20/02/2018

Lauro: Lançada campanha de vacinação contra febre amarela

 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), lançou na manhã desta segunda-feira (19), no município de Lauro de Freitas (RMS), na Unidade de Saúde da Família (USF) do Caji/Vida Nova, a campanha estadual de vacinação fracionada contra a Febre Amarela. Na ocasião, o secretário Fábio Vilas-Boas, que estava acompanhado da prefeita Moema Gramacho, alertou para a relevância da vacinação. “É muito importante que a população dos oito municípios da Região Metropolitana de Salvador participantes da campanha busque os postos de vacinação para receber a dose fracionada da vacina”.

Além de Lauro de Freitas, sete municípios baianos deram início à campanha de vacinação contra a doença com doses fracionadas. A meta é que pelo menos 95% da população de Camaçari, Candeias, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Salvador, São Francisco do Conde e Vera Cruz seja imunizada até o dia 9 de março, quando acaba a campanha. No dia 24 do mesmo mês, acontece o Dia D de vacinação. A campanha pretende imunizar aproximadamente 3,3 milhões de pessoas.

Vilas-Boas explicou ainda que a vacinação é destinada a pessoas a partir dos 2 anos de idade, inclusive indígenas, desde que não apresentem condições clínicas especiais. Segundo ele, as pessoas que já tiverem tomado a vacina ao longo da vida não precisam receber nova dose, e que “ainda não houve casos de febre amarela em humanos, graças aos esforços dos municípios e do Governo do Estado”. Estudos realizados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, demonstram que a utilização da dose fracionada da vacina protege o indivíduo por pelos menos oito anos. Após esse período, deve ser feito o reforço da imunização.

Dose Padrão

Durante a campanha, a dose padrão será disponibilizada apenas para crianças de 9 meses a menores de dois anos de idade, gestantes com indicação escrita do médico, viajante internacional que necessite da emissão do certificado internacional de vacinação e profilaxia e para pessoas que apresentarem condições clínicas especiais avaliadas pelo serviço de saúde.

Casos de febre amarela

No ano 2000, na Bahia, foram confirmados dez casos de Febre Amarela Silvestre em pessoas residentes nos municípios de Coribe e Jaborandi (extremo oeste). Deste total, três foram a óbito. Estes foram os últimos casos autóctones (quando a infecção acontece no próprio local de residência) registrados no estado. Este ano, houve a confirmação de um caso importado da doença.

Estimativa

Público-alvo estimado para ser imunizado durante a campanha

Salvador – 2.716.108

Lauro de Freitas – 172.445

Camaçari – 254.986

Candeias – 83.692

Itaparica – 20.861

Mata de São João – 41.745

Vera Cruz – 38.652

LAURO: Prefeitura realizou mais de 400 atendimentos na feira Mais Saúde

Criado para oferecer atendimento médico às comunidades que não tem cobertura de equipes de Saúde da Família, a Prefeitura de Lauro de Freitas levou o projeto Mais Saúde Perto de Você para o loteamento Leila Diniz, no Parque São Paulo, em Itinga, neste sábado (17/2). No local, foram oferecidos serviços como consulta com clínico, preventivo, teste rápido, vacinação humana a animal, além de orientações para escovação bucal, entre outros.

A ação, que contou com o trabalho e empenho de 100 profissionais de saúde do município, conseguiu atender cerca de 430 pessoas, dentre adultos e crianças durante todo o dia.

De acordo com o secretário de saúde do município, o médico Erasmo Moura, atividades como essa são de extrema importância para prestar serviços básicos de saúde para quem mais precisa, ou não tem acesso fácil a esses serviços.

“É uma área onde ainda não temos um serviço de saúde disponível, por isso nós escolhemos ir lá. Até o final da gestão, pretendemos suprir essas falhas ocasionadas pela falta de recurso”, contou.

