09/02/2018

Iniciada a construção do Acesso Norte da nova ponte em Ilhéus

 

O Governo do Estado iniciou a implantação do Acesso Norte da nova ponte Ilhéus-Pontal, um trecho de cerca de mil metros de pista, paralelo às avenidas Soares Lopes e 2 de Julho, no centro da cidade. A intervenção faz parte do complexo viário da nova ponte, que terá também o Acesso Sul, através do bairro Pontal, num total de 2,7 quilômetros.

Por conta da obra, caçambas, pás carregadeiras e retroescavadeiras estão sendo utilizadas no local, causando alterações pontuais no tráfego na área. Para orientar os moradores e visitantes de um dos principais polos turísticos da Bahia, a Superintendência de Infraestrutura, órgão da Secretaria de Infraestrutura do Estado; e a Superintendência Municipal de Transito de Ilhéus realizam um trabalho conjunto que inclui pessoal de apoio e placas de sinalização. Também foi disponibilizado o telefone (73) 3234 2450 para atender a comunidade.

Com investimentos de R$ 99,6 milhões,  a nova ponte tem o objetivo de desafogar o trânsito na área central de Ilhéus, que sofre com grande congestionamento nos horários de pico, impactando o turismo durante a alta estação. A obra está com 32,15% do projeto executado.

Será a primeira ponte estaiada da Bahia, com 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura, e contará com passeio, canteiro central, pistas duplas nos dois sentidos e uma ciclovia. Serão 298 metros de trecho estaiado, com estrutura sustentada por cabos. Os 235 metros restantes serão formados por conjunto armado.

ILHÉUS: MESMO SEM CARNAVAL OFICIAL A PREFEITURA VAI GARANTIR SERVIÇOS NA AVENIDA

Ao anunciar o cancelamento do carnaval oficial de Ilhéus, este ano, o prefeito Mário Alexandre assegurou que mesmo assim vai colaborar para que o folião se divirta na Avenida Soares Lopes – local onde seria realizada a festa – com o funcionamento de serviços públicos essenciais que garantam a segurança da população. Estarão atuando na avenida equipes da Superintendência de Trânsito (Sutran), Guarda Civil, da Secretaria da Saúde, Salva-Vidas, além de reforço das polícias Civil e Militar.

De acordo com o prefeito, será mantida uma estrutura mínima para garantir as manifestações culturais espontâneas. “Após reunião com a nossa equipe decidimos que haverá o cadastramento formal dos vendedores ambulantes que queiram se estabelecer temporariamente em alguns pontos estratégicos da Avenida Soares Lopes. Mesmo assim, é necessário que cada um cumpra as normas de higiene e manipulação de alimentos que são orientadas por prepostos das áreas de saúde e de segurança pública”, destacou. Não será permitida a comercialização de bebidas em garrafas.

Por sua vez, os agentes da Sutran vão ordenar a circulação de veículos na avenida. No período de 10 a 13 deste mês o trânsito na Soares Lopes será interrompido entre uma da tarde e nove horas da noite.

ILHÉUS: MORADORES SE MOBILIZAM CONTRA CONSTRUÇÃO DO FÓRUM

Moradores se mobilizam para impedir a construção de nova edificação do Fórum da Justiça Estadual e do Ministério Público em uma extensa área verde situada no Bairro Jardim Atlântico – Loteamento I, zona sul de Ilhéus,

A indignação, que já resultou na formação do movimento “Área Verde, SIM!” e na adesão de entidades e cidadãos por meio de um abaixo-assinado, se deve ao fato de ser uma área destinada à convivência, que recebe cuidados diários dos moradores, funcionando como única praça no local.

O “Área verde, SIM!” conta com apoio do Instituto Nossa Ilhéus (INI) e atua no sentido de exercer o direito à cidade, especialmente, por ser uma área predominantemente residencial.

A advogada e moradora do local, Marta Serafim, destaca que o movimento toma agora um novo impulso. “A vinda de novos atores não moradores do bairro Jardim Atlântico, munícipes ou não, além das instituições representativas de segmentos da nossa cidade dá um novo fôlego ao movimento. Isto se traduz em puro exercício de cidadania”, comenta.

O abaixo-assinado já conta com a adesão de aproximadamente 500 assinantes até o momento, entre cidadãos e entidades ilheenses e pode ser acessados no link: https://goo.gl/RX92yR.

Itabuna: Aumento no transporte é 434,91% maior que inflação

A iniciativa do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, em elevar o preço da tarifa do transporte coletivo na cidade, de R$ 2,85 para R$ 3,30 pode ser considerada abusiva.

A partir de um estudo do Conselho Municipal de Transportes e da Comissão Municipal de Análise da tarifa, o prefeito resolveu publicar um decreto aumentando o valor cobrado no transporte coletivo.

