23/02/2018

Nível do reservatório de Sobradinho deverá atingir 19%

 

O volume do reservatório da barragem de Sobradinho atingiu 17,27% na tarde da última segunda-feira (19). Mesmo com a melhora, a crise hídrica ainda não tem fim. Especialistas são unânimes em afirmar que apesar da melhora, o alerta continua, pois o Nordeste presencia a pior seca das últimas oito décadas.

O reservatório de Sobradinho está com o volume em torno de 18%. Estes dados são do Sistema Elétrico e fazem parte das previsões de cotas e vazões do volume de água até o dia 2 de março de 2018.

As chuvas que caíram na bacia do Rio São Francisco nos últimos dias, no norte de Minas Gerais, contribuem positivamente com o nível das águas da barragem entre Três Marias (MG) e Sobradinho. Ainda em alerta máximo, a região que envolve o reservatório está no período de chuva, que deve durar até maio de 2018.

O reservatório de Sobradinho está com a vazão afluente [que chega] de 2.800 metros cúbicos por segundo (m³/s). Já a vazão defluente [de saída] é de 630m³/s.  Sempre bom salientar que na “alimentação” do Rio São Francisco, o reservatório de Sobradinho integra um cascata de hidrelétricas, sendo a maior e mais importantes delas.

Localizada abaixo da hidrelétrica de Três Marias (MG), é a barragem de Sobradinho a responsável por alimentar as usinas de Itaparica, Moxotó (perto de Paulo Afonso), Complexo de Paulo Afonso (I, II, II e IV) e Xingó (entre Alagoas e Sergipe). Além da Bahia, o reservatório de Sobradinho atende a municípios de Pernambuco, Sergipe e Alagoas.

Juazeiro: Vereadores culpam Rui  do caos na saúde no município

Na última sessão ordinária na Câmara de Juazeiro, o vereador Bené Marques (PSDB), afirmou que “nos últimos dias vem acontecendo coisas que não aconteciam na Maternidade Municipal da cidade. Há seis anos o atendimento era excelente, sendo que nos últimos três anos já são mais de 100 denuncias graves”. Ele atribui a situação pela morte de mais uma criança na semana passada.

O vereador ainda relatou sobre a situação das demais unidades de atendimento na cidade. “Na UPA, precisa melhorar a estrutura para que os profissionais possam trabalhar melhor, o Hospital SOTE  tinha um bom atendimento e hoje isso acabou”. Ele colocou toda a responsabilidade do que está acontecendo na saúde do município no governador Rui Costa. “Na Bahia vejo o comentário que ele (Rui Costa) está fazendo um bom trabalho, mas aqui em Juazeiro não vejo nada. Na eleição passada, ele teve mais de 70% dos votos, e o que ele fez por aqui foi muito pouco ou quase nada”.

O vereador chamou indiretamente o governador de sem palavra. “Cadê a duplicação e iluminação da BA 210, trecho Mercado do Produtor ao contorno de Sobradinho? O Hospital Regional está abandonado, funciona precariamente, a SOTE se encontra nestas condições”.

A vereadora Neguinha da Santa Casa (PMDB) solicitou uma a parte quando afirmou que “por mais que a administração tente fazer alguma coisa para resolver o problema da UPA não consegue, ainda mais com os pacientes que ficam internados por mais de dez ou quinze dias. O Governo do Estado é quem deve assumir com a sua responsabilidade. Devido a pactuação, a ortopedia era para ficar com os hospitais, Regional e Trauma, a SOTE deixou de existir. O contrato que o Governo do Estado fez com a SOTE para atender pouco mais de 100 pacientes não atende as necessidades, deveria ampliar esta quantidade. A prefeitura de Juazeiro não tem a mínima condição de manter a ortopedia”, disparou.

Bené voltou a critica o governo do estado. “Tem que haver uma união entre o prefeito e os deputados para cobrar uma decisão do governador. Não é admissível que os pacientes de Juazeiro continuem sendo atendidos pelo Hospital de Traumas em Petrolina”.

ARTISTAS DE JUAZEIRO RETOMAM ESPETÁCULO DA VIA SACRA

Quatro artistas consagrados de Juazeiro: Devilles Sena, Hértz Félix, Edvaldo Franciolli e Reginaldo Duarte por uma provocação do Deputado Estadual Roberto Carlos (PDT) resolveram unir seus talentos e resgatar o espetáculo “Via Sacra – Paixão de Cristo”, evento que não acontece na cidade há 17 anos.

“É um recomeço e como todo recomeço vem carregado de responsabilidades e desafios, mas estamos motivados e acreditamos que será um grande espetáculo como sempre aconteceu em Juazeiro” expressou Devilles Sena que ficou responsável pela Direção de Elenco.

Edvaldo Franciolli cuja missão será a de arrecadar recursos para garantir a estrutura do espetáculo era só sorrisos durante a entrevista concedida nesta quarta-feira (21) ao Programa Geraldo José (Transrio FM/Juazeiro AM). “Estamos felizes porque fizemos parte do início do espetáculo e presenciar o seu renascimento é uma alegria que não tem tamanho” declarou.

Devilles explicou que a iniciativa partiu do PDT Cultural e os recursos serão assegurados por meio de uma emenda do Deputado Roberto Carlos, através da Secretaria de Cultura da Bahia.

As inscrições para artistas, figurantes, técnicos e demais profissionais estão abertas no Centro de Cultura João Gilberto. O espetáculo ainda com data a ser definida acontecerá no espaço da Orla II, em Juazeiro. A Direção Artística ficará a cargo de Hértz Félix e a cenografia e vestimenta sob a responsabilidade de Reginaldo Duarte. Os ensaios começam dia 06 de março.

