24/01/2018

Neojiba realiza audições públicas no Teatro Castro Alves

 

Entre esta quarta-feira (23) e o dia 31, o Teatro Castro Alves (TCA) irá acolher as audições públicas para selecionar os integrantes da Orquestra Castro Alves em 2018 e do Coro Juvenil para os próximos dois anos. Essas formações estão entre as principais que programa Neojiba mantém no núcleo central. Concorrem às vagas do Coro cerca de 80 adolescentes e jovens entre 15 e 25 anos. Já para Orquestra Castro Alves há 170 interessados com até 23 anos.

Os selecionados nas audições públicas presenciais terão uma rotina regular no TCA e nos núcleos do Neojiba. Entre as atividades estão a prática musical coletiva, atividades pedagógicas de multiplicação, aulas coletivas e individuais e formação complementar através de palestras, oficinas e workshops para desenvolvimento de habilidades pedagógicas, sociais, profissionais e empreendedoras.

Os selecionados para o Coro Juvenil que demonstrarem aptidões pedagógicas poderão ainda atuar como multiplicadores do programa Neojiba. Eles farão parte da equipe responsável pela disseminação do modelo social e pedagógico do programa nos Núcleos de Prática Musical. Esses espaços oferecem atividade de ensino e prática musical coletivos, criam e coordenam grupos autônomos de orquestra e coro, além de realizarem um trabalho de mobilização comunitária para promover a difusão e o acesso à música.

O Neojiba possui 12 núcleos espalhados pela Bahia. Além do núcleo central, que funciona no TCA, há outros 11 núcleos de prática musical. Em Salvador há centros do programa no Bairro da Paz, Federação, Liberdade, Nazaré, Nordeste de Amaralina, Pirajá e na região da Península de Itapagipe. Há ainda núcleos nas cidades de Feira de Santana, Porto Seguro, no distrito de Trancoso, Simões Filho e Vitória da Conquista.

Programa Neojiba

Criado em 2007, como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba) tem por objetivo promover na Bahia o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos.

O Neojiba beneficia cerca de 4,6 mil crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

Osba abre seleção para contratação de novos músicos

A Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA), instituição responsável pela gestão da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), está com inscrições abertas para novo processo seletivo de músicos para a orquestra. Desta vez, com oportunidades para preenchimento das seguintes vagas: 1 violino (Chefe de Naipe), 1 violoncelo (Tutti), 1 trombone (Chefe de Naipe) e 1 trompa (Chefe de Naipe), além de formação de cadastro de reserva para 1 violino (Tutti). As inscrições são gratuitas e serão realizadas até 4 de fevereiro. Os interessados em concorrer a uma dessas vagas devem efetuar a inscrição por meio deste link.

O processo seletivo ocorrerá a partir de audições presenciais realizadas em Salvador, no dia 25 de fevereiro, e em São Paulo, nos dias 26 e 27 de fevereiro. Na capital baiana, as audições serão realizadas no Teatro Castro Alves (TCA), sede da Osba, enquanto que na capital paulista o processo de avaliação dos candidatos acontece novamente na Sala São Paulo, como em julho de 2017, graças a uma nova parceria firmada entre Osba e Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp).

Antes das audições presenciais, acontece ainda uma etapa de pré-seleção, que consistirá da análise de currículo e de vídeo do candidato, conforme indicações que constam no edital. A ATCA estará disponível para auxiliar candidatos em caso de dúvidas, por meio do e-mail selecao.osba@gmail.com e pelo telefone 55 71 3117-4834 para esclarecimentos sobre as inscrições e sobre o processo seletivo. O atendimento estará disponível apenas em dias úteis, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Exposição Itinerante Navio Negreiro – Hansen Bahia e Castro Alves chega a Jequié

O Centro de Memória da Bahia (CMB), unidade vinculada à Fundação Pedro Calmon/SecultBA realiza a exposição Itinerante Navio Negreiro – Hansen Bahia e Castro Alves. Iniciada em Salvador, as obras do artista Hansen Bahia, já passaram por seis cidades da Bahia, e agora é a vez de Jequié. A exposição Itinerante ficará aberta ao publico no Centro de Cultura ACM, localizado na Avenida Antônio Carlos Magalhães, Jequiezinho, de 27 de janeiro a 13 de fevereiro.

O diretor do CMB, Rafael Fontes, reforçou o trabalho do Hansen, “porque leva a gente a fazer uma reflexão sobre esse marco. A história precisa ser pensada e discutida nos dias de hoje. Por isso, a exposição itinerante levará para as cidades oficinas, debates e discussões sobre o que foi a escravidão”, reforçou.

De acordo com o curador da exposição, Ayrson Heráclico, essa obra de Hansen Bahia é única, “porque ninguém nunca ilustrou um poema inteiro”. Inspiradas pelo poema O Navio Negreiro de Castro Alves, Hansen Bahia descreve em imagens a violência contra os africanos subjugados de escravos vindos nos porões dos navios. Será realizada nos dias 29 e 30 de janeiro, durante a exposição, uma oficina de Xilogravura, ministrada pelo artista plástico Zimaldo Baptista Melo.

Autor das ilustrações de O Navio Negreiro, Hansen nasceu na Alemanha e naturalizou-se baiano. Ilustrador, escultor, pintor, escritor e professor são algumas das atividades que o artista exerceu durante a vida. Através de um testamento ele doou o acervo para a cidade de Cachoeira, local onde foi criada a Fundação Hansen Bahia.

