04/02/2018

Itabuna: Câmara tenta barrar aumento de passagem

 

A Câmara de Itabuna quebrará, mais uma vez, o recesso na segunda-feira (5), a partir das 14 horas, atendendo a requerimento assinado por 12 vereadores. Eles querem examinar o reajuste na tarifa de ônibus (urbano e rural), marcado para quinta-feira (8).

Pelo Decreto 12.760/18, o valor saltará de R$ 2,85 para R$ 3,30.

Por força constitucional, o Legislativo tem competência para sustar os atos normativos do Executivo que exorbitem do poder regulamentar.

Conforme o requerimento, protocolado na Secretaria Parlamentar, deverão ser estudados, à luz da Lei Orgânica, os critérios adotados pelo Governo para conceder o aumento pedido pelas concessionárias.

Será apreciada, por exemplo, a inclusão de pneus e peças mecânicas na categoria fontes energéticas.

De acordo com nota enviada à imprensa pela Casa, “caso fique demonstrado o abuso de poder regulamentar, a Mesa Diretora deve propor projeto de decreto legislativo para suspender os efeitos do ato normativo municipal”.

A proposição, no entanto, tem que passar pelas comissões permanentes antes de ser votada pelo Plenário.

Vale lembrar que em dezembro do ano passado a Câmara, por unanimidade, já havia repudiado, a partir de moção do vereador Enderson Guinho (PDT), o reajuste tarifário sugerido pelo Conselho Municipal de Transporte. Pela decisão de tal Conselho na época, a passagem seria ainda mais cara (R$ 3,50).

ITABUNA: FERNANDO TENTA PAZ, MAS CÂMARA PREPARA PAUTA BOMBA CONTRA O GOVERNO

Nesta sexta-feira o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, sem partido, procurou alguns vereadores para tentar acabar com o clima de tensão entre os dois poderes. O alcaide alegava que estava nervoso, e por isso teve a reação explosiva durante a reunião com os vereadores.

O blog apurou que os vereadores continuam irredutíveis e pretendem na próxima segunda-feira derrubar o decreto do executivo que reajustou a tarifa da passagem do transporte coletivo.

A expectativa que a partir deste mês a câmara prepare uma pauta “bomba” contra o governo municipal e que vai gerar muita dor de cabeça para o prefeito.

O prefeito Fernando Gomes tem que colocar uma pessoa para fazer a intermediação entre o governo e a câmara, caso contrário a tensão será comum.

Itabuna: Estudantes participam de programa para criação de aplicativos sociais

Em uma parceria entre a organização americana Technovation Iridescent e o Instituto Paramitas (Plataforma Google), 50 jovens mulheres estudantes do Colégio Estadual Félix Mendonça participaram, nesta semana, do programa Technovation. A iniciativa é uma competição de tecnologia e empreendedorismo na qual times formados por cinco garotas de 10 a 18 anos desenvolvem aplicativos que solucionam problemas sociais. Os grupos estão cadastrados para participar da seleção nacional, que levará as finalistas ao Vale do Silício, na Califórnia.

Para a diretora Rosimeire Guerra, o projeto é muito importante porque estimula nas mulheres o interesse pela tecnologia e empreendedorismo. “A atividade, promovida por cinco dias, apresentou todas as possibilidades para o desenvolvimento de um aplicativo que tem uma relevância social. Então tivemos muitos projetos relacionados à saúde, direito das mulheres, segurança, entre outros. Ficamos muito felizes com a proposta e conseguimos mobilizar uma atividade durante as férias das estudantes”, declarou.

Para a estudante do 1º ano do Ensino Médio, Anna Karoline Alcântara, 14 anos, o interesse no programa Technovation surgiu a partir da curiosidade em conhecer o funcionamento de um aplicativo. “Sempre tive a vontade de conhecer como esses sistemas funcionam. E o programa foi bastante explicativo sobre como podíamos desenvolver os aplicativos”, disse.

Anna criou com seu grupo um aplicativo para os pais de alunos acompanharem os filhos na escola. “Com ele, os pais podem ver as notas e faltas, ou até mesmo se o estudante foi para a escola. Também podem conferir as datas das reuniões de pais e mestres e observações dos professores para a melhoria para o desenvolvimento do filho”, explicou.

