02/07/2012

SALVADOR: 02 de Julho termômetro da popularidade

 

Hoje, no desfile cívico 02 de julho servirá para medir como anda a popularidade dos partidos políticos e seus prefeituráveis. Historicamente o 02 de Julho sempre foi utilizado como termômetro pelos políticos para sentirem junto a população como está o seu conceito.

O baiano sabe ser o 02 de Julho a festa cívica mais importante da Bahia, e este ano será marcada mais uma vez pelo aquecimento das campanhas eleitorais, que chegam ao desfile com os times já escalados e definidos. Candidatos ao Palácio Thomé de Souza e à Câmara de Vereadores por certo eatrão presentes participando do cortejo entre a Lapinha e a Praça Municipal e o momento para celebrar a luta pela Independência da Bahia se torna o palco para o primeiro esboço do processo de medição de como está a popularidade.

Extinto o prazo regular para a realização das convenções no dia 30 de junho, os candidatos chegam ao Dia da Independência com alianças estabelecidas e começam o corpo-a-corpo com os eleitores. Estarão nas ruas soteropolitanas as chapas Nelson Pelegrino (PT) e Olívia Santana (PCdoB), Mário Kertész e Nestor Neto (PMDB), ACM Neto (DEM) e Célia Sacramento (PV), Márcio Marinho (PRB) e seu vice Deraldo Damasceno, Hamilton Assis (PSOL) e a enfermeira Nise Santos, do PSTU, escolhida como vice, todos buscando o próprio lugar ao sol.

A data será também o momento para que aliados de primeira hora – e de última também – mostrem se estão realmente engajados. Nesse quesito, Pelegrino sai na frente. No total, o petista amealhou 13 siglas, com capilaridades em diversas frentes, desde esquerdistas históricos, como o PCdoB, a direitistas travestidos de centro-esquerda, como o PP e PR. Este último, entretanto, mostra as divisões possíveis dentro de uma mesma legenda.
 

Enquanto César Borges, presidente estadual do PR, oficializou o apoio dos republicanos ao candidato do PT, parlamentares como o deputado federal Maurício Trindade vão marchar lado a lado com o adversário elencado como alvo por petistas, ACM Neto.

O democrata, por sua vez, vai às ruas com o PV da sua vice rachado, com lideranças dos verdes reclamando em público da aliança. Se há divisão entre os apoios dos partidos daqueles que despontam como polos dessa eleição, o PMDB aparece como outra via, em voo solo e sem apoios, mas sem necessidade de mexer na colcha de retalhos. 

Enquanto os candidatos lutam para aparecer, os ocupantes de mandatos prefeririam passar incólumes à data cívica. Ainda que sob suspeita dos adversários, o governador do Estado, Jaques Wagner, negou a hipótese de não participar do cortejo, como sempre faz.  Aí é onde está a grande intrrogação. Irá realmente se fazer presente o governador? Pois todos sabem, que é esperado ser recebido com animosidade  vaias, prinvcipalmente por professores e servidores públicos. E o temos pe que estes atos de protestos contaminem a campanha petista de Pelegrino, que já entra em campo em desvantagem, diante do elevado índice de rejeição do governo Wagner, e que nada tem feito em busca de reveerter, pelo contrário, as atitudes tomadas o tem levado para o isolamento e ostracismo. 

“Eu vou fazer toda a caminhada do Dois de Julho, depois vamos estar na Marina, homenageando aqueles que combateram no mar e, finalmente, na tarde, da Praça Municipal até o Campo Grande, onde se encerra o cortejo com o acendimento da pira e o hasteamento da bandeira”, disse em entrevista o governador Wagner. Agora é esperar se realmente ele irá cumprir a agenda e o trajeto.
Para setoresvdo PT que defendia e acreditava que ele se ausentaria da festa por medo de reações de setores como do funcionalismo público, Wagner confirmou a presença.

“Essa é a festa maior da cidadania baiana. Eu me esforço muito, está aí o Hino Baiano, é o Hino Dois de Julho. Os baianos têm que estudar e entender os heróis da Bahia”, completou. 
 
Na posição de chefe do Executivo municipal, João Henrique (PP) também contrariou as expectativas pessimistas de que se ausentaria da festa. Por meio de sua assessoria, o prefeito garantiu sua participação, porém sem definir detalhes. A confirmação, porém, acontece apenas no dia Dois de Julho

Fonte: Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!