10/02/2018

Bahia: Rui desconhece autuação à Embasa por poluição

 

O governador Rui Costa disse nesta sexta-feira (9) desconhecer a autuação da Embasa, pela prefeitura de Salvador, por dano ambiental, em decorrência de poluição na foz do Rio Jaguaribe, mas defendeu que a estatal seja punida caso se comprove o “erro”.

“Não tenho conhecimento não, mas a Embasa tem um corpo jurídico e eventualmente se ela estiver errada, tem que arcar com as ações, eu diria, administrativas”, argumentou, para completar:

“A Embasa é uma empresa de fornecimento de água e ela também está submetida às normas municipais e ambientais. Se ela tiver razão ela se defenda, se não tiver, que sofra também as sanções. Eventuais erros cometidos por empresas estatais tem que se corrigidos”.

Ao contrário de outras medidas tomadas pela administração municipal que afetaram o governo, Rui não teceu comentários políticos sobre a autuação. “Mas eu não gosto de politizar coisas que podem ser técnicas”.

Reforma da Previdência tem que ser feita por um governo 'eleito pelo povo', diz Rui

O governador Rui Costa voltou a comentar nesta sexta-feira (9) a reforma da Previdência após a movimentação, no início da semana, para a criação de um fundo para transferir a conta das aposentadorias estaduais para o governo federal, encabeçada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM).

“Minha posição é clara: eu sou contra, nesse momento, à reforma da Previdência. Acho que a reforma é necessária, mas ela tem que ser feita com um amplo debate à sociedade, tem que ser feita por um governo legitimado, eleito pelo povo, para que ela tenha consistência e dure muitos anos”, criticou.

Rui acrescentou que já fez as alterações na Previdência estadual. “A reforma na Previdência estadual eu já fiz assim que assumi. A Previdência hoje no estado da Bahia é complementar, foi o primeiro estado que fez a reforma sem prejudicar os direitos de quem estava trabalhando”, apontou.

Rui diz que não tem pressa, mas reitera que intensificará conversas para formação da chapa

Contestado algumas vezes por dedicar pouca atenção a articulações políticas ao longo do seu primeiro governo, o governador Rui Costa (PT) afirmou que entrará em campo logo após o Carnaval para trabalhar a arrumação de sua chapa de reeleição.

“O prazo é a convenção, no mês de junho. Mas para não fugir à regra, vamos intensificar. Vou marcar uma reunião do conselho político logo depois do Carnaval para reunir com todos os representantes de partido. Após essa reunião, vou dar sequência a reuniões individuais. Já fiz com o PP e farei com todos os partidos da base”, explicou, durante conversa com a imprensa nesta sexta-feira (9) no município de Olindina.

O petista, contudo, afirmou que usará ao máximo o diálogo para chagar a um bom termo com os aliados.

“Tem tempo, não precisar ter pressa, vamos maturar com cuidado. Enquanto a gente conversa o governador está na rua, como estava ontem. As duas coisas se completam”.

Após Carnaval, Rui reúne conselho político do PT e fará encontros com partidos da base

O governador Rui Costa pretende avançar nas negociações sobre a composição da chapa majoritária após o Carnaval. Após a folia, a primeira medida é uma reunião interna do PT.

“O prazo é a convenção, no mês de junho, mas para não fugir à regra, nós vamos intensificar após o Carnaval. Vamos marcar uma reunião do conselho político nosso logo depois do Carnaval para reunir com todos os representantes do partido”, afirmou Rui, durante a entrega da recuperação da BR-349 em Olindina, no agreste do estado.

“Após essa eu vou dar sequência a reuniões individuais com cada partido eu já fiz com o PP e farei com todos os partidos da base aliada”, completou. Rui sinalizou porém, que não tem pressa na definição dos candidatos. “Tem tempo, não precisa ter pressa, vamos maturar com cuidado, e enquanto a gente conversa o governador está na rua como estava ontem”.

'Não interfere', diz Cacá sobre articulação do PP nacional para candidatura à Presidência

Questionado sobre a existência de um movimento de saída do PP da base do governador Rui Costa para o lado do prefeito ACM Neto, o deputado federal Cacá Leão (PP) citou somente a articulação em âmbito nacional, que aproxima seu partido do DEM, do MDB e do PR.

“Existe uma articulação do PP nacional com o Democratas, com o MDB, com o PR, para estimular uma candidatura à Presidência da República dos partidos de Centro. Mas isso não interfere”, argumentou.

Cacá exemplificou citando a presença do ministro Ricardo Barros na Bahia na última semana (clique aqui). “Veio aqui conosco, fez um grande evento para todos os prefeitos da Bahia, e participou a uma visita ao hospital municipal. Estamos juntos, caminhando, ninguém falou de política”.