Faculdade de medicina está a um passo de ser liberada em Juazeiro

Conforme foi anunciado pelo empresário Carlos Alberto Campos, responsável pela construção do imóvel onde se acha instalada a Unidade da Estácio aqui em Juazeiro, e onde funcionará a faculdade de medicina, os técnicos do Ministério da Educação já estão na cidade cumprindo uma missão de três dias para avaliação técnica das condições estruturais, pedagógicas, acadêmicas com vistas à concessão da Portaria de Autorização de funcionamento da instituição.

A obra foi realizada no prazo recorde de 120 dias e já foi devidamente entregue à gestão da Estácio desde o mês de dezembro de 2017 com todas as instalações, incluindo mobiliário e equipamentos em pleno funcionamento. A direção da instituição, inclusive, já realizou processo seletivo para contratação dos professores e funcionários administrativos.

Restava apenas a etapa de inspeção do Ministério da Educação para a liberação de funcionamento, o que vinha sendo aguardado com muita ansiedade, entretanto a extensa agenda de inspeções no país inteiro estava impedindo o agendamento para Juazeiro, o que só foi possível após uma promessa feita pessoal e diretamente ao empresário Carlos Alberto Campos, pelo próprio ministro da Educação, Mendonça Filho, quando se encontraram em Petrolina. Em entrevista, Carlos Alberto destacou as intervenções do senador Fernando Bezerra Coelho, ao também ministro Fernando Filho, e do pré-candidato a deputado estadual Orlando Tolentino, que foram fundamentais na articulação desse encontro para que tudo isso estivesse acontecendo neste momento.

Na semana seguinte ao encontro, já foi possível anunciar o agendamento para o dia 18/2. Os técnicos chegaram à cidade no último domingo (18) e iniciaram os trabalhos de inspeção na segunda (19) a partir das estruturas físicas da faculdade. Durante os dias de terça e quarta, os técnicos cumprirão etapas externas com reuniões com representantes do Poder Executivo municipal, em especial a Secretaria de Saúde.

Todas essas etapas cumprem rigoroso procedimento padrão do Ministério da Educação, e os prazos ficam adstritos às formalidades burocráticas legais. Após o encerramento das etapas de inspeção, os técnicos emitirão um relatório conclusivo, o qual será a peça ensejadora da edição da Portaria de autorização e liberação para o funcionamento, o que, segundo Carlos Alberto, deverá ocorrer já no mês de março.

Remanso: Falta respeito, falta vergonha; falta gestão

Marcos Palmeira, advogado e militante do PC do B de Remanso foi nesta quarta-feira (21/02) à Rádio Comunitária Zabelê e fez uma análise irrepreensível da atual gestão municipal, com dados e fatos que deixam o assalto cometido pelo gestor anterior, preso com a quadrilha que comandava, com cara de batedor barato de carteira.

Desde a criação de 400 cargos, todos com taxas de gratificação superiores a 100% até o pagamento de mais de um milhão de reais a duas empresas de construção sem que nenhuma obra exista, passando pelas dívidas milionárias com fornecedores, prestadores de serviço, funcionários e contratados, nada ficou fora do olhar atento de Marcos Palmeira.

Mostrou que o orçamento de 2017, elaborado e aprovado em 2016, estimava uma receita de 82 milhões de reais e ao final a receita foi 5 milhões a mais: “Ele já sabia qual era a sua receita e recebeu a mais. Ele deve uns 10 milhões ao comércio de Remanso e aos servidores públicos. Porque isso aconteceu? Isso é falta de planejamento! Isso é incompetência! Falta de respeito à população de nossa cidade! ”

Zé Filho, em 2017, encerrou as aulas nas escolas do interior antes de completar os 200 dias aula exigidos e este ano começa as aulas em março. De novo não terá 200 dias aula. Marcos Palmeira mostrou porque: “Tudo isso para economizar com o transporte escolar e com a merenda escolar. O que menos preocupa é o aprendizado do aluno, mas sim o pagamento do transporte escolar e com a merenda”.

E foi direto na ferida que deixa à mostra o desvio: “Mas não sei porque essa preocupação! Ele pagou ano passado mais de 5 milhões de reais e pelo que sabemos ele deve mais 5 milhões com transporte. Esse ano ainda não teve aula, mas ele já gastou quase um milhão com a empresa de transporte que presta serviço ao município! ”

O que já deu cadeia para outros gestores Zé Filho faz sem temer e sem tremer: Embolsa o desconto dos financiamentos consignados. Nada de repassar à instituição financeira e Marcos arremata: “Que o diga a Caixa Econômica Federal!”

Mostrou que a oposição “tem sido combativa”: Condenou a lei que criou os cargos de marajás, lutou contra a taxa de água e fiscaliza a merenda nas escolas. Denuncia os desvios. Tem ido ao Ministério Público. Elogiou a ação da sociedade civil organizada, a APLB, o sindicato dos servidores.

E deplorou a situação do povo do interior do município: “A situação está ruim aqui na cidade? Nossos irmãos do interior estão piores. Um ano e dois meses de gestão e não há um metro de estrada patrolada, um barreiro limpo, um poço artesiano instalado”.

“A partir de agora vamos cobrar mais ainda! ” – Garantiu em nome da oposição. Acompanharam Marcos os vereadores Didi, Marechal, João do Pinga Pinga e Humberto; o Presidente do PC do B em Remanso, Vavá Costa e o Presidente do PR, Eulálio Braga.

 

Fonte: Ação Popular/BlogdoGeraldoJosé/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!