09/02/2018

Feira: Uefs oferece primeiro programa de Residência Médica

 

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana, está implementando o programa de residência médica em “Medicina de Família e Comunidade” que visa qualificar os médicos para atender na atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS). Neste ano, já estão sendo ofertadas 9 (nove) vagas para o Processo Seletivo Unificado de Residência Médica/Bahia 2018.2, coordenado pela Comissão Estadual de Residência Médica da Bahia (Cerem/Ba).

As inscrições podem ser feitas até o dia 06 de março, exclusivamente via internet no Site da Strix (organização responsável pelo processo seletivo), mediante o preenchimento do requerimento de inscrição e o pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário. Os residentes terão bolsa pelo Ministério da Saúde e serão contratados pela Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com a coordenadora do Programa na Uefs, Clara Prada, professora adjunta do curso de Medicina da Universidade, o Programa terá início em março e os médicos residentes atuarão em Unidades de Saúde da Família (USF) de Feira de Santana, e em hospitais de referência para crianças, atenção do parto e puerpério (pós-parto) e atenção de urgência de adultos, como o Hospital da Mulher, Hospital Estadual da Criança (HEC) e Hospital Clériston Andrade (HGCA).

“Feira de Santana tem aumentado nos últimos anos a cobertura da atenção básica para mais de 70% da população. Para atender a esse quantitativo de pessoas e melhorar o estado de saúde dos pacientes, são necessários médicos qualificados que atendam aos principais problemas de saúde da população nas diferentes faixas etárias: crianças, adolescente, jovens, mulheres, grávidas, adultos, doentes crônicos e idosos”, afirma Clara Prada.

De acordo com o reitor da Uefs, professor Evandro do Nascimento, a concretização dessa Residência Médica representa um tripé de atuação fundamental. “Ela fortalece as ações acadêmicas da àrea de Medicina da Uefs, disponibiliza capacitação importante para médicos dedicados à atenção básica em saúde e aproxima a Uefs da realidade social, particularmente, da população menos privilegiada no acesso à saúde”, ressalta.

Feira: Saúde será reforçada com policlínica e nova emergência

Ainda no primeiro semestre deste ano, a população de Feira de Santana contará com uma nova emergência no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Além da nova emergência, estão sendo reformadas e ampliadas as enfermarias de ortopedia e clínica cirúrgica do hospital. Para as obras, que foram visitadas nesta quinta-feira (8) pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) está investindo cerca de R$10 milhões.

A nova emergência contará com salas de procedimento invasivo, de emergência adulto, de emergência pediátrico, de sutura e curativo e de exames diferenciados. Haverá ainda uma sala coletiva de observação adulto e outra pediátrica, além de quartos de isolamento. Para dar suporte ao trabalho dos profissionais serão montados dois postos de enfermagem.

“Feira de Santana é prioridade para Governo do Estado, por isso temos investido na área de saúde” pontuou Fábio Vilas-Boas. Ele ainda destacou a entrega da maternidade do Hospital Estadual da Criança. “A maternidade representa um grande investimento social para as mulheres com gestação de alto risco, que dependiam exclusivamente de poucos leitos de terapia intensiva neonaltal no HGCA, uma vez que a prefeitura não disponibiliza leitos deste tipo para as moradoras de Feira de Santana”, afirmou.

Além do HGCA, o secretário Fábio Vilas-Boas visitou as obras da Policlínica Regional de Saúde, que tem previsão de inauguração também no primeiro semestre deste ano. A policlínica representa um investimento de cerca de R$ 24 milhões, entre a construção e equipamentos, que será assumido integralmente pelo Governo do Estado, enquanto a manutenção será compartilhada entre o Estado, que financiará 40% dos custos, e os municípios consorciados, que vão cobrir os 60% restantes, proporcionalmente à sua população, além de oferecerem deslocamento entre as cidades consorciadas e a cidade-sede da policlínica.

Com a implantação da Policlínica Regional, Governo e municípios se unem para atender melhor a população, indo além da atenção básica, reforçando o propósito de ampliar a oferta de serviços de média complexidade e descentralizar a assistência à saúde na Bahia. Para o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, um destaque na iniciativa é a cooperação entre prefeituras e o governo estadual, tendo em vista que o modelo de consórcios agrega municípios e, pela primeira vez na Bahia, agrega também a participação do Governo do Estado, cofinanciando parte dos custos.

Feira: Proteção da fauna silvestre da Lagoa Grande é tema de reunião

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) realizou no dia 07/02, reunião com representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ Subseção Feira de Santana) para tratar de medidas com a finalidade de garantir a segurança e bem estar dos animais silvestres que vivem na Lagoa Grande, situada na cidade de Feira de Santana.

O encontro, que aconteceu na UR Portal do Sertão – sede regional do Instituto em Feira de Santana – foi motivado pela ocorrência de maus tratos e tortura a um dos jacarés habitantes da lagoa, fato que chegou ao conhecimento público através de vídeos veiculados na imprensa.

O Coordenador Regional do Inema, Messias Gonzaga, abriu a reunião agradecendo a presença de todos, explicou o motivo e pauta da reunião, apresentou um breve histórico sobre a presença de jacarés e outros animais silvestres na Lagoa Grande, e das providências tomadas pelo órgão logo que se iniciou a obra de requalificação daquele importante manancial.

Com experiência acumulada no trato com animais silvestres, o coordenador do Zoológico de Salvador, Vinícius Dantas, trouxe a tona importantes esclarecimentos sobre os hábitos não só dos jacarés, mas de outros animais que ali frequentam. “Os jacarés não são “intrusos” na lagoa, ao contrário, estes animais são habitantes naturais de brejos, mangues, lagoas, riachos e rios, com registros em várias regiões do Brasil e principalmente do nosso estado. A espécie jacaré-de-papo-amarelo é um dos mais tímidos e menores entre os crocodilianos e pouco se tem notícia de incidentes com pessoas”, ressaltou.

O Diretor de biodiversidade do Inema, Valdemilton Vieira elogiou a atitude da OAB pela solicitação de abertura do processo e informou que encaminhará para mesma uma resposta ao ofício n° 001/2018 contemplando as manifestações e sugestões desta reunião. “É fundamental o envolvimento de entidades e órgãos que representam os interesses da sociedade, demonstrando preocupação com o ocorrido e buscando formas de proteção para os animais que habitam aquela lagoa”.

A representante da OAB, Dra Carolina Busseni, informou que a entidade, de imediato, solicitou providências policiais para identificar e punir os responsáveis pelo crime ambiental previsto na lei 9.605 Art. 1°.

Diante do exposto várias sugestões foram apresentadas pelos participantes como medidas preventivas e de segurança para os animais e para as pessoas que frequentam aquele espaço de lazer, a exemplo de: Cercamento da lagoa; Colocação de placas informativas e educativas; Promoção de eventos educativos com a população ribeirinha e visitantes sobre a importância da manutenção e convivência harmoniosa com os animais da lagoa, dentre outros.

 

Fonte: Ascom UEFS/Ascom Sesab/Ascom Inema/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!