Essa foi a segunda edição do projeto Mais Saúde Perto de Você. A primeira ação do projeto aconteceu em dezembro de 2017, no Residencial Quinta da Glória, onde cerca de 310 pessoas receberam atendimentos com as mesmas especialidades disponíveis hoje.

Ainda de acordo com o secretário, a próxima atividade acontecerá no dia 10 de março, no Residencial Dona Lindú. “Hoje nós temos 60% do município coberto pela saúde. Sendo assim, criamos esse projeto para mensalmente ir até as comunidades”, concluiu.

Para a dona de casa, Jerusa da Silva, é essencial que o poder público se preocupe com a saúde da população, ofereça condições e preste um serviço de qualidade para as famílias mais carentes.

"Esse projeto é muito bacana porque vai perto da casa das pessoas. A gente mora distante e muitas vezes deixa de ir ao médico pelo deslocamento".

CACHOEIRA: Prefeitura deve R$ 170 mil à Santa Casa de Misericórdia

A Prefeitura da Cachoeira deve R$ 170.000,00 (cento e setenta mil reais) à Santa Casa de Misericórdia da Cachoeira devido aos serviços de atendimentos, aos procedimentos que o Hospital São João de Deus realiza de Atenção Básica que são de inteira responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde, através dos Postos de Atendimento às Familias (PAFs). A Prefeitura recebe recursos do Ministério da Saúde para realizar esses atendimentos, informa o provedor da Santa Casa, Luiz Araújo.

"Pelo fato dos PAFs não funcionarem corretamente, a população se dirige para a porta da urgência/emergência do Hospital para obterem os atendimentos de obrigação dos Médicos e enfermagem dos PSFs," diz o provedor.

A Santa Casa da Cachoeira entrou com Mandado de Segurança cobrando o débito.

Pelo visto, informa Luíz, a Santa Casa da Cachoeira deverá suspender os atendimentos de Atenção Básica de inteira responsabilidade da Prefeitura Municipal.

A Santa Casa de Cachoeira têm contrato com a Secretaria Estadual de Saúde e Ministério da Saúde para atender única e exclusivamente os procedimentos de Média Complexidade com as devidas metas estabelecidas no contrato.

A Santa Casa da Cachoeira têm um custo mensal de aproximadamente R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) por mês realizando serviços de única responsabilidade da Prefeitura.

Mulheres podem realizar histeroscopia diagnóstica no Hospital Roberto Santos

As mulheres que necessitam realizar histeroscopia diagnóstica já podem se dirigir ao ambulatório do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), no térreo do edifício anexo à unidade. O procedimento – que serve para investigar a presença de elementos estranhos no útero – está disponível para a população às quintas-feiras, pela manhã, na instituição.

Para fazer a histeroscopia diagnóstica, é preciso agendar a triagem na recepção do ambulatório, de segunda a sexta-feira, entre 7h e 17h. As pacientes devem levar os resultados do exame preventivo, da ultrassom transvaginal e dos seguintes exames laboratoriais: HIV 1 e 2, HTLV 1 e 2, AG HBS (hepatite B) e Anti-HCV (hepatite C). Os laudos não podem ser de data superior a seis meses.

Não é necessário estar em jejum para realizar o exame. Assim como qualquer procedimento na rede estadual de saúde, a marcação é feita com a apresentação do documento de identidade, cartão do SUS, comprovante de residência e encaminhamento médico.

Na histeroscopia diagnóstica, o ginecologista visualiza duas partes internas do sistema reprodutor feminino: o canal endocervical, que fica localizado no colo do útero, e a cavidade uterina, estrutura que abriga o endométrio. É feita para identificar, por exemplo, a presença de miomas, pólipos ou dispositivo intrauterino (DIU), além de fazer parte da lista de exames que antecedem fertilizações in vitro.

