10/02/2018

Porto Seguro: Servidores são indiciados por desvio de verbas

 

A análise de todo o material apreendido durante a Operação Gênesis, em Porto Seguro, resultou no indiciamento de 21 pessoas pelos crimes de falsidade ideológica, corrupção passiva ativa, organização criminosa, além de crimes licitatórios e lavagem de dinheiro. Os nomes e cargos dos indiciados não foram revelados pela polícia.

O resultado do inquérito polícial foi concluído na última sexta-feira, 2, mas as informações só foram divulgadas na tarde desta sexta, 9, pela Polícia Federal (PF).

A operação, deflagrada no início de agosto do ano passado pela PF, Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria-Geral da União, investigava a quadrilha especializada em fraudes a licitações e que desviava as verbas públicas destinadas à contratação de serviços de transporte escolar do município, no extremo sul da Bahia.

A organização era composta por servidores da prefeitura de Porto Seguro, agentes políticos, empresários e também “laranjas”. O grupo atuava no esquema desde 2013, direcionando as licitações para uma empresa que também era evolvida no crime.

De acordo com as investigações, a empresa participava do esquema há quatros anos e teve o contrato renovado diversas vezes. Dentro deste período, a prefeitura de Porto Seguro repassou cerca de R$ 37 milhões para a prestação do serviço de transporte escolar, que tinha estruturas precárias.

Além da quadrilha indiciada, também foram decretados diversas medidas cautelares como o bloqueio de bens e valores dos envolvidos. Ao todo, a polícia ouviu cerca de 65 pessoas. O inquérito será encaminhado para o MPF em Eunápolis.

Começou oficialmente nesta sexta-feira o Carnaval 2018 de Porto Seguro

Começou a folia! Na tarde desta quinta-feira (8), a chave da cidade foi entregue pelo prefeito Beto Nascimento ao Rei Momo de Porto Seguro, Cristiano Oliveira, abrindo oficialmente o Carnaval 2018. A abertura oficial foi realizada na sede da Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), com a participação do secretário da Pasta, Richard Alves, vereadores, demais secretários municipais, representantes de blocos, empresários, autoridades policiais, imprensa, e comunidade.

Com a expectativa de receber mais de 150 mil turistas do Brasil e de várias partes do mundo durante o período da festa, o Carnaval de Porto Seguro vem trazendo um incremento significativo para a economia. A perspectiva é muito positiva no comércio em geral e também na rede hoteleira da cidade, que trabalha com taxas de ocupação acima dos 95%. A folia vem resgatando também, ano a ano, a tradição dos blocos culturais. Nesta edição, são mais de 40 agremiações participantes, iniciando no dia 08 e encerrando no dia 17.

No circuito oficial, na Passarela do Descobrimento, a programação prevê a apresentação de grandes nomes da axé music e de artistas de renome nacional, como Gustavo Lima, Psirico, Parangolé, Chiclete com Banana, entre  outros, fazendo a alegria das centenas de milhares de foliões, do alto dos  trios elétricos. Para garantir o conforto e a tranqüilidade de moradores e turistas, foi montado todo um aparato tecnológico e logístico, incluindo banheiros, atendimento à saúde e a estrutura necessária para abrigar as polícias Civil, Militar, Juizado de Menores e Corpo de Bombeiros.

“Este ano a Prefeitura está investindo cerca de R$ 2 milhões para a realização do Carnaval e o retorno para a cidade corresponde a cerca de 40 vezes o valor deste investimento”, avalia Beto Nascimento, acrescentando que o destino registrou um crescimento de 17% no setor turístico em 2017, com a tendência de melhorar ainda mais este ano.  “Enquanto alguns destinos importantes do país demonstram decréscimo, Porto Seguro pode comemorar. E onde identificamos que podemos melhorar, já estamos fazendo a nossa parte!”

O prefeito lembrou que este ano foi feito ainda o chamamento em edital para apoiar os blocos culturais de Carnaval e outras entidades. “E no próximo ano a ideia é melhorar ainda mais o apoio cultural”, adianta. Beto Nascimento aproveitou para agradecer o apoio do Governo do Estado da Bahia na realização da festa e desejou um grande Carnaval a todos os foliões.

