25/01/2018

Edson Gomes faz show na Concha Acústica neste domingo (28)

 

No auge dos seus 35 anos de carreira e incontáveis sucessos no currículo, Edson Gomes será a atração do MPB Petrobras no domingo (28) na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. Considerado o maior nome do reggae brasileiro, o cantor e compositor levará ao legendário espaço de shows as canções que marcaram sua trajetória em um resgate histórico e memorável. A noite contará ainda com show de abertura da banda baiana OQuadro e intervenção musical de DJ Branco, dentro do projeto Janela Baiana, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

A temporada atual do MPB Petrobras teve início em Aracaju no último dia 14 de dezembro e segue para Maceió no dia 17 de janeiro. Nas duas cidades, o consagrado artista mineiro João Bosco foi a atração escolhida para a retomada do projeto após dois anos de intervalo. Já o reggaeman Edson Gomes coroa a volta do MPB Petrobras a Salvador, cidade onde o projeto nasceu, mas que ficou fora da grade de shows nas últimas temporadas. Até março de 2018, o projeto volta às capitais sergipana e alagoana com shows de Geraldo Azevedo, nos dias 1º e 3 de março, respectivamente, e finaliza seu calendário em Salvador, em 18 de março, com atração a ser definida.

Edson Gomes

Com uma carreira consolidada em todo país, Edson Gomes, que ocupa o posto de “Rei do Reggae” brasileiro, traz em suas letras temas que retratam dramas sociais do cotidiano dos subúrbios do país e, por isso, diversas canções se tornaram verdadeiros hinos da representatividade e batalha pelo resgate e valorização das matrizes africanas.

Nascido em Cachoeira (BA), Edson Gomes conquistou um público fiel e lugar privilegiado no topo das listas dos maiores cantores de reggae do país. Seu trabalho mais recente é “Ao Vivo em Salvador”, primeiro CD e DVD ao vivo de sua carreira, registro de um show que aconteceu em dezembro de 2006, no Wet’n’Wild, na capital baiana.

Show de Abertura

Banda que desponta atualmente no cenário baiano, OQuadro apresenta o show do seu segundo disco intitulado “Nêgo Roque”, lançado há dois meses nas plataformas digitais. Selecionado pelo projeto Natura Musical, o trabalho apresenta elementos obtidos por meio de vivências pessoais do grupo formado por Jef Rodriguez (voz), NêgoFreeza (voz), RansSpectro (voz), Ricô (voz/baixo), Rodrigo DaLua (Guitarra e Synth), Vic Santana (bateria), DJ Mangaio (programações) e Jahgga (percussão).

Fundado em Ilhéus (BA), OQuadro traz nas suas sonoridades uma vertente do rap que busca inovações a partir de diálogos com outros estilos musicais e movimentos culturais. As composições do grupo oscilam entre a bravura e a brandura, o local e o universal, vão do ijexá ao afrobeat, sem deixar, por isso, de ser rap.

MPB Petrobras

Com realização assinada pela produtora baiana Caderno 2 Produções e patrocínio da Petrobras e Governo Federal, o MPB Petrobras nasceu em 1997 e, desde então, vem promovendo o acesso do público de vários segmentos sociais ao trabalho de artistas de prestígio nacional, acesso esse que, de outra forma, não seria possível. Com mais de 500 shows realizados, a temporada atual marca o retorno do projeto após dois anos de intervalo. São seis shows em três cidades do Nordeste.

  • SERVIÇO

MPB Petrobras com Edson Gomes

Abertura: OQuadro

Janela Baiana: DJ Branco

Quando: 28 de janeiro (domingo), 18h

Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves

Quanto:

Arquibancada: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)

Camarote: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia)

Desconto: 40% de desconto para assinantes do Clube Correio*

VENDAS

Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelo site www.ingressorapido.com.br

MEIA ENTRADA

A concessão da meia-entrada é assegurada em 40% do total dos ingressos disponíveis para o evento.

Estejam atentos! O Teatro Castro Alves cumpre a Lei Federal 12.933 de 29/12/2013, que determina que a comprovação do benefício de meia-entrada é obrigatória para aqueles que gozam deste direito. Estudantes devem apresentar a Carteira de Identificação Estudantil (CIE), não sendo aceitos outros documentos.

"Luau sem Lua" é realizado no Museu Udo Knoff

Todas as últimas sextas-feiras dos meses de janeiro, fevereiro e março será realizado o projeto ‘Luau sem Lua’ no Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica. Com duração média de 1h30, o projeto é uma parceria entre o Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica e o LabDimus – unidades da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/IPAC) localizadas no Pelourinho.

“O projeto consiste em apresentações culturais na área verde do Udo Knoff, como forma de trazer o público para dentro do museu e transformar essa área em um ponto de encontro, popularizando e fomentando a visitação. Essas apresentações podem ser com os próprios colaboradores do museu e do LabDimus ou com parceiros, podendo ser grupos de dança, poesia, música, teatro e etc.”, explica a coordenadora do museu, Renata Alencar. Através da Hashtag #VemProUdo será feito convite ao público a se aproximar do Museu e fazer parte dessa atividade!

