26/01/2018

Feira: 2 empresas se habilitam para realizar concurso da prefeitura

 

Duas empresas foram classificadas na licitação para a realização do concurso da prefeitura de Feira de Santana. Estão previstas 100 vagas para o cargo de professor mais formação de cadastro de reserva, e 50 vagas para a função de guarda municipal mais cadastro de reserva.

De acordo com o presidente da comissão de licitação do governo municipal, Osmário de Oliveira, após a análise de documentos, foram classificadas e habilitadas as empresas OCP e EPL, ambas do estado do Paraná.

“Vamos publicar o resultado da habilitação e abrir prazo para recurso conforme determina a lei. À medida que a comissão finalizar essa fase de análise, vamos para a etapa de homologação do processo, que é a efetiva contratação, e mais adiante a Secretaria de Administração vai gerenciar junto com essas empresas contratadas a questão do edital e a abertura do concurso público”, informou Osmário de Oliveira.

Ainda segundo ele, o processo foi dividido em dois lotes e as duas empresas apresentaram propostas. “Uma ofertou proposta apenas para o lote 1 e a outra, proposta para o lote 2”, disse. Uma será responsável pela seleção de professores e outra de guardas municipais.

Programadores se reúnem em busca de soluções para a segurança pública em Feira

Será realizado neste final de semana, dias 26 e 27, em Feira de Santana, o I Hackaton, competição na área de tecnologia que vem sendo promovido nas grandes cidades do país. O evento contará com 65 jovens programadores de software e designers, que estarão reunidos em uma maratona de 48 horas, nas dependências do Serviço Social da Indústria (Sesi), em busca de soluções tecnológicas para o município.

De acordo com o secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec), Antônio Carlos Borges Júnior, o tema do Hackaton será Segurança Pública. Os competidores serão divididos em 14 grupos, que após um momento de discussão e mesa redonda com os órgãos de segurança da cidade, como Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Ministério Público, vão buscar soluções que possam melhorar a eficiência desses órgãos e os serviços à comunidade.

“O Hackaton é uma novidade para a cidade dentro da Tecnologia da Informação. Estamos com o Feira 2030, um projeto que foi lançado para o desenvolvimento sustentável, e identificamos a 16ª meta da ONU, que é paz, justiça e instituições sólidas. Com isso, nós percebemos que existe uma problemática muito forte em Feira de Santana, que é a segurança, então resolvemos viabilizar junto com a Santana Vale, que são startups constituídas em Feira, o primeiro Hackaton, com o tema Segurança Pública”.

O evento, segundo Borges Júnior, é promovido pela Fundação Cultural Egberto Costa, em parceria com a Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev) e a Settdec, que dará todo o suporte aos programadores.

“Estamos viabilizando a alimentação para o grupo; o Sesi está disponibilizando o espaço, o Sebrae está fornecendo materiais de escritório e alguns patrocinadores estão dando os prêmios, que serão aparelhos celulares para o grupo que ficar em primeiro lugar, bicicletas para o segundo lugar e cursos de gestão e tecnologia pelo Sebrae, para o terceiro.

“A gente vai buscar as soluções, mas vai depender do talento e da criatividade. Temos a oportunidade de discutir, faremos uma mesa redonda e a Polícia Militar vai apresentar, através do Coronel Luziel Andrade, alguns indicadores, a Polícia Civil, através da delegada Dorean Soares, também fará algumas apresentações, o Ministério Público estará presente também, e esses jovens vão buscar soluções. Os direitos autorais da solução ficarão para a equipe que produzir e a prefeitura terá o direito de uso e também poderá ser vendida para outras cidades, em outros estados”, informou.

I Hackathon reúne 65 competidores no SESI, neste final de semana

Numa maratona de 48 horas ininterrupta, programadores e produtores de softwares estarão reunidos no I Hackathon promovido pela Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Cultura Egberto Costa, que ocorrerá nesta sexta-feira, 26, e sábado, 27, nas dependências do Serviço Social da Indústria (SESI), no Alto do Cruzeiro.

A abertura do evento ocorreu na manhã desta quinta-feira, 25, no Parque do Saber, com o presidente da Fundação Egberto Costa, Antônio Carlos Daltro Coelho, recepcionando especialistas em desenvolvimento em softwares e a equipe técnica que dará o suporte necessário para a realização do  evento, similar ao Campus Party, realizado no ano passado, em Salvador.

O Hackathon é uma mostra de tecnologia que vem sendo realizado em grandes cidades do país. Em Feira de Santana, o foco dos 65 programadores de softwares inscritos na competição, divididos em catorze equipes, é encontrar soluções para a Segurança Pública.

Neste sentido, a Secretaria de Prevenção à Violência se uniu à Fundação Egberto Costa e ao Projeto Feira 2030, na oportunidade representado pelo secretário Antônio Carlos Borges Júnior (Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico), tendo como coordenador o prefeito em exercício Colbert Martins Filho.

O feirense Jonatas Weber, um dos integrantes da Ragatanga, equipe vencedora do Hackathon na Campus Party, na categoria Mobilidade Urbana, será um dos organizadores do evento, que conta com o apoio do Sebrae e do SESI.