Alcobaça realiza procedimentos de alta complexidade odontológica na rede pública

Na grande maioria dos municípios da região extremos sul da Bahia, esse tipo de serviço é encaminhado para a cidade de Teixeira de Freitas. Dentre os vários procedimentos odontológicos oferecidos aos alcobacenses, na própria rede de saúde do município, estão os tratamentos de frenectomias, excisão de tumores, redução de fraturas, correções de pequenas anomalias dentárias e  trato estomatognatico.

De acordo com a coordenadora da Atenção Básica, Ravenna Dantas, esses procedimentos, em sua maior parte, exigem atendimento em nível hospitalar. “Oferecer isso aqui, em nosso município, é um grande avanço e melhora muito a qualidade do serviço oferecido à população. O que em grande parte dos casos era tratado em outros municípios, agora já é tratado aqui mesmo, facilitando o tratamento e a identificação de problemas mais graves, identificados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO)”, explicou.

Segundo o dentista Flagner Souza da Silva, “o município de Alcobaça está atendendo pacientes na própria rede de saúde, de modo a oferecer a comodidade do alcobacense ser atendido na grande maioria dos procedimentos, em sua própria cidade, sem a necessidade de se deslocar para outras regiões”, argumentou.

De acordo com Robson Mattos (secretário de Saúde de Alcobaça), “a ampliação dos atendimentos passou a ser possível somente por conta da parceria firmada entre o CEO e o Hospital São Bernardo de Alcobaça, num esforço da Secretaria Municipal de Saúde em melhorar o serviço oferecido à população”, explicou.

Para o prefeito Léo Brito, oferecer um número cada vez maior de serviços na própria rede de saúde melhora muito a vida da população. “Esses pacientes podem realizar esses procedimentos dentro da rede de saúde do próprio município, com toda a atenção e suporte hospitalar. Isso é resultado dos esforços de nosso governo para encurtar o caminho para o bem estar dos alcobacenses”, disse.

Nova Viçosa emite decreto de emergência e reduz investimentos no carnaval

O prefeito Manoel Costa Almeida reuniu a sua equipe de secretários e anunciou o decreto de Situação de Emergência em decorrência das chuvas que atingiram o município entre os dias 02 e 04 de fevereiro. O decreto foi assinado no início da tarde desta quinta-feira (09) no gabinete do prefeito e tem efeito apenas sobre as áreas atingidas onde a defesa Civil em visita técnica listou como críticas, são elas, o distrito de Posto da Mata e algumas localidades da Zona rural do município, o prefeito também solicitou o reconhecimento de Situação de Emergência ao Governo Federal.

O prefeito Manoelzinho destaca a necessidade do decreto, mas que só houve a viabilidade depois dos pareceres da defesa civil que esteve no município para acompanhar a situação, lembra ainda que mesmo com as condições adversas vividas pela população de Nova Viçosa sede, as observações não foram de estado característico para se observar o estado de emergência. “Não poderíamos emitir um decreto sem antes saber em qual tio de desastre classificar, por isso o parecer técnico da defesa civil, que classificou e codificou o desastre ocorrido como – enxurradas” – disse o prefeito.

Com essa situação adversa uma outra preocupação foi a realização ou não dos eventos carnavalescos, uma vez que o município precisaria direcionar o foco das atenções a atender os atingidos pelas chuvas, o que fatalmente dificultaria qualquer aporte financeiro para a realização do evento, situação essa que foi resolvida com a renegociação dos valores originais do custo do carnaval e com uma proposta de parcelamento do valor global dos festejos. “Conseguimos junto as empresas que realizará o nosso carnaval, entre produção, estrutura e bandas, uma redução de 40% nos valores e ainda um parcelamento, o que fará do nosso carnaval o mais barato da região, e no custo benefício, o melhor do interior do estado da Bahia” comemora Manoelzinho.

O presidente da câmara de vereadores, José Anastácio, entende que nos novos moldes a operação do carnaval se torna viável para o município, uma vez que os custos estimados para a realização do evento ultrapassariam os oitocentos mil reais, e que com o novo formato e parcerias vai se gastar pouco mais de quatrocentos mil reais. “É provável que seja uma situação inédita, uma cidade do interior ter êxito na renegociação dos valores de um evento desse porte, e esse é um resultado parcial, já que o prefeito segue negociando com outras empresas e parceiros”. Afirmou Anastácio, o vereador defendia a não realização do carnaval em face as condições em que se encontra o município de Nova Viçosa.

 

Fonte: A Tarde/O Sollo/aGazetaBahia/Ascom PMNV/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!