09/03/2018

Festivais e shows de ritmos marcam o fim de semana no Pelô

 

Os palcos do Pelourinho seguem com a programação de shows nos tradicionais largos do Centro Histórico de Salvador. A semana traz atrações para todos os gostos, com shows abertos ao público e também a preços populares. Ritmos como samba, axé e forró e garantem animar os largos Pedro Archanjo, Quincas Berro D’àgua e Tereza Batista. Entre os destaques, o Festival Som dos Afros, o Encontro de Cantadores no Pelô e o Classudos Rap Jazz.

Nesta quinta (8) a banda Caçamba Azul embalou o público com a sonoridade do Zouk, Merengue e Lambad;, O show aconteceu às 20h, no Largo Quincas Berro D’água. Já na sexta (09) a banda Samba Trator se apresenta no Largo Pedro Archanjo, às 20h. No repertório a banda mantém o tradicional samba de viola e o samba de roda e traz as origens do recôncavo baiano para o show.

Outro destaque da programação é o som da black music que toma conta do Largo Tereza Batista, com o Festival Som dos Afros, que acontece nos dias 9 e 10 de março (sexta e sábado), promovendo oito shows de artistas conhecidos e de novos nomes da cena black na cidade. Entre as atrações um destaque para o show de Guiguio, que recentemente voltou aos palcos relembrando sucessos de sua passagem pelo Ilê Aiyê e composições de sua autoria. Se juntam a ele na programação de sexta-feira o DJ Leandro e os grupos Movimento e Afoxé Bamboxê. Já no segundo dia do festival as atrações serão CDR Style, Telefunksoul, Mr Armeng, Los Pesos, Tia Carol e Batekoo. . O evento conta ainda com uma feira empreendedora e desfile de moda afro. Ingressos R$ 20 e R$ 10.

Também neste sábado (10) a banda Samba de Viola comanda o show no Largo Quincas Berro D’água às 20h. O ingresso para o evento é solidário, 1 pacote de 200g de leite em pó, no evento haverá lançamento do primeiro CD da banda intitulado ‘’Entre no Clima’’e participação especial de OZ, do grupo Attoxxá.

Uma mostra de novos talentos e artistas consagrados da cantoria brasileira. Este é o Quinto Encontro de Cantadores no Pelô, o evento acontece nos dias 10 e 11 de março, a partir das 18h, no Largo Pedro Archanjo, no Pelourinho. As duas noites de cantoria no Centro Histórico de Salvador têm entrada franca, com direito a uma fina seleção de artistas populares de primeira linha. Com curadoria de Maviael Melo, o festival equilibra bem artistas de renome com outros mais novos ou ainda pouco conhecidos pelo público local. Nesta edição foram convidados Bia Marinho (PE), Paulo Matricó (PE), Júlio Santin (SP), Ednardo Dali (PE), e Marcelo Fonseca (MG), que se juntam aos baianos cantadores Josyara, instrumentista e compositora, Rodrigo Sestrem, multi-instrumentalista, além de Luiza Brito, Verlando Gomes, Celo Costa, João Sereno, Roze e Raymundo Sodré.

Integrando a programação do IV Colóquio Latino Americano - Colonialidade e Decolonialidade, no domingo (11), no Largo Pedro Archanjo, às 18h tem show da banda Na Veia da Nêga, apresentando seu afro pop para o público. Logo em seguida, às 20h, a banda Forró Passa Pé traz no repertório clássicos de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Genival Lacerda, Sivuca, Dominguinhos, Trio Nordestino e outros forrozeiros autênticos, dando uma estética moderna ao show, sem perder a essência do tradicional forró. O evento é aberto ao público.

Encerrando o fim de semana, a Banda Zuhri apresenta no Largo Pedro Archanjo no domingo (11), às 20h, o evento Classudos Rap Jaz, numa festa que reúne um repertório com novidades e traz como convidados o cantor e compositor Pedro Pondé e Darlan Senpai, que prometem uma tarde e noite inesquecível para o público. Outros atrações como DJ Sica e Dj jarrão Jarron, fazem a festa da pista, com um mix de clássicos e novidades musicais. O evento também conta com Feira De Classe, com stands da Studio Urbano Tattoo, com o flash Day de tatuagens, e a Zeroseteum Skateshop - ZSU com material e artigos de moda street wear e o Rango Vegan com a melhor culinária saudável da cidade. Ingressos R$ 20 e R$10.

  • Serviço/Shows

Samba Trator

Local: Largo Pedro Archanjo

Quando: 09 de março (sexta-feira) às 20h.