A coordenação da competição, que premiará os três primeiros trabalhos classificados, ficará sob o encargo do chefe da Divisão de Difusão Científica da Fundação Egberto Costa, Basílio Fernandez. O lançamento do evento contou, ainda, com a participação do secretário de Comunicação Valdomiro Silva, e do vereador Cadmiel Pereira.

Alterado calendário de convocações e matrículas para a Escola Básica da Uefs

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) divulgou nesta quinta-feira (25) um novo calendário de convocações e matrículas dos alunos contemplados no sorteio eletrônico das vagas do Colégio da Educação Básica (CEB) para o ano letivo de 2018.

* O cronograma de convocações e matrícluas foi alterado conforme informações abaixo:

- 01/02/18: Divulgação da 2° chamada

- 05/02/18: Matrícula da 2° chamada

- 06/02/18: Divulgação da 3° chamada

- 08/02/18: Matrícula da 3° chamada

A matrícula dos alunos aprovados será das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h, no prédio do CEB/Uefs. Havendo vagas remanescentes, novas chamadas serão divulgadas no site da Uefs.

Uefs envia intercambistas para instituições do Brasil e do mundo

Novas experiências, transformação, aprendizado pessoal e profissional. Através do intercâmbio é possível vivenciar a realidade a partir de outra cultura e passar a ver o próprio local de origem sob uma nova perspectiva. Nos próximos meses, 38 estudantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) passarão a desfrutar desta experiência em universidades do Brasil e também de outros países.

Na manhã da última quarta-feira (24) os alunos assinaram, na Reitoria da Uefs, o contrato de bolsa e o termo de compromisso. O reitor da Uefs, professor Evandro do Nascimento, participou da cerimônia e destacou a importância desta experiência para a formação acadêmica dos universitários.

"Essa é uma experiência diferenciada na formação dos nossos alunos e, por isso, nosso programa de bolsas de intercâmbio sempre foi prioridade. Entre as universidades estaduais da Bahia, a Uefs é uma grande referência em internacionalização, no que diz respeito à mobilidade estudantil. O meu desejo é que essa experiência seja transformadora para vocês”, finalizou o reitor.

Para Keila Borges, estudante do curso de Química que fará intercâmbio na Universidade de Coimbra (Portugal), as expectativas são as melhores. “Tenho certeza que essa oportunidade será importante para o meu crescimento como pessoa e como profissional. Cada um de nós leva consigo a responsabilidade de representar a Uefs no cenário internacional e de trilhar caminhos para que outros colegas também desfrutem dessa experiência”, ressaltou.

Os estudantes que vão viajar são dos cursos de Engenharia da Computação (3), Engenharia Civil (5), Direito (4), Engenharia de Alimentos (36), Administração (5), Biologia (2), Economia (4), Enfermagem (1), Letras com Francês (2), Letras com Inglês (1), Agronomia (3), Geografia (1), Pedagogia (1), Psicologia (1), Física (1), Química (1). Desta vez, os destinos internacionais são Portugal e França, e os nacionais são Rio Grande do Norte, Goiás, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

Também participaram do evento, a assessora técnica da Assessoria de Relações Institucionais (Aeri), Soanne Oliveira e familiares dos novos intercambistas.

Licitação do transporte alternativo e complementar é adiada, devido a tumulto

A Prefeitura de Feira de Santana decidiu adiar a licitação pública para o serviço de transporte alternativo e complementar de passageiros, que aconteceria nesta quinta-feira (25). A medida foi adotada em razão de uma invasão do auditório da Secretaria Municipal de Saúde, onde ocorreria a sessão. O tumulto, com envolvimento de pessoas alheias ao processo, teve a participação de líderes vinculados ao movimento político oposicionista, sob o comando de um deputado estadual, que compareceu ao local, logo após o adiamento, para discursar.

Uma nova data será publicada para a licitação, no Diário Oficial Eletrônico do Município. O secretário de Transportes e Trânsito, Saulo Figueiredo, garante que o certame ocorrerá. “Hoje aconteceu essa invasão do espaço, com ameaças a servidores, não sendo possível a abertura dos trabalhos. Mas tenha certeza a população que o processo será finalizado em breve, pois se trata de algo legitimo, legal e necessário para a organização do transporte público em nosso município”.

O procurador geral da Prefeitura de Feira de Santana, Cleudson Almeida, assinala que essa licitação foi “pordemais debatida pela administração municipal, em várias reuniões e audiências, sendo que foram acatadas sugestões e feitos ajustes na proposta, de modo que se pudesse atender ao máximo a todos os demandados, mas principalmente ao interesse público”.

A licitação para o transporte alternativo e complementar de passageiros, afirma o procurador, é um processo recomendado e acompanhado pelo Ministério Público. “Uma orientação legal não pode ser prejudicada por pessoas que defendem o interesse próprio e não a coletividade”, observa.

 

Fonte: Acorda Cidade/Secom PMFS/Ascom UEFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!