09/12/2017

Monte Santo e mais 4 municípios recebem o Saúde sem Fronteiras

 

Mais cinco municípios da Região do Sisal recebem, a partir deste sábado (9), o Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama, programa do Governo do Estado, realizado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), com o objetivo de detectar precocemente, casos de câncer de mama com a realização de exames de mamografia em mulheres de 50 a 69 anos. Desta vez, o público alvo está nos municípios de Quijingue, Queimadas, Nordestina, Araci e Monte Santo.

Neste grupo, 7.332 mulheres, na faixa etária de 50 a 69 anos, estão aptas para a realização do exame de mamografia. De acordo com os especialistas, a descoberta precoce do câncer de mama traz 95% de sucesso de cura da doença. De acordo com a diretora de Projetos Estratégicos da Sesab (Dipro), Jucélia Nascimento, a detecção precoce significa diagnosticar a doença o mais cedo possível, para aumentar as chances de cura e diminuir a agressividade do tratamento. “Por isso, é importante que a mulher compareça para realizar o exame de mamografia”, explicou.

O Saúde sem Fronteiras tem como diferencial o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares para o diagnóstico e o encaminhamento ao tratamento, visando a integralidade do atendimento. Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia. Este programa é uma ferramenta de acesso da mulher às ações de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

Locais de atendimento

Em todos os cinco municípios, o atendimento começa às 7h e prossegue até as 18h. Para ser atendida, a mulher deve levar um documento de identidade, o Cartão do SUS e um comprovante de endereço.

Em Quijingue, a unidade móvel estará estacionada de 9 a 21 de dezembro, na Avenida São João, na Secretaria Municipal de Saúde. No município, 1.582 poderão realizar o exame de mamografia; Em Queimadas, 880 mulheres estão dentro da faixa para a realização do exame. A unidade móvel ficará estacionada na Praça da Bandeira, em frente à Câmara de Vereadores, no período de 11 a 22 de dezembro.

Em Nordestina, o atendimento será do dia 11 ao dia 18 de dezembro. A unidade móvel ficará na Academia de Saúde, na Praça Custódia Amambahy e, 660 mulheres poderão fazer o exame; Em Araci, a unidade móvel estaciona na Praça Nossa Senhora da Conceição, em frente à Prefeitura Municipal, no período de 13 a 30 de dezembro. Neste município, 2.100 mulheres devem fazer o exame.

Finalmente, no período de 14 a 30 de dezembro, em Monte Santo, a unidade móvel ficará estacionada na Praça Monsenhor Berenguer, ao lado da Igreja Matriz. Neste município, 2.100 mulheres na faixa de 50 a 69 anos, poderão fazer o exame de mamografia.

Monte Santo: ARESOL comemora 10 anos de atuação neste sábado, 09/12

O trabalho desenvolvido pela Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda - ARESOL, comemora, neste sábado, 09 de dezembro de 2017, dez anos de existência, atuação e mobilização comunitária, com uma grande celebração na sede da entidade em Monte Santo.

Nesses dez anos, mais de 80 grupos baianos foram alcançados pela atuação, luta pela melhoria de vida das trabalhadoras e trabalhadores rurais e pelo desenvolvimento das associações, em 12 cidades, atingindo mais 1000 famílias beneficiadas nas comunidades atendidas.

 

A grande comemoração acontecerá a partir das 8h00, na sede da ARESOL, na cidade de Monte Santo (Saída para o povoado de Lagoa do Saco), com quatro momentos: uma Celebração, Resgate Histórico das lutas e conquistas, Pronunciamento dos Parceiros e Personalidades, que marcaram a história da ARESOL e o Encontro da Música com Zé Vicente.

  • Serviço:

Onde: Monte Santo – Bahia – Sede da ARESOL

Quando: 09 de Dezembro de 2017

A partir das 8h00.

