/12 – quarta-feira

9h - MESA 2 – CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ARTE EDUCAÇÃO

Apresentação: Prof. Dr. Ricardo Barreto Biriba

10h - Intervalo

10h30 MESA 3 – PPGAV- EBA UFBA - 25 ANOS

Apresentação: Prof. Dr. Ricardo Barreto Biriba

14h MESA 4 –OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA EBA E SUAS REFORMULAÇÕES CURRICULARES

Apresentação: Coordenadores dos Cursos

Artes Plásticas – Profa. Me. Ludmila Britto

Superior de Decoração – Larissa Fadigas

Design – Erica Ribeiro

Licenciatura em desenho e Plástica - Jailson Borges

16h – intervalo

16h15 MESA 5 – A RESTAURAÇÃO E A CONSERVAÇÃO DAS OBRAS DE ARTE NA EBA

Palestrante Prof. Dr. José Dirson Argolo

Mediação: Prof. Tulio Vasconcelos C. de Almeida

17h – XVI FESTIVAL LIVROS E AUTORES - UFBA

Local: Palacete das Artes

Promoção EDUFBA -Homenagem aos 140 anos da EBA

20h – Colação de Grau com solenidade na Reitoria - Formandos dos Cursos da EBA

Dia 14/12 – quinta-feira

10h – Visita guiada-Exposição “Saberes e Fazeres da EBA”

Local: Galeria Cañizares

11h às 19h – Feira de Arte da EBA

Organização: Estudantes da EBA

17h – HOMENAGEM DA ESCOLA DE DANÇA DA UFBA

Apresentação do Grupo Ziriguidum

Dia 15/12 – sexta-feira

9h – Palestra: O quadro e a mesa de montagem segundo Didi-Huberman: um estudo de caso

Profa. Dra. Vera Pugliese (PPC-ArteVIS/IdA/UNB)

Mediação: Profa. Dra. Daniela Queiroz Campos (PPGAV-EBA)

11h – HOMENAGEM DO INSTITUTO DE GEOCIÊNCIA DA UFBA

Profa. Dra. Olívia Maria Cordeiro de Oliveira (Diretora)

13h – Almoço/Confraternização

17h – Um brinde ao Prof. Riolan Coutinho

19h – Ato festivo - Bolo de aniversário

19h30 – Grupo Musical – Prof.Dr. Onias Camardelli

Elevador Lacerda completou 144 anos nesta sexta-feira

O Elevador Lacerda, um dos equipamentos mais visitados e fotografados de Salvador, localizado no Comércio, comemorou 144 anos de inauguração nesta sexta-feira, 8, na mesma data da celebração da padroeira da Bahia, Nossa Senhora da Conceição.

Inaugurado em 8 de dezembro de 1873, o cartão postal da capital baiana foi concebido pelo engenheiro Antonio de Lacerda e construído pelo irmão Augusto de Lacerda, em 1869. O monumento, inicialmente, foi denominado Elevador Hidráulico da Conceição. Isso porque o maquinário contava com uma bomba a óleo movida originalmente por uma máquina a vapor para fazer o transporte de pessoas entre 63 metros de altura. O nome Lacerda foi concretizado em 1896.

Em 1906, o sistema foi modificado para tração elétrica e, 21 anos depois, a Companhia Linha Circular de Carris da Bahia, empresa concessionária do elevador, passou a ser controlada pela General Eletric. Com isso, uma nova mudança foi realizada: a ampliação do equipamento com a construção de uma nova torre de 73,5m, mais duas cabines e ponte superior de acesso.

A inauguração da estrutura atual ocorreu em 1º de janeiro de 1930. Devido à importância, o ascensor foi tombado como patrimônio cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 7 de dezembro de 2006.

Mobilidade

O Elevador Lacerda transporta cerca de 28 mil pessoas diariamente, entre 6h e 23h, de segunda a sexta-feira, e das 6h às 22h, aos sábados e domingos. A tarifa custa apenas R$ 0,15. A viagem dura apenas 30 segundos.

Natal Orquestrado na Igreja de São Francisco

Tem Natal Orquestrado no próximo domingo, 10.12, na Igreja de São Francisco, das 11h às 12h, com a Orquestra São Salvador, regida pelo maestro Fred Dantas. No repertório, em arranjos instrumentais de Fred Dantas, algumas das mais conhecidas músicas do ciclo natalino no Brasil: Noite Feliz, Gingle Bells, Papai Noel, de Assis Valente, Merry X'tmas,  de John Lennon e a composição A Estrela do Oriente, de Fred Dantas.

As igrejas do Centro Histórico de Salvador abrigam, em forma de  residência artística, o Popelô - Polo de Orquestras do Pelô, ação do Pelourinho Dia e Noite, da prefeitura de Salvador, que dá apoio ao amadurecimento da pesquisa musical singular feita na capital baiana pelas orquestras, e que pretende sedimentar o gênero próprio de música que é produzido por elas na cidade, através de ensaios abertos, concertos e missas orquestradas.

Assim, sob a coordenação do maestro Ângelo Rafael, os ensaios  de portas abertas, são realizados às segundas na Igreja do Boqueirão, das 17h às 19h, com a Orquestra Afrosinfônica do maestro Bira Marques; às terças na Igreja da Misericórdia, das 17h às 19h, com a  Sanbone Pagode Orquestra do maestro Hugo Sanbone; e aos sábados na Igreja de N. Sra. do Carmo, das 10h às 12h, com a Orquestra de Câmara de Salvador – OCSal, do maestro Ângelo Rafael.

  •  Os grupos participantes são:

Ø  Orquestra Afrosinfônica – sob a direção do M° Bira Marques, dedica-se a um repertório autoral afro-brasileiro com uma arquitetura sinfônica, sob influência de Moacyr Santos e Abigail Moura, além de reconhecidos compositores do século XX, a exemplo de Gershwin, Debussy, Stravinsky, etc.

Ø  Orquestra de Câmara de Salvador – sob a direção do M° Angelo Rafael, está voltada à música de concerto, interpretando obras de grandes mestres da música, tais como: Vivaldi, Bach, Mozart, Villa-Lobos, Mignone, Guerra-Peixe, bem como ao precioso repertório da MPB, com arranjos para composições de Caetano Veloso, Gerônimo, Luiz Gonzaga, Tom Jobim, dentre out ros.

Ø  Orquestra São Salvador do M° Fred Dantas – sob a direção do M° Fred Dantas, dedica-se ao desenvolvimento de um repertório brasileiro em três vertentes: pesquisa histórica (com obras de Carlos Gomes, Nerpomuceno, etc.); pesquisa etnográfica (chulas, cantos de trabalho, etc.) e desenvolvimento da música de vanguarda com obras atonais e polirrítmicas do próprio maestro Dantas.

Ø  Sanbone Pagode Orquestra – sob a direção do M° Hugo Sanbone, está voltada para um repertório autoral, tendo como ponto de partida os padrões rítmicos do pagode baiano, utilizando técnicas contemporâneas de composição e também o conceito da criação espontânea do jazz, abrindo espaço para a improvisação musical.

Considerando que Salvador possui o DNA das principais influências musicais da cultura brasileira – o que legou a ela a já citada diversidade musical – o POPELÔ fomentará um processo de residência artística cuja troca de saberes e conteúdos técnicos, musicais, artísticos e humanos dão a linha mestra desse potente intercâmbio cultural, beneficiando diretamente o mercado de trabalho, o turismo, a economia e, acima de tudo, a comunidade soteropolitana!

 

Fonte: G1/Bahia Já/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!