2ª Edição da Feira Março Mulher realiza exames em cinco bairros de Salvador

Em comemoração ao mês da Mulher, as Voluntárias Sociais (VSBA), em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), através do Hospital da Mulher, estarão entre os dias 22 e 26 próximos, em Salvador, realizando exames preventivos para colocação de DIU e cirurgias de laqueadura.

A Feira Março Mulher já está em sua 2ª edição e neste ano antecipa as ações em cinco bairros, com a Unidade Móvel do Hospital da Mulher. Para participar da Feira é necessário que a mulher compareça ao local com os documentos de identidade, cartão do SUS e comprovante de residência. Os atendimentos acontecem das 8h às 17h, nos bairros do Nordeste de Amaralina (22), Liberdade (23), São Caetano (24), Cajazeiras (25) e Periperi (26).

Inserção do DIU e cirurgia de laqueadura

As mulheres que realizaram o exame preventivo nos bairros farão os procedimentos de inserção do DIU (Dispositivo IntraUterino) e cirurgia de laqueadura na Feira Março Mulher, no Largo de Roma, em Salvador, entre os dias 10 a 13 de março. As cirurgias de laqueadura serão realizadas para mulheres a partir dos 25 anos de idade e que já possuírem dois ou mais filhos.

  • Programação

Quinta-feira (22/02)

das 8h às 17h – Bairro Nordeste de Amaralina, próximo ao Largo da Delegacia e Posto de Saúde.

Sexta-feira (23/02)

das 8h às 17h – Bairro da Liberdade, no Largo da Lapinha.

Sábado (24/02)

das 8h às 17h – Bairro de São Caetano, na Praça Vicência Francisca

Domingo (25/02)

das 8h às 17h – Bairro de Cajazeiras, no campo da Pronaica

Segunda-feira (26/02)

das 8h às 17h – Bairro de Periperi, na Praça da Revolução

Hemoba celebra dois anos de funcionamento da unidade de coleta no SAC Cajazeiras

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) comemora, nesta quinta-feira (22), dois anos de funcionamento da unidade de coleta de Cajazeiras, localizada no SAC – Serviço de Atendimento ao Cidadão do próprio bairro.

A unidade de coleta, que tem a capacidade de receber cerca de 120 candidatos por dia, surgiu com o objetivo de descentralizar e facilitar o acesso dos doadores voluntários do bairro e adjacências.

“A chegada da unidade de coleta no SAC facilitou o acesso e a prática da doação e da conscientização da população. A presença da Hemoba em Cajazeiras é muito importante, pois sou doador há muitos anos, mas passei um período longo sem doar por conta da distância e das dificuldades do dia a dia”, afirma Jair Leal, morador de Cajazeiras há 34 anos e doador fidelizado da Hemoba. Aos 45 anos de idade, Jair Leal, além de doar regularmente, ainda realiza a sensibilização no bairro através de publicidade sonora com carro de som, bicicleta e rádio comunitária.

Segundo Isleide Costa, Captadora da unidade, para aumentar ainda mais o número de doadores é necessário ampliar o contato com as lideranças do bairro: “boa parte dos nossos doadores, são os chamados doadores fiéis, aqueles que comparecem à unidade com frequência. Outros moradores do bairro aguardam sempre por campanhas, que são divulgadas através das lideranças comunitárias ou nos meios de comunicação”.

A expectativa da Hemoba é alavancar os estoques de bolsas de sangue no estado e aumentar o número de atendimentos realizados em Cajazeiras. Para isso, conta com a ajuda da comunidade local na tarefa de disseminação da cultura da doação de sangue.

Sobre a doação de sangue

Doar sangue é simples, rápido e seguro. O organismo repõe o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação. Todo o material utilizado na coleta é descartável, o que elimina qualquer risco de contaminação para o doador.

Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos, sendo necessário estar bem alimentado, tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura. O doador precisa ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal) e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.

 

 

Fonte; Ascom Sesab/Ascom HGRS/Ascom HM/Ascom Hemoba/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!