17/01/2018

Feira: Tarifa de ônibus também será reajustada

 

Após reunião na Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) para definir o reajuste da tarifa de ônibus em Feira de Santana, o valor foi acertado em R$ 3,48 para quem pagava R$ 3,32 no cartão Via Feira, e R$ 3,90 para quem pagava R$ 3,65 em dinheiro.

Mas os novos preços ainda precisam ser aprovados pelo prefeito José Ronaldo (DEM).

Segundo o titular da pasta, Saulo Figueiredo, disse que o reajuste firmado foi de 5,05%. "O valor é obtido através de uma fórmula paramétrica estabelecida em contrato de licitação e leva em consideração três índices: o índice do preço médio de combustível em 2017, que foi de 11,3%; o INPC [Índice Nacional de Preços ao Consumidor], que foi de 1,83%; e o reajuste salarial da categoria, que foi de 5%", explicou o secretário.

A reunião, que aconteceu nessa segunda-feira (15), contou com a participação de representantes das empresas de ônibus, do transporte alternativo, mototáxi, táxi e secretários municipais.

De acordo com a publicação, o combate ao transporte irregular também entrou na pauta. Figueiredo garantiu que a secretaria vai aumentar a fiscalização.

Nilo almoça com Zé Ronaldo e ‘pode pensar’ em mudar para lado de Neto

De malas prontas para o PSB, da senadora Lídice da Mata, o ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (PSL), almoçou, nesta segunda-feira (15), com o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), um dos principais aliados do prefeito de Salvador, ACM Neto.

Ao bahia.ba, o ex-chefe do Legislativo baiano contou que discutiu sobre as eleições deste ano e como deve ser a montagem da chapa do governador Rui Costa (PT) e da eventual composição de Neto, que ainda não confirmou a candidatura. O encontro aconteceu em um restaurante no Shopping Salvador.

Se rolou convite para migrar para o grupo do democrata? Nilo diz que não, mas ressaltou: “Em 2014, Neto me convidou [para ser senador na chapa de Paulo Souto]. Em 2018, não me convidou. Mas, se tiver convite, eu penso e respondo”.

Nilo garante que não convidou Zé Ronaldo para o PSB. “Nem entrei ainda, como vou convidar?”, questionou. “Nem eu o convidei para o grupo de Rui nem ele me convidou para o grupo de Neto, até porque eu não tenho força para isso. Aí quem convida é o governador”, pontuou.

O ex-presidente salientou, no entanto, que, se a senadora Lídice for preterida na chapa de Rui, defende que a socialista anuncie candidatura independente. “E eu acho que ela ganha”, frisou.

Balanço da SMTT aponta para um estado de otimização longe da realidade

Balanço da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) aponta números positivos nas ações desenvolvidas ao longo do ano passado, apresentado na última sexta-feira, 12, na sede do próprio órgão.

No leque de atuações da SMTT, fiscalização na soltura de frota de ônibus nas garagens das empresas, operações especiais em combate ao transporte clandestino de passageiros com prisões em flagrante e o fim de perseguições em ruas da cidade, reprogramação das linhas de transporte urbano e encontros semanais com a comunidade para discutir o serviço prestado.

Durante a explanação do secretário Saulo Figueiredo e equipe técnica ao prefeito José Ronaldo e ao secretário municipal de Planejamento, Carlos Brito, os dados atestam 1.521 vistorias de modais envolvendo veículos do Serviço de Transporte Individual de Passageiros por Táxi (STIP), Transporte Escolar e ônibus do Sistema Integrado de Transporte (SIT).

Outro ponto alto das ações está relacionado ao Programa de Acessibilidade ao Cidadão Especial (PACE) com mais de 28 mil atendimentos realizados nos últimos doze meses.

“Esse programa é de extrema importância para pessoas com necessidades especiais, de alto grau de dependência, mobilidade reduzida e sem autonomia para o uso dos meios de transporte convencionais”, explica o secretário.

Ampliação da fiscalização do transporte clandestino

Mensurando números, o destaque é para a ampliação da fiscalização do transporte clandestino em Feira de Santana, em especial, grandes operações planejadas que possibilitaram o fim das perseguições em rua, criticadas à época pela população.

Segundo Saulo Figueiredo, 715 apreensões retiraram de circulação 672 carros e 43 motocicletas que realizavam transporte ilegal de passageiros, a exemplo dos chamados “ligeirinhos” com vans, além de motos e a prestadora estadunidense Uber.

“Passamos a realizar monitoramento e aproximação nos pontos identificados como de transporte ilegal de passageiros. E continuaremos intensificando as operações, pois nosso foco é retirar de operação o condutor que não possui autorização do poder público municipal para prestar este serviço como modal de transporte, extremamente perigoso à comunidade”, ressalta.

Reprogramação e otimização do transporte público urbano

A quantidade de passageiros que aderiram ao sistema de transporte urbano convencional, operacionalizado pelas empresas São João e Rosa, cresceu 11,85%, totalizando 3 milhões, 623 mil e 825 (total de passageiros) a mais no comparativo entre 2016 e 2017. Já o total de passageiros equivalentes transportados (passageiros pagantes) revela um milhão, 296 mil e 12 usuários que utilizaram o transporte coletivo. No total, foram mais de 33 milhões de pessoas transportadas neste tipo de modal no acumulado 2017.