Relação do governo Rui com parlamentares mudou da água para o vinho, aponta Cacá Leão

Acompanhando o governador Rui Costa (PT) em Olindina após rumores de rompimento com o petista, o deputado federal Cacá Leão (PP), filho do vice-governador João Leão (PP), fez afago ao chefe do Palácio de Ondina.

Em seu discurso, Cacá, que não nega ter boa relação com o lado adversário dos petistas, disse que está cada vez mais junto de Rui Costa. Em seguida, durante conversa com a imprensa, o parlamentar afirmou que a relação política do Palácio de Ondina melhorou após as críticas.

"A relação com o governador sempre foi muito boa. É uma das pessoas mais trabalhadoras que conheço. Sempre critico, de vez em quando, algumas questões de governo na relação 'governo-parlamentar'. Muitas vezes em uma questão da relação do PT com os partidos aliados. Mas nunca é uma crítica direta à forma de trabalho do governador", justificou.

Segundo Cacá Leão, o cenário mudou após Rui Costa entrar no circuito. "O governador tomou para si essa responsabilidade e mudou da água para o vinho. Ele mais uma vez demonstrou sua habilidade de dialogar com os partidos e mostrou realmente liderança no processo e melhorou muito", enfatizou.

Em meio ao Carnaval, governador entrega e autoriza obras em Olindina

O governador Rui Costa viajou para Olindina, no norte da Bahia, nesta sexta-feira (9), para inauguração e autorização de obras no município. A restauração de 44 quilômetros da BR-349, que liga a cidade a Itapicuru, foi uma das entregues.

A obra custou R$ 11,8 milhões e beneficia 95 mil habitantes da região. “Estamos buscando que o governo federal assuma definitivamente essa BR. O processo está tramitando no Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes], mas, por um apelo da região, nós realizamos o asfaltamento”, afirmou Rui.

Na sede da cidade, Rui também inaugurou a pavimentação de ruas do município e assinou quatro convênios do programa Bahia Produtiva que somam R$ 1,3 milhão, atendendo pequenos produtores nas áreas de mandiocultura e fruticultura por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Também ocorreu a inauguração simbólica do Sistema Simplificado de Abastecimento de Água (SSAA) das localidades de Barra, Baixa Funda, KM 67, Minação e Retiro, no qual foram investidos R$ 530 mil para levar água de qualidade para a população.

'Torço pelo presidente Coronel', diz Alex da Piatã sobre indicação do PSD ao Senado

Com dois postulantes a uma vaga na chapa majoritária, o PSD tende a escolher o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel, para assumir a candidatura.

Essa é a avaliação do deputado estadual Alex da Piatã, que defende a candidatura do colega de bancada. “Com todo respeito, com toda a minha amizade a Antônio Brito, gosto muito dele, é meu amigo, mas eu torço pelo presidente Coronel. Ele construiu ao longo do tempo dentro do PSD essa possibilidade da vaga. Eu tenho todo respeito e consideração à construção”, defende, confirmando que Coronel tem a “preferência da maioria”.

“Acredito [que Coronel terá a vaga], mas com todo respeito ao candidato Antonio Brito, que tem suas possibilidades”.

Como construção, o social-democrata menciona a larga experiência como deputado, culminando na presidência da AL-BA. “O presidente Coronel tem sete mandatos de deputado estadual, participou da fundação do partido, muito anos da minha chegada, da chegada de antonio brito, de muitos anos. Com essa construção chegou à presidência da Assembleia e está mostrando que está fazendo uma excelente gestão à frente da Assembleia Legislativa. Acho que tudo isso é construção para que ele possa galgar agora uma posição na chapa majoritária”.

Segundo o parlamentar, o senador Otto Alencar, presidente estadual do partido, fará a pactuação do nome que a sigla indicará. “O partido está muito unido, a unidade está bem sólida, e nós vamos respeitar a posição do nosso líder, do senador Otto Alencar. Acho que ele vai buscar o consenso nosso aí, sem dúvida não vai haver bate-chapa”.

Aderbal Caldas nega rumores de saída do PP para facilitar migração de Carletto

Presente na inauguração do trecho recuperado da BR-349 em Olindina, no agreste baiano, o deputado estadual Aderbal Caldas, negou rumores de um movimento de saída do PP para criar ambiente para a migração do deputado federal Ronaldo Carletto (PP) para o PR.

“Rumores não. Eu não tenho nenhuma ideia de sair do partido, acho que quem sai de casa perde o endereço. Não há necessidade de mudança de partido”, afirmou, para ressaltar: “Eu sou muito amigo do deputado Carletto, mas não tenho nenhuma intenção de sair do partido”.

Na avaliação de Caldas, a sigla onde um político está define seu destino.  “Eu acho que partido político e religião não é o que salva ninguém. O que salva é um bom comportamento, é a linha de atuação, de procedimento”.

 

Fonte: BN/BNews/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!