No dia 26/01, o ‘Luau sem Lua’ conta com a participação de Janaína Noblat. No segundo encontro, em 23/02, será a vez do Grupo Oxente Menina e convidados. Já em 30/03, o Grupo Oxente Menina será acompanhado do grupo formado no MiniCurso de Ritmos Brasileiros – outra parceria entre o Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica e o LabDimus que acontece em 15, 17, 22 e 24/01, das 14 às 17h, sendo as primeiras datas do minicurso destinadas ao Forró e as duas finais ao Samba. As inscrições (faixa etária a partir de 12 anos) devem ser feitas via e-mail: educativoudo@gmail.com ou contato através do (71) 3117-6389.

LabDimus

O Laboratório de Educação Digital: Museu, Arte e Cultura desenvolve atividades direcionadas às novas mídias digitais, propondo, executando e avaliando as oficinas que desenvolve. Buscando atividades com grupos escolares e público em geral, o LabDIMUS faz a interlocução entre as novas tecnologias e as coleções em exposição nos museus DIMUS. Com isso, pretende manter o intercâmbio com as instituições de ensino de forma interdisciplinar, contribuindo para a melhoria da educação formal a partir da promoção de oficinas de interesse de professores e estudantes. As atividades integram as diversas linguagens da comunicação: sonora, visual, impressa e audiovisual.

Acesse o canal no YouTube e conheça mais sobre o LabDIMUS e os projetos: https://www.youtube.com/channel/UCfcfomV5RhMQgPYlfp6Z3TA. Endereço: Rua Gregório de Mattos, 39 – subsolo, Praça das Artes – Pelourinho, Salvador (BA). Contato: (71) 3116-6714.

O museu

O Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica (Pelourinho) dispõe de dois ambientes ocupados por materiais referentes à arte da cerâmica e do azulejo. A área inferior expõe as peças criadas pelo ceramista Udo Knoff – idealizador do museu - além de proporcionar uma visão cronológica da existência do azulejo disposta do século XV ao XX, incluindo sua chegada ao Brasil, no século XVII. Já a sua área superior, exibe fotografias de prédios revestidos com azulejos confeccionados pela oficina de Udo Knoff, fruto de projetos de artistas renomados do estado da Bahia. Completam a exposição, objetos confeccionados nas oficinas desenvolvidas pelos museólogos da casa, que realizam atividades educacionais com o objetivo de se manter o desejo de Udo Knoff. O espaço sediado no Pelourinho, em Salvador, integra a Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) da Secretaria Estadual de Cultura (SecultBA). Visitação gratuita: terça a sábado das 13 às 17 horas. Endereço: Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho – Salvador (BA)/(71) 3117-6389.

Mostra da Oficina de Iniciação Teatral da Funceb acontece no próximo dia 27 em Plataforma

No próximo dia 27 (sábado) acontece no Centro Cultural Plataforma – espaço administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – a Mostra de Teatro “Amor e Traição”, fruto da Oficina de Iniciação Teatral da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa). Com direção de Christiane Veigga, a montagem apresenta cenas de peças de William Shakespeare. O evento tem entrada gratuita.

A peça “Amor e Traição” fala sobre os mais diversos sentimentos e a forma como se manifestam nas pessoas e podem modificar suas relações, a exemplo: amor, ciúme, inveja, ambição e raiva. No espetáculo algumas cenas de Shakespeare como “Othello”, “Muito Barulho por Nada”, “Ricardo II”, “Ricardo III” e “Como Gostais”, compõem a apresentação.

Sobre o processo de produção do espetáculo a professora Christiane Veigga conta como foi o trabalho com os alunos no decorrer das aulas: "o processo foi conduzido a partir de uma metodologia prática, onde o aprendizado é obtido em cena e através de exercícios específicos que muniram os atores de recursos para a construção dos personagens", explica.

Com uma turma de 16 alunos, a Oficina que aconteceu entre setembro de 2017 e janeiro de 2018, em Plataforma, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, revelou muitos talentos como o poeta e músico, Albérico Manoel dos Santos, 40 anos, que conta o seu desejo de prosseguir com as aulas: “pretendo dar continuidade com o curso, fazer algo profissional, estou gostando muito de voltar a fazer parte desse universo”, conta Albérico que por mais de 20 anos esteve afastado do teatro.

O aluno ainda revela a expectativa para Mostra: “meu desejo é que seja uma ótima apresentação e que algo aconteça após o dia 27, quem sabe poder se apresentar em outros dias e outros lugares para divulgar o nosso trabalho e quem sabe participar com outros grupos”.

“As aulas surpreenderam minhas expectativas, foi muito além do que eu esperava e foi produtivo demais. Tivemos aulas de dinâmica corporal, voz, dicção, texto, sem falar na interação com os colegas, no começo sempre ficamos envergonhados, mas depois foi maravilhoso”, conta a jovem Jéssica Barreto, 16 anos, que no espetáculo fará dois papéis: Emília e Ana, que são personagens das respectivas obras de Shakespeare “Othello” e “Ricardo III”.

"O processo superou as expectativas, devido ao grau de talento dos participantes, porque mesmo a maioria tendo pouca ou nenhuma experiência em teatro, eram todos muito talentosos", finaliza a professora da oficina e diretora do espetáculo Christiane Veigga.

  • Serviço:

Mostra da Oficina de Iniciação Teatral da Funceb: “Amor e Traição”

Quando: 24 de janeiro às 19h

Onde: Centro Cultural Plataforma

 

Fonte: SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!