24/02/2018

Alteração no projeto da CCR libera obra no aeroporto de Salvador

 

Uma alteração no projeto da CCR para a rua do bambuzal do aeroporto e para a chamada rua das locadoras foi o que motivou a liberação das obras da empresa na área.

A pista será usada pelos ônibus que vão fazer o transporte gratuito entre o terminal de aviões e a estação de metrô localizada nas proximidades.

Na avaliação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur), o projeto inicial da CCR provocaria um desmatamento significativo por conta do alargamento que a empresa planejava fazer para a rua do bambuzal.

Um novo projeto apresentado recentemente agradou aos representantes da prefeitura, resultando no desembargo. Em resumo, a estrada ainda vai precisar ser alargada para permitir o acesso dos ônibus à rua conhecida por abrigar locadoras de carros.

No entanto, o aumento não será tão grande quanto o previsto inicialmente e não deve resultar no desmatamento de mais uma parte da vegetação. "Eles elaboraram outro projeto com a mesma finalidade, que é fazer a ligação do aeroporto à estação, agora sem fazer interferência no bambuzal", garantiu o titular da Sedur, Sérgio Guanabara, nesta quinta-feira (22).

Ele reforçou que a decisão de embargar a obra foi de natureza estritamente técnica e que o novo projeto desenhado pela CCR poderia ter sido pensado antes. "Precisava ter um exercício maior de inteligência, ter boa vontade. Não é possível que para toda solução agora tenha que fazer desmatamento", reclamou o secretário. Também para permitir a passagem dos ônibus, a rua das locadoras vai precisar passar por uma duplicação.

De acordo com Guanabara, o embargo foi necessário pela falta de licença ambiental e porque a CCR já havia dado início ao desmatamento na área, justamente com o objetivo de alargar a via que leva ao aeroporto. "Nós embargamos a obra para evitar um dano maior no bambuzal", comentou.

Segundo ele, ao dobrar o tamanho do acesso à rua das locadoras, a empresa responsável pela obra do metrô também acabou realizando supressão de bambus. Ou seja, apesar da prefeitura divulgar imagens nos dias seguintes ao embargo demonstrando danos ambientais na região onde foi construída a estação do metrô,  o "gatilho" para a suspensão da obra foi puxado por conta do do desmatamento no acesso que estava começando a ser criado para a rua das locadoras.

Além de ter que adequar sua obra, a CCR também vai precisar realizar um projeto de requalificação ambiental na região como forma de compensar os danos ao bambuzal.

Licença ambiental: Prazo muda de 90 para 30 dias em Salvador

O prazo para a retirada das licenças ambientais da Prefeitura de Salvador, por meio do eixo Simplifica do programa Salvador 360, foi alterado de 90 para 30 dias.

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), a redução também será aplicada para as Manifestações Prévias, quando a pasta analisa se determinado empreendimento necessita ou não de licenciamento.

Todas as mudanças estarão em um decreto a ser publicado ainda neste semestre pelo prefeito ACM Neto (DEM).

Aeroporto de Salvador movimenta 854 mil passageiros e capital conquista liderança no turismo do Nordeste

O mês de janeiro, deste ano, contribuiu para que Salvador conquistasse a liderança das capitais do Nordeste brasileiro, por causa da movimentação de 854 mil passageiros no Aeroporto Internacional de Salvador, sendo 7% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, segundo informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com o secretário do Turismo, José Alves, esse aumento é atribuído à promoção da Bahia e à política de atração de voos adotada pelo governo estadual. Visto que, em 2017 os atrativos turísticos da Bahia foram divulgados em 60 feiras nacionais e internacionais de turismo.

Além da redução do imposto do querosene de aviação, autorizado por Rui Costa, que contribuiu para atrair maior número de voos para o estado e a oferta das companhias aéreas de 3,4 mil voos extras para Salvador, Porto Seguro e Ilhéus. Para esta temporada, de dezembro a março, é esperado cerca de 5,4 milhões de turistas, incluindo baianos em viagem pela própria Bahia, além de brasileiros de outros estados e estrangeiros.