Technovation

As estudantes, além de programarem aplicativos para celular, desenvolvem um plano de negócios para lançá-los no mercado. Os times são orientados por facilitadores e mentores da área tecnológica. As finalistas viajarão para o Vale do Silício, onde apresentarão seus aplicativos e planos de negócios para investidores na final mundial. Além disso, irão concorrer a um prêmio de 10 a 15 mil dólares e apoio para a finalização e o lançamento do aplicativo no mercado. As vencedoras farão parte de uma rede de contatos e recursos que as ajudara´ a seguir na carreira.

Pesquisadores mapeiam diversidade individual de mamíferos na Mata Atlântica

Um trabalho recém-publicado na revista norte-americana Ecology, liderado por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Rio Claro-SP, e que contou com a participação de professores da UESC, desvendou a grande variação de peso de 279 espécies de mamíferos e mais de 39 mil indivíduos em toda a Mata Atlântica do Brasil, Argentina e Paraguai (Figura 1). Os autores demonstraram a enorme variação de peso entre as espécies, mas mesmo dentro da mesma espécie essa variação pode chegar a até 5 vezes. Por exemplo, uma onça-parda (suçuarana) adulta que vive na floresta do Parque Nacional do Iguaçu no Paraná chega a ser quase 2 vezes mais pesada que as onças-pardas em pequenas florestas do Estado de São Paulo ou na Chapada Diamantina.

O peso é uma das características que influencia a capacidade de sobrevivência de um animal em ambientes antropizados (mudanças causadas pela atividade do ser humano). Inspirados na capacidade dessa medida corporal revelar dados sobre mecanismos de ajuste ao ambiente e história natural, se organizaram as informações de 388 populações de mamíferos na Mata Atlântica. O resultado é o maior inventário de mamíferos terrestres e voadores da Mata Atlântica. Com a participação de 96 autores, e coordenado pelo pesquisador Fernando Gonçalves, esse trabalho será uma ferramenta de trabalho para mais estudos mastozoólogicos.

"Esse estudo é um compilado dos esforços de mais de 100 anos de pesquisa na Mata Atlântica e de vários profissionais que se dedicam à conservação desses mamíferos. Não fazia sentido informações tão ricas e de tanta qualidade ficarem espalhadas. Em conjunto, elas podem ajudar a entender a história natural e principalmente entender a conservação de diversas espécies", afirma Fernando.

O trabalho é parte de uma grande iniciativa elaborada pelo Prof. Dr. Mauro Galetti (LABIC-Unesp) e Prof. Dr. Milton Ribeiro (LEEC-Unesp): o ATLANTIC-SERIES. Esta iniciativa, que conta com a participação de professores da UESC, está disponibilizando grandes bancos de dados sobre a biodiversidade na Floresta Atlântica para que possam ser utilizados pela comunidade de cientistas do mundo todo. “A Mata Atlântica é a floresta tropical mais bem conhecida do mundo, mas muitos dados estão em português, o que inibe outros cientistas de usá-los” afirma Galetti.

Para o levantamento, foram utilizadas informações de capturas espalhadas por 388 áreas e possui informações morfológicas de 16.840 indivíduos de 181 espécies de mamíferos terrestres e de 23.010 indivíduos de 98 espécies de morcegos. “Esse é a maior compilação de informações individuais de mamíferos em um único bioma” complementa Galetti.

Com essas informações em mãos, os pesquisadores podem estudar se os indivíduos poderão se adaptar a mudanças climáticas, e buscar entender porque alguns indivíduos são maiores que outros.

Os dados correspondentes ao Estado da Bahia foram majoritariamente fornecidos pelos professores do DCB e Curadores da Coleção de Mamíferos “Alexandre Rodrigues Ferreira” da UESC (Martín R. Alvarez e Deborah Faria). Participaram também desta publicação outros colaboradores da coleção: Prof. Júlio Baumgarten (DCB), o Técnico Bach. Elson O. Rios e os alunos de pós-graduação Felipe Vélez-García e Adna Silva.

 

 

Fonte: RBN/Ascom Educação/Ascom UESC/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!