CMB

O Centro de Memória da Bahia (CMB) – unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado (FPC/SecultBA), tem como objetivo a difusão da história da Bahia, através da preservação e ordenação de arquivos privados e personalidades públicas, bem como a realização de exposições, seminários e cursos de formação gratuitos. Entre suas funções, é responsável pelo Memorial dos Governadores Republicanos da Bahia (MGRB), localizado no Palácio Rio Branco, no Centro Histórico de Salvador.

  • Serviço:

Exposição Itinerante O Navio Negreiro Negreiro – Hansen Bahia e Castro Alves

Data: Abertura 27 de janeiro, às 19h/ Encerramento 13 de fevereiro.

Local: Centro de Cultura ACM, localizado na Avenida Antônio Carlos Magalhães, Jequiezinho.

Oficina de Xilogravura, com Artista plástico Zimaldo Baptista Melo

Turmas 29 de janeiro (manhã e tarde) e 30 janeiro (manhã)

Mostra ‘União entre os Povos’ aberta no Solar Ferrão nesta segunda-feira (22)

Com peças feitas a partir de material reciclado que chamam a atenção do público para a conscientização em reciclar e preservar o meio ambiente, o Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho) inaugura na próxima segunda-feira (22) a exposição ‘União entre os Povos’. A mostra – coletiva, interativa e realizada pela Brahma Kumaris – conta com 38 peças concebidas por diversos artistas baianos, como Ray Vianna, Miku Multimídia, Aracides Limoeiro, Felipe Arcoverde e Ana Paula Paixão, entre outros. A abertura contará com pocket show da banda Viratrupe. Gratuita, a exposição fica em cartaz na galeria até 30/03.

Uma das obras que ganham destaque na a mostra é a ‘Árvore da Humanidade’, assinada por Ray Viana, uma árvore de mais de 2 metros de altura, confeccionada com tubos e retalhos de papel. A mostra conta ainda com outras peças interativas, como: ‘O Eco da Vida’, ‘A Cabana do Silêncio’, os ambientes ‘Ser e Estar’ e ‘A Mesa da União’.

“Em tempos de tantas guerras, violência e desunião entre as nações, é imperativa a necessidade de promovermos a união entre os povos. Temas como cuidado com o meio ambiente, respeito entre as religiões, consciência do papel que cada ser exerce no mundo e na interação com a natureza, unidade entre diferentes culturas e a importância do silêncio para a transformação, são artisticamente abordados na exposição”, explica Goreth Dunningham, da Brahma Kumaris.

Sobre a Brahma Kumaris: movimento espiritual mundial dedicado à transformação pessoal e à renovação do mundo. Fundada na Índia em 1937, difundiu-se para mais de 110 países em todos os continentes e teve amplo impacto em muitos setores, como uma ONG internacional. Entretanto, seu verdadeiro compromisso é ajudar os indivíduos a transformarem sua perspectiva em relação ao mundo, de material para espiritual. Apoia a cultura de uma profunda consciência coletiva de paz e dignidade individual de cada ser.

No Brasil, as atividades da BK começaram em 1979, com sedes nas principais capitais e em cidades do interior. Em Salvador, a BK conta com 4 unidades, sendo uma delas um centro de retiros na região metropolitana.

  • Serviço:

Exposição Interativa ‘União entre os povos’

Local: Centro Cultural Solar Ferrão (Rua Gregório de Mattos, 45, Pelourinho)

Período: de 22 de janeiro a 30/03

Horário da Vernissage: 17h

Mais informações: 3356-3900

Entrada Franca

Visitação: de terça-feira a sábado, das 13h às 17h

Restauração da Fortaleza de Morro de S. Paulo incrementa o turismo cultural

Com a presença do governador Rui Costa, a obra de restauração da Fortaleza de Morro de São Paulo, foi entregue à comunidade neste sábado (dia 20). A apresentação de grupos folclóricos animou a cerimônia em que o governador também foi homenageado com título de cidadão de Cairu.

Foram investidos R$ 14,4 milhões na restauração que ficou sob a responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides), com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Governo da Bahia - por meio da Secretaria do Turismo e Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) -, assim como do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e empresários locais.

"A preservação de um dos mais importantes monumentos da História da Bahia representa o êxito de uma ampla parceira e a vitória da comunidade que muito contribuiu para a concretização do projeto", afirmou o secretário do Turismo da Bahia, José Alves.

Turismo Cultural

O monumento restaurado contribui para o incremento do turismo cultural nesse importante destino de sol e mar, visitado por 300 mil turistas/ano, disse o secretário. "Além de melhorar a nossa competitividade, vale destacar que toda a obra teve base em princípios sustentáveis. À preservação do patrimônio e do meio-ambiente somam-se ações para qualificação profissional e oferta de serviços turísticos de elevado padrão de qualidade", resumiu.

O processo de restauro foi minucioso, com o objetivo de preservar a identidade do patrimônio datado do século XVII. A primeira etapa da obra contemplou a recuperação emergencial da muralha. Na etapa seguinte, foi feita a restauração do Corpo da Guarda e do Forte da Ponta. O espaço será usado como museu, terá exposições, espetáculos teatrais e eventos diversos.

 

Fonte: Ascom Neojiba/Ascom Osba/SecultBa/Ascom Ipac/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!