Ingresso: gratuito

Banda Arriba Cinta Forró

Local: Largo Quincas Berro D’água

Quando: 09 de março (sexta-feira), 20h

Ingresso: gratuito

Festival Som dos Afros

Local: Largo Tereza Batista

Quando: 09 e 10 de março (sexta e sábado), 19h

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e 10,00 (meia)

Banda Viola de Marujo

Local: Largo Quincas Berro D’água

Quando: 10 de março (sábado), 20h

Ingresso: 1 pacote de 200g de leite em pó

V Encontro de Cantadores no Pelô

Local: Largo Pedro Archanjo

Quando: 10 e 11 de março (sábado e domingo) das 18h às 23h

Ingresso: gratuito

IV Colóquio Latino Americano - Colonialidade e Decolonialidade

Na Veia da Nêga – Afro Pop

Local: Largo Tereza Batista

Quando: 11 de março (domingo) às 18h

Ingresso: gratuito

IV Colóquio Latino Americano - Colonialidade e Decolonialidade

Banda Forró Passa Pé

Local: Largo Tereza Batista

Quando: 11 de março (domingo) às 20h

Ingresso: gratuito

Classudos Rap Jazz – Banda ZUHRI

Local: Largo Quincas Berro D’água

Quando: 11 de março (domingo) às 16h às 23h

Ingresso: R$ 20 e R$ 10

Mostra Cine Favela Brasil é destaque na programação dos Espaços Culturais da SecultBA

Diversão, cultura e formação são os principais fatores que marcam a programação da segunda semana de Março nos Espaços Culturais da SecultBA. Escolha qual é o seu favorito da semana, circule a data no calendário e Ocupe Seu Espaço!

Na sexta-feira (9), às 18h, acontece a abertura da 1ª Edição da Mostra Cine Favela Brasil. Após a curadoria analisar as noventa e duas inscrições, as produções selecionadas serão exibidas no Espaço Cultural Alagados. A entrada é gratuita com classificação livre. O Cine Favela Brasil é uma mostra de cinema que consiste na exibição, difusão e discussão de filmes de todos os gêneros e formatos produzidos especificamente por correalizadores independentes, moradores de comunidades periféricas de todo Brasil. O objetivo é trazer tais produções contemporâneas para serem discutidas e ganharem visibilidade, contribuindo para uma descentralização cultural, dando maior acessibilidade aos bens e serviços culturais aos moradores e produtores das periferias. A Mostra continua nos dias 10 e 11 (sábado e domingo), a partir das 16h30. Confira os filmes participantes no site www.cinefavela.org.br.

No sábado (10), às 19h, acontece no Cine Teatro Lauro de Freitas o espetáculo “Arraial dos Ventos”, montagem do Coletivos de Atores BAC com direção de Glauber Jorge. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) com classificação livre. A peça retrata uma vila pobre num lugar esquecido, uma seca devastadora, onde a fé é a única esperança. A imagem do santo português descascada pelo tempo é lugar de refúgio para moças apaixonadas, lá elas prometem, choram e imploram, acreditando que o amor é a única saída para tanta desgraça. Em meio a tanta pobreza, há tempo para o amor.

Já no domingo (11), no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, será oferecida a Oficina de Rima Para Mulheres. A oficina faz parte da programação pensada pelo Coletivo 4M’s (Mais Manos/Minas/Monas Mudando o Mundo), que objetiva fornecer meios para a reflexão e problematização dos problemas de gênero, assim como o crescimento do protagonismo das mulheres na cena do Vale do São Francisco através da cultura hip hop. Será aberta a todas as pessoas, independente de idade ou gênero, com vagas para 20 pessoas. Porém, com uma cota de pelo menos 10 mulheres. As inscrições são gratuitas com classificação livre.

Na terça-feira (13), às 19h, acontece no Centro de Cultura de Alagoinhas a oficina de teatro “Ara Izô – Corpo que queima” promovida por Nando Zâmbia. A mensalidade custa R$ 60 e a classificação é de 14 anos. Criada em 2011, com a intenção de pesquisar o trabalho de construção individual do ator/atriz para a cena, “Ará Izô – Corpo que Queima”, foi desenvolvida no Brasil, Portugal, Itália e Grécia, mostrando-se assim um potente veículo de investigação, construção e conscientização para o labor cênico, independentemente de suas origens e cultura. O público alvo são atores, professores e alunos interessados em teatro.

Na quinta-feira (15), às 19h, o Centro de Cultura de Alagoinhas recebe a Oficina de Dança de Salão. A mensalidade custa R$40 e as aulas destinam-se a interessados com idade mínima de 15 anos idade. As aulas terão ênfase em bolero, samba de gafieira e soltinho, e a metodologia utilizada será a de explanação verbal dos movimentos e posturas, imitação e correção. Ao longo das aulas serão apresentados os elementos básicos de cada ritmo, bem como algumas figuras intermediárias e ao final do curso, espera-se que os alunos sejam capazes de executar de maneira eficaz os movimentos básicos e intermediários de cada estilo.

A Exposição Navio Negreiro, continua aberta para visitação até 18 de março, no Centro de Cultura de Porto Seguro. A entrada é gratuita e a classificação é livre. A mostra é composta por vinte xilogravuras e promove um encontro entre a obra do artista e o poema de Castro Alves, proporcionando a sensação de que a escrita e a imagem se completam, e retrata a dramaticidade social sentida na pele dos escravos: toda a aspereza, animalização e violência do tráfico negreiro. Durante a exposição, vão acontecer oficinas de Xilogravura, ministrada pelo artista plástico Zimaldo Baptista Melo. Com turmas no dia 15 (manhã e tarde) e 16 (manhã), as inscrições para as oficinas serão feitas no Centro de Cultura.

 

Fonte: SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!