Serviço de ATER identifica potencialidades da agricultura familiar

Observar as unidades produtivas de agricultores e agricultoras familiares e identificar potencialidades estão entre as atividades realizadas pelos técnicos em Agropecuária e/ou Engenheiros Agrônomos que executam serviço de assistência técnica e extensão rural (ATER) ofertados pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). Atualmente, mais de 140 mil famílias são atendidas em comunidades rurais do estado do Bahia.

A ATER é executada diretamente por técnicos da Bahiater, em parcerias com entidades executoras do serviço, selecionadas por chamadas públicas e por meio do Mais ATER, com convênio firmado parceria com prefeituras municipais, destinado à estruturação produtiva e articulação das políticas públicas para promoção da sustentabilidade das Unidades Produtivas Familiares (UPF).

A comunidade de Cercadinho, no município de Santa Terezinha, é uma das atendidas pela Cooperativa de Assessoria Técnica e Educacional para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Cootraf), selecionada por meio de chamada pública para a prestação de serviço de ATER no Território Piemonte do Paraguaçu.

Roberto Guedes é um dos agricultores atendidos pelo serviço de ATER na comunidade de Cercadinho, em Santa Terezinha. Ele conta que depois do acompanhamento da ATER, o desempenho da agricultura familiar na comunidade melhorou: “Antes só plantávamos mandioca, agora estamos plantando também aipim, hortifruti, mangalô e feijão. Os técnicos ensinam, passam os conhecimentos e as coisas melhoraram muito”.

Na propriedade do agricultor não se usam agrotóxicos, e, com as orientações passadas pelos serviços de ATER, o agricultor passou a utilizar produtos naturais para combater as doenças e pragas, além de melhorar o manejo com os porcos, com a produção de medicamentos alternativos. Apesar de não haver ainda o fornecimento de água potável, a família consegue produzir mesmo em períodos de seca, usando um poço coletivo, perfurado a anos atrás e ativado por meio da união e do esforço da comunidade. A água do poço é distribuída para dez famílias. Para o consumo, a comunidade utiliza a água armazenada em cisternas instaladas pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

“A expectativa é a de que vamos ter um bom respaldo financeiro. Antigamente, só entrava o dinheiro da venda da farinha, hoje em dia temos também as hortaliças, que nos possibilita comprar pão, leite e açúcar. Essa renda semanal ajuda em uma coisa”, ressaltou Guedes, lembrando que a esposa já conseguiu comprar também uma lavadora, com o dinheiro da venda do mangalô.

De acordo com o técnico em Agropecuária da Cootraf, Sidinei Sobral, Roberto Guedes será um dos agricultores experimentadores. Ele explica que toda prática de ATER visa provocar um diferencial experimental em comunidades atendidas e uma delas é a de Roberto, que possui uma estrutura adequada na horta e o diferencial de ter água permanente para a irrigação, mesmo em períodos de estiagem: “No período de seca eles vão aumentar a produtividade e, consequentemente, o lucro. A indicação é que eles possam ir substituindo parte da área destinada ao plantio de mandioca, que é o carro chefe deles, pelas hortaliças”.

Sobral explica que na zona rural todo agricultor planta algumas hortaliças com a sobra da água, mas como nessa comunidade havia escassez de água, não era viável: “Com o Agroamigo, programa de acesso ao crédito para agricultores familiares, eles investiram e instalaram uma bomba no poço e aí está o resultado, o potencial comprovado para hortaliças”.

O técnico destaca ainda que no acompanhamento foi identificada ainda a possibilidade de criar peixes. Os técnicos da Cootraf primeiro ouvem os agricultores e as suas demandas, para adaptar o serviço de ATER, como foi o caso dos peixes. Para a comunidade de Cercadinho chegaram cerca de sete mil alevinos, divididos para nove famílias. Alguns tanques já funcionam de forma intensiva sob a orientação da cooperativa: “A expectativa é que eles usem a água dos alevinos para biofertilização e irrigação da horta, diminuindo os custos com adubos, com a produção de forma natural e mais orgânica possível”.

 

Fonte: i9 Comunicação/Ascom Sesab/Ascom Aerosol/Secom Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!