As entidades alegam que o último reajuste da passagem foi em dezembro de 2016 e que teriam levado em consideração nos seus cálculos, o aumento dos preços de pneus, peças, combustíveis e salários de motoristas e cobradores.

Não conhecemos tal estudo, mas, o aumento proposto pela prefeitura e empresas de ônibus de 15,78%, é muito maior que a taxa de inflação. Tomando como referência o IPCA do IBGE, o acumulado nos últimos 12 meses foi de 2,95% e do IPCA-15, 3,02%. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor, medido mês a mês pelo IBGE), foi um índice criado para mensurar a variação de preços do mercado para o consumidor final e representa o índice oficial da inflação no Brasil.

O percentual proposto pelo executivo municipal é, pelo menos, 434,91% maior que o índice oficial da inflação brasileira, que deveria ser utilizado para a correção da tarifa.

O salário mínimo, por exemplo, foi corrigido levando em conta a variação IPCA.

Na segunda feira, uma sessão especial na Câmara de Vereadores de Itabuna vetou, por unanimidade, o aumento das passagens de ônibus, previsto para entrar em vigor no dia desta quinta (08/02).

Com a derrubada do aumento pela Câmara, o decreto do executivo perde o efeito e a passagem deve permanecer custando R$ 2,85.

Mas a AETU (Associação das Empresas de Transportes Urbanos) soltou comunicado nesta quarta (07/02) à noite, mantendo a cobrança da nova tarifa, desrespeitando a decisão da Câmara de Vereadores.

Quem pode mais?

O prefeito e as empresas, impondo um aumento que representa 434,91% a mais que o índice oficial da inflação ou a população e a Câmara de Vereadores, exigindo esclarecimentos e transparência na análise do percentual de correção?

Veja mais sobre IPCA.

O IPCA é medido como um reflexo do custo de vida de famílias que possuem renda entre 1 e 40 salários mínimos, com base em 9 regiões metropolitanas do país. Para isso são calculadas despesas com: Moradia, Alimentação e bebidas, Saúde e higiene pessoal, Artigos para casa, Despesas pessoais, Educação, Comunicação, Transporte e Vestuário.

Após desobediência da Aetu, ônibus são parados pelos usuários

Os ônibus do transporte urbano de Itabuna circularam com a placa de reajuste (R$ 3,30) no para-brisa dianteiro, indo de encontro a decisão da Câmara de Vereadores de Itabuna, que derrubou o decreto 12.760 do prefeito Fernando Gomes, que autorizou o aumento no preço das passagens.

Quarta (7), a Aetu - Associação das Empresas do Transporte Urbano, emitiu uma nota informando que manteria o reajuste a partir desta quinta feira (8).

Em seguida, a Câmara de Vereadores distribuiu um boletim informativo reafirmando que o preço permaneceria o mesmo (R$ 2,85) e que as empresas que descumprirem a decisão estão sujeitas a perder as concessões das linhas.

A queda de braço entre Câmara e Aetu promete.

Protestos explodiram pela cidade. Os ônibus foram impedidos pelos usuários de circular pelas ruas de Itabuna para a alegria dos mototaxistas. Pneus dos coletivos foram esvaziados.

Logo após os donos das empresas Sorriso da Bahia e São Miguel decidiram recolher os veículos, temendo depredação.

Um estudante foi contido pela polícia ao tentar tocar fogo em um ônibus no centro da cidade. As pontes do São Caetano, Nova e Marabá foram interditadas. Na avenida Amélia Amado, o trânsito ficou parado. Manifestantes fizeram uma barreira com pneus e paus e tocaram fogo. A polícia foi chamada e o Corpo de Bombeiros também. Uma hora depois a via foi liberada.

Presidente da Câmara, Chico Reis, impetrou um mandado de segurança para impedir a cobrança abusiva. Enquanto isso, os usuários que pagaram R$ 3,30 pela passagem, receberão a devolução do acréscimo, corrigido, segundo a promotoria pública.

ITABUNA: PREFEITURA RECUA E SUSPENDE O DECRETO QUE REAJUSTOU A PASSAGEM DO TRANSPORTE COLETIVO

O prefeito em exercício de Itabuna, Fernando Vita (PMDB), acatando a orientação do prefeito licenciado Fernando Gomes,  emitiu uma nota suspendendo o decreto municipal que tinha reajustado a passagem do transporte coletivo.

Veja a nota:

“Levando em consideração os últimos acontecimentos sobre a tarifa do transporte coletivo urbano, o Prefeito resolve suspender os efeitos do Decreto Municipal Número 12.760/2018, até que haja uma resolução jurídica. Vale ressaltar a todos que os membros do Poder Executivo seguem respeitando os direitos do povo de Itabuna.”

 

Fonte: Secom Bahia/RBN/PSB/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!