“Os dados aferidos aponta que a população vem a cada mês aderindo ao sistema de transporte coletivo, mostrando otimização na mobilidade no município, assunto tão discutido em nosso país”, afirma o secretário.

Ao todo, houve a reprogramação de sete bacias operacionais das linhas de ônibus (bacias da José falcão, Maria Quitéria, Macário Cerqueira, João Durval, Norte, Sul e Tomé de Souza) adequando a oferta de horários e otimizando a frequência de ônibus nos pontos de embarque e desembarque em horários de pico. Contudo, o secretário afirma que entre as metas deste ano está a reprogramação de mais duas bacias (Presidente Dutra e Sobradinho) através de um cronograma de otimizações do serviço de transporte público coletivo.

“Nosso foco é melhorar os horários de chegada de ônibus nos pontos para diminuir, cada vez mais, o tempo de embarque do passageiro, especialmente nos horários com alta demanda”, explica Saulo Figueiredo.

Semanalmente, a SMTT realiza encontros com membros de diversos bairros, com uma média de duas comunidades que apresentam suas demandas, anseios e propõe melhorias aos fiscais da secretaria.

Metas

Em 2018, a programação da secretaria incluiu no calendário de metas a criação da Certificação Qualytáxi (Portaria nº 007/2018) e a regulamentação (decreto nº 10.576, 29/12/17) do uso da Modalidade App (aplicativo) para permissionários do Serviço de Transporte Individual de Passageiros por Táxi (STIP), executadas no último dia 12.

A reestruturação do modal mototáxis e a implementação do Serviço de Transporte Público Alternativo e Complementar (STPAC), através de concorrência pública, já marcada para ocorrer no próximo dia 25, estão na agenda de ações do órgão municipal. Neste último caso, o edital oportuniza 105 vagas para permissionários de vans alimentarem o sistema convencional de transporte urbano por meio de exploração de linhas distritais e rurais.

Outro desafio estabelecido pelo secretário à equipe técnica é a operacionalização do Bus Rapid Transit (BRT) este ano, novo modelo de fiscalização com novos carros ao transporte ilegal de passageiros, estudos técnicos para a criação da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SEMOB), auditoria no sistema de transporte e, principalmente, atualização dos regulamentos de todos os sistemas modais que operam na cidade.

Igreja Senhor do Bonfim, construída há 78 anos na Terra Dura, em Feira

Uma das representações religiosas mais louvadas na Bahia, Senhor do Bonfim faz parte da vida da comunidade rural da Terra Dura há quase oito décadas. A igreja, que leva o nome do santo, foi construída na localidade há exatos 78 anos. Desde então é realizada no povoado do distrito de Humildes uma procissão para marcar o dia de Senhor do Bonfim. Neste domingo, 15, o evento religioso contou com a participação de centenas de fieis. O prefeito José Ronaldo de Carvalho acompanhou a missa celebrada pelo padre Cristiano Fechine.

Atualmente, a procissão de Senhor do Bonfim é um dos eventos importantes do calendário católico no município. Mas durante muito tempo, para que ela fosse realizada, foi preciso esforço, fé e dedicação especiais de uma pessoa em particular: Emiliana Pires de Oliveira, a fundadora da Igreja.

Pedido feito semanas antes de partir, revela Nilza

Emiliana faleceu em setembro de 2000. Algumas semanas antes, já adoecida, ela chamou sua nora, Nilza de Oliveira, e lhe fez um pedido. Que cuidasse da Igreja dali em diante. “Ô minha filha, leve as coisas da Igreja lá pra sua casa, que eu já tô fraquinha e não consigo fazer mais nada”, relata dona Nilza, sobre o pedido de sua sogra.

A razão pela qual ela foi a escolhida, Dona Nilza não sabe. Mas ela deixa bem claro que pretende honrar sua promessa. “Ela me pediu tanto. Como é que eu posso desistir? Então, enquanto eu puder, eu tô aqui na luta”.

Seu Vavá: "Senhor do Bonfim representa tudo na minha vida" 

Emiliana faleceu em setembro de 2000. Algumas semanas antes, já adoecida, ela chamou sua nora, Nilza de Oliveira, e lhe fez um pedido. Que cuidasse da Igreja dali em diante. “Ô minha filha, leve as coisas da Igreja lá pra sua casa, que eu já tô fraquinha e não consigo fazer mais nada”, relata dona Nilza, sobre o pedido de sua sogra.

A razão pela qual ela foi a escolhida, Dona Nilza não sabe. Mas ela deixa bem claro que pretende honrar sua promessa. “Ela me pediu tanto. Como é que eu posso desistir? Então, enquanto eu puder, eu tô aqui na luta”.

Seu Vavá: "Senhor do Bonfim representa tudo na minha vida" 

 

Evaldo Pires, conhecido como seu “Vavá” em toda a comunidade, é o esposo de dona Nilza e filho de dona Emiliana, mais um devoto de Senhor do Bonfim, mas este, no centro dos principais capítulos dessa história.

“Sou nascido e criado aqui. Senhor do Bonfim representa tudo na minha vida! Tenho essa ligação muito por conta dessa Igreja ter sido fundada pela minha mãe e agora estar sendo cuidada pela minha esposa. Ele, aqui nessa área, é tudo não só para mim, mas para todos”, afirma seu Vavá.

 

Fonte: BN/Bahia.ba/Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!