Após anos parado, avião da Vasp é retirado do Aeroporto de Salvador

Foi retirada nesta sexta-feira (23) do pátio do Aeroporto de Salvador uma das últimas aeronaves da Vasp, empresa que faliu em 2008.

Por anos, o Boeing 737-200, que tem 30 metros de comprimento e pesar cerca de 40 toneladas, ficou no pátio do terminal, mesmo sem uso. Agora, ele segue para o interior do Paraná, levado com ajuda de duas carretas e três batedores.

Na saída da cidade, lentidão no trânsito. Segundo a Transalvador, por conta do cuidado necessário para a manobra com o avião, a operação acabou deixando o tráfego congestionado na região da Avenida Paralela. Um flagra feito já em Lauro de Freitas mostra o avião em meio aos carros. O traslado travou o fluxo de veículos nas avenidas Santos Dumont e Carybé, além da BA-099, conhecida como Estrada do Coco. A Transalvador afirmou que o avião seguiu em direção à BA-526.

A operação foi programada pela empresa que ganhou o equipamento em arremate. A concessionária do Aeroporto monitorou tudo. Esta ação faz parte da etapa de preparação para o início das obras de melhorias previstas no contrato de concessão da Anac, estimadas para o segundo semestre do ano.

Aeroporto diz que carcaça da Vasp foi arrematada em leilão e responsabiliza ‘empresas’

A carcaça de um Boeing 737-200 da Vasp, que ficou cerca de 10 anos em desuso no Aeroporto Internacional de Salvador, foi arrematada em um leilão judicial por empresas privadas, cujos nomes não foram revelados, informou a Vinci Airports, companhia que administra o terminal, em nota enviada ao Metro1.

O traslado da aeronave, por duas carretas auxiliadas por três batedores, causou transtornos ao trânsito da região na tarde desta sexta-feira (23). De acordo com a concessionária, a responsabilidade do transporte é das companhias que adquiriram o avião.

“A retirada das aeronaves que estão em desuso no pátio do Aeroporto é uma ação realizada pelas empresas privadas que arremataram os equipamentos em leilão judicial. Sendo delas a total responsabilidade de programação de data, horário, estratégia de deslocamento e liberação junto aos órgãos competentes. A retirada do Boeing da Vasp faz parte da etapa de preparação para o início das obras de melhorias, previstas no contrato de Concessão da Anac para o segundo trimestre deste ano".

A Viação Aérea São Paulo faliu em 2008. Segundo a Vinci, a aeronave é “uma das últimas da empresa que estavam no pátio” do aeródromo baiano. Ela mede 30 metros de comprimento, com envergadura de 28 metros, e pesa cerca de 40 toneladas, e segue para o interior do Paraná.

TJ-BA mantém apreensão de 20 ônibus da CSN

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Gesivaldo Britto, negou o pedido da CSN Transportes Urbanos SPE, que integra o consórcio de transporte público de Salvador, para suspender uma liminar que obriga a empresa a devolver 20 ônibus para o Banco Volkswagen.

Os veículos são objetos de contrato de uma alienação fiduciária.

Os ônibus foram dados como garantia de pagamento pela CSN junto ao banco. A prática é comum em financiamentos de veículos.

Em março de 2017, a 11ª Vara Cível e Comercial de Salvador, em uma ação de busca e apreensão, proposta pelo banco, determinou a apreensão dos veículos para quitar o débito da empresa com a instituição financeira.

A empresa, no pedido de suspensão de liminar, afirmou que os veículos, apesar de terem sido objetos do contrato entre a ODM Transporte e o Banco Volkswagen, se encontravam em posse da CSN, integrando a operação “necessária à prestação do serviço de transporte público de Salvador”.

A CSN ainda afirmou que, desde a decisão de busca e apreensão, “vem encontrando diversas dificuldades para manter a regular operação do serviço de transporte público, dependendo da utilização da sua frota reserva para não causar graves danos à população soteropolitana”.

Ainda lembrou que, no dia 29 de janeiro deste ano, a situação se agravou com o incêndio que destruiu 59 ônibus, e que outros necessitam de reparos urgentes para retornar à circulação (clique aqui e saiba mais sobre o incêndio).

