09/01/2018

Juazeiro: Carnaval será realizado de 26 a 28 de janeiro

 

O Carnaval de Juazeiro, Bahia, acontece de 26 a 28 de janeiro e a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, vai realizar o concurso de Rainha e Rei Momo no dia 19, às 18h, no Juá Garden Shopping. Quem quiser se inscrever para participar do concurso deve ir, até dia 12, à sede da SECULTE, localizada na Avenida Carmela Dutra, Orla I (próximo ao cartório), nº 683, Centro, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

De acordo com a organização do evento, os candidatos precisam ter idade mínima de 18 e máxima de 35 anos e levar cópia de RG (Identidade), CPF, comprovante de residência e fotos (com nitidez e boa resolução) em posição frontal e corpo inteiro no momento da inscrição. “Também é necessário residir em Juazeiro, com comprovação de, no mínimo, seis meses. O candidato a Rei Momo deve pesar acima de 100 Kg e apresentar atestado que comprove condições de saúde para o desempenho das funções”, explica o Superintendente de Eventos, Josinaldo Cícero.

O concurso vai premiar com R$2.500,00 a Rainha e Rei Momo e R$1 mil as princesas. “Primeiro uma comissão da SECULTE seleciona as fotos deixadas no momento da inscrição. Essas pessoas selecionadas irão participar do concurso e então contaremos com uma equipe de júri qualificada, formada por pessoas que tenham ligação com beleza, moda, carnaval, opinião pública. Queremos aproveitar a oportunidade e convidar toda a comunidade para prestigiar o evento”, conclui Josinaldo.

Disque Denúncia da Rondesp Norte começa a funcionar em Juazeiro

No primeiro final de semana de funcionamento do Disque Denúncia Rondesp Norte, ainda em fase de teste, a unidade conseguiu apreender 10 quilos de maconha, em Juazeiro, no domingo (7). Após receber as informações, pelo novo canal de comunicação, os policiais flagraram o pernambucano Ânderson dos Santos Silva, com a droga. O número de whatsapp (74) 98849-0914 foi disponibilizado oficialmente para a população nesta segunda-feira (8), em cerimônia realizada no Grande Hotel de Juazeiro.

Além de utilizar este aplicativo, a Rondesp Norte também colocou o telefone (74) 3614-1571 à disposição da comunidade de Juazeiro e toda a região que atende, abrangendo cidades como Senhor do Bonfim, Curaçá, Paulo Afonso, Jacobina e Casa Nova. “Temos que nos atualizar, e, com essas novas ferramentas, estamos cada vez mais próximos da população, que nos apoia no combate ao crime”, afirmou o coronel PM Anselmo Bispo, comandante da unidade.

O serviço funcionará 24 horas por dia e tem garantia absoluta de sigilo. “Os dados informados são analisados pelo nosso setor de inteligência, encarregado de repassar as denúncias para o comando”, explicou o subcomandante da Rondesp Norte, capitão PM Fábio Henrique Pereira. Segundo ele, “agora, a expectativa é que as demandas aumentem, visto que o aplicativo é bastante popular, rápido e fácil de usar”.

Fábio disse ainda que o serviço começou a funcionar, em fase de teste, na última sexta-feira (5), e, até domingo, 30 denúncias já tinham sido recebidas. “A ferramenta representa mais uma importante forma de mobilização social contra a violência e a criminalidade na região norte”, explicou, acrescentando que o objetivo também é que a sociedade participe, “pois a segurança pública é dever do Estado, mas a responsabilidade é de todos”.

Agricultores do semiárido terão apenas 20 milhões para armazenar agua da chuva

As famílias do Semiárido iniciam 2018 com apenas R$ 20 milhões no orçamento da união para serem gastos com tecnologias de armazenamento de água da chuva em todo o Brasil, surge um alento. A partir desse mês 6.821 famílias da região serão contempladas com tecnologias que guardam água para a produção de alimentos e criação de animais. Além disso, cerca de 35% destas famílias (2.380) vão ter assistência técnica agroecológica por um ano após a instalação da tecnologia na propriedade.

Trata-se de mais uma etapa do Programa Uma Terra e Duas Águas da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) com apoio financeiro de R$ 100 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A parceria entre o BNDES e a ASA, com a participação da Fundação Banco do Brasil, vem desde 2013. De lá pra cá, foram investidos R$ 271 milhões que possibilitaram a construção de 25 mil tecnologias de segunda água para número igual de famílias agricultoras.

“A parceria com a ASA dialoga perfeitamente com a missão da instituição, que é contribuir para a redução das desigualdades sociais e regionais do nosso país. As cisternas de produção promovem não só a segurança alimentar das famílias atendidas, como também conseguem gerar renda para essas famílias. Trata-se, portanto, de uma ação de alto impacto social e é isso que o BNDES busca cada vez mais com o uso de seus recursos, seja ele de natureza reembolsável ou não”, comenta a Chefe do Departamento de Inclusão Produtiva do BNDES, Daniela Arantes.

Atualmente, na região semiárida, cerca de 150 mil famílias já fazem uso das tecnologias que estocam água da chuva para cultivo de alimentos. E quase o triplo – 400 mil famílias – necessitam delas para melhorar a sua alimentação e também a renda.

A implementação destas 6.821 tecnologias sociais – cisternas-calçadão, cisternas-enxurrada e barreiros trincheiras – acontecerá em 34 territórios de nove estados que a ASA atua (MG, BA, SE. AL, PE, PB, RN, CE e PI). Para as 2.380 famílias que terão assistência técnica agroecológica, esse acompanhamento se dará no ano de 2019. Elas receberão um recurso de R$ 3 mil – o dobro do valor que as demais famílias atendidas pelo programa recebem – para ampliar a produção.

A ação do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) também contempla um processo de capacitação das famílias em gestão da água e no manejo agroecológico para a produção de alimentos. Essas capacitações acontecem com a participação de representantes das famílias em cursos e intercâmbios e do envolvimento delas em processos de sistematização das suas experiências.

Aumento repentino da vazão do Rio São Francisco causa prejuízos em Piranhas, AL

O aumento repentino da vazão na Hidrelétrica de Xingó de 550 m³/s para 1.000 m³/s nas primeiras horas da amanhã deste sábado (6) fez com que o nível do Rio São Francisco subisse e provocasse prejuízos para comerciantes e pescadores na cidade de Piranhas, Sertão de Alagoas. No começo da tarde, o nível já havia voltado ao normal.

A população afetada diz que não foi avisada da medida, e a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), afirma que o procedimento foi feito de forma emergencial, a pedido do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Com o nível de volta ao normal, os prejuízos ficaram visíveis tanto do lado alagoano da margem quanto em Sergipe. É o que conta o pescador Ionas Gerônimo Fernandes, que tem um restaurante com os filhos às margens do rio, em Piranhas.

“As mesas e as cadeias do restaurante que estavam na beira do rio foram levadas pela água. Os barcos dos pescadores também foram embora. Um colega teve o barco afundado. O volume e a pressão da água foram tão grandes que até os peixes morreram. Meus meninos pegaram um monte de peixes”, contou Fernandes ao G1.

Ainda segundo ele, não houve aviso por parte da Chesf. “Eu ouvi falar do pessoal aqui que tem alguma relação com a festa de Reis, em Pão de Açúcar. Mas não recebemos nenhum aviso oficial da Chesf sobre isso. Fomos realmente pegos no susto”.

O secretário de Turismo de Piranhas, Jairo Oliveira, informou também que o aumento do nível da água do São Francisco alagou imóveis na orla. Ele diz ainda que muitos turistas foram embora da cidade por conta do ocorrido. Não há informações de pessoas desaparecidas.

Em contato com a produção da TV Gazeta, a Chesf explicou que na noite de sexta foi avisada pelo ONS que por conta da redução na produção de energia eólica no Nordeste, seria preciso aumentar a vazão das hidrelétricas.

Cerca de 450 m³/s de água, foram despejados no rio por conta do aumento da vazão em Xingó para 1.000 m³/s. Ainda segundo a Chesf, como se tratou de uma medida emergencial, não houve tempo para informar à população já que em casos como esse, cabe somente o cumprimento da solicitação.

Um aumento na vazão de Xingó estava programado para a próxima semana, por causa da festa de Bom Jesus dos Navegantes, em Penedo. Essa medida não tem relação com o que houve na noite de sexta.

Procurado pela reportagem, o ONS confirmou em nota que fez a solicitação do aumento de vazão à Chesf, e que essa é uma operação de rotina que não deveria trazer transtornos à população. Além disso, a instituição disse também que a vazão de 1.000 m³/s ainda está abaixo da suportada pela usina, que é de 1.350 m³/s.

Petistas farão análises durante encontro do MST entre 10 e 14 de janeiro

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realiza o 30º Encontro Estadual, desta quarta-feira (10) até o domingo (14), no Centro de Treinamento da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), com uma série de debates, análises e eleição e posse da nova direção nacional. A abertura do encontro, na quarta, vai envolver o economista e líder do MST, João Pedro Stédile, além do atual secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), Jaques Wagner, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, e o deputado federal e membro do movimento no estado, Valmir Assunção (PT-BA). Os petistas participam de uma análise de conjuntura nacional e internacional e de ato em defesa do ex-presidente Lula. “Estamos dando sequência à luta contra o golpe parlamentar instalado no país e pelo direito do ex-presidente Lula ser candidato à presidência.

Uma coisa já temos certeza, eleição sem Lula é outro golpe, não vamos aceitar isso”, frisa Valmir. O encontro estadual do MST vai reunir lideranças políticas e militantes de diferentes regiões da Bahia para debates como o da Reforma Agrária Popular, LGBT, capitalismo e agricultura, disputa da hegemonia na sociedade e comunicação, além de assembleias de juventude, noite cultural e a eleição e posse da nova direção nacional do MST. A eleição acontece no último dia do encontro, no domingo (14), e terá a mediação do deputado Valmir Assunção. “Será mais um momento para que todas as brigadas da Bahia conheçam seus novos dirigentes no estado”, completa o parlamentar petista.

Esse encontro do MST na capital baiana também terá atividades sobre o centro de treinamento da SDR, como acontece na quinta-feira (11) com a participação da militância na Lavagem do Bonfim. De acordo com dados, os dirigentes Evanildo Costa e Elizabeth Rocha vão conduzir os sem-terra para as ruas da cidade baixa a partir da concentração no Largo da Conceição da Praia. “É uma tradição, os movimentos sociais e sindicais participarem das celebrações ao Senhor do Bonfim, e este ano não poderia ser diferente. Ainda mais que estamos em um ano eleitoral e precisamos ratificar nossa posição e defender a democracia. Vamos lutar para termos Lula como nosso candidato, e o povo voltar a ter seus direitos reconhecidos”, salienta o dirigente nacional do MST, Evanildo Costa.

 

Fonte: Ascom PMJ/Ascom SSP/INSA/PA4/O Diario da Região/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!