A CSN pede ao desembargador que os 20 veículos apreendidos retornem para a empresa, “sob pena de restar comprometida a operação de transporte público urbano na capital baiana”.

O banco, por sua vez, afirmou que a CSN não tem legitimidade para pedir a suspensão da liminar, “considerando, sobretudo, o decurso de, aproximadamente, um ano do deferimento da medida”.

O Ministério Público opinou pela suspensão da liminar. 

Segundo o presidente do TJ, no caso, “evidencia-se que a decisão hostilizada não se afigura capaz de causar lesão aos bens tutelados pela norma de regência”. “É cediço que o transporte público é essencial à população. Contudo, a existência de contrato de concessão de serviço público não pode, por si só, constituir óbice à execução do contrato de alienação fiduciária firmado entre as partes, salvo se comprovado que a apreensão determinada, de fato, irá culminar em prejuízo ao transporte público. Na hipótese, não há comprovação de que a apreensão empreendida é capaz de comprometer a regularidade da operação de transporte público no Município do Salvador, que vem sendo prestado de forma normalizada, mesmo após eventos de grande demanda, como o Carnaval”, salientou o desembargador.

Gesivaldo ainda aponta que o tempo entre o deferimento da liminar e o pedido de suspensão “afasta a urgência alegada”, e reforça que a CSN não comprovou a situação atual dos veículos.

LAURO DE FREITAS: Prefeitura dá suporte a assentados e evita conflito

As 185 famílias que ocupavam uma área particular no bairro de Vida Nova, em Lauro de Freitas, deixaram o assentamento nesta quinta-feira (22). De forma pacífica, aos poucos os barracos foram sendo desmontados e junto com os pertences das famílias colocados em caminhões. O assentamento, iniciado há cerca de três meses, já tinha até nome: Terra Nova.

Em meio a crianças, idosos, mulheres grávidas e muitos trabalhadores, a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, acompanhou, no início da manhã, a reintegração de posse determinada por ordem judicial em favor da construtora OAS, dona da área. A prefeita ofereceu aos assentados o suporte necessário para que a desocupação ocorresse de forma tranquila.

“Sei que é doloroso ver o barraco sendo derrubado, mas pensem na possibilidade de ter uma casa nova”, disse a prefeita às mulheres que assistiam, com lágrimas nos olhos, o desmonte do assentamento. Uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania - SEMDESC está realizando o cadastro das famílias para terem acesso às políticas habitacionais do município.

Reconhecida pela trajetória no movimento social, a prefeita foi recebida no assentamento sob aplausos. “Nós temos que parabenizar a prefeita pelo esforço que fez pra nos ajudar e cada vez mais ela mostra que nós não ficaremos desamparados”, declarou Simone Cruz representando uma das 185 famílias.

O cadastro teve início na quarta-feira (21), logo após uma reunião do movimento com a gestora. “Eu governei essa cidade durante oito anos e entreguei 8 mil imóveis dos programas habitacionais. Temos 890 unidades em construção e 500 em fase de captação de recurso”, destacou a prefeita.

O presidente do MSTS - Movimento dos Sem Teto de Lauro de Freitas, Jhony Bastos, destacou a diferença entre as políticas do governo federal que vem impondo perdas de direitos sociais à população, e a gestão da prefeita Moema Gramacho que reforça o apoio aos movimentos sociais e trabalhadores. “Nas 22 cidades em que o movimento atua nunca vi uma gestão como esta que é solidária e parceira”.

A prefeita agradeceu o apoio da 81ª Companhia Independente da Polícia Militar que conduziu a reintegração com a serenidade necessária para a situação e ressaltou o posicionamento compreensivo do movimento diante da ordem de reintegração. “Vocês estão no caminho certo, no caminho da luta. Mas precisamos saber o momento certo de avançar e de recuar. Este é o momento de trégua para esperar o momento certo de dar um passo ainda maior”.

 

Fonte: BN/Metro 1/BNews/Ascom PMLF/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!