13/03/2018

Ilhéus: Dois espetáculos de Salvador fazem dobradinha na Tenda TPI

 

Os amantes das artes cênicas podem comemorar. Nos dias 23 e 24 de março (sábado e domingo) a Tenda Teatro popular de Ilhéus será palco de dois espetáculos baianos incríveis: “Entre Nós – Uma comédia sobre diversidade” e “Egotrip - Ser ou não ser? Eis a comédia”. As duas montagens são dirigidas por João Sanches e contam com elencos estelares da nova geração do teatro da Bahia. A produção é da Quatro Produções Artísticas. Às 18h Igor Epifânio e Anderson Dy Souza vivem em “Entre Nós – uma comédia sobre diversidade” uma reflexão bem irônica sobre os diversos temas e afetos do mundo atual: família, estudo, trabalho, política, amor e sexualidade. Tudo com muito bom humor. A peça traz à tona o tema diversidade e discute o respeito às diferenças.

Selecionado pelo Edital Setorial de Culturas identitárias 2016 da Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia, este espetáculo foi apresentado para mais de 30 escolas, 17 teatros, dois países, 17 cidades, em nove estados brasileiros, somando um público de 100 mil pessoas.

“O espectador sempre nos emociona. As reações apaixonadas da plateia nesses anos foram muito surpreendentes e continuam sendo. A aceitação entusiasmada do público talvez seja o que pode haver de mais gratificante para um artista. Além disso, acredito que todos avanços nos direitos humanos são conquistas que demandam empenho permanente e, por isso, vale sempre a pena continuar promovendo a reflexão, o respeito e o amor”, afirma o diretor do espetáculo João Sanches.

A obra ganhou três categorias do Prêmio Braskem de Teatro (Melhor Texto, Melhor Espetáculo e Melhor Ator) e, segundo Sanches, tem proporcionado momentos muitos felizes à equipe. “Viajamos o País inteiro, fizemos temporadas no Rio, São Paulo, apresentações no Acre, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Paraná, e em diversas cidades do interior da Bahia. Tivemos a honra de participar de muitos Festivais de Teatro e, entre eles, o Festival Internacional de Teatro Hispânico, que ocorre anualmente em Miami (USA).

A outra montagem, “Egotrip - Ser ou não ser? Eis a comédia”, acontece também nos dias 23 e 24 deste mês, porém às 21h. O espetáculo começa com um grupo de quatro amigos tipicamente urbanos e individualistas decidindo viajar para uma longínqua cidadezinha do interior com o propósito de recuperar um suposto “anel de nobreza” pertencente à família de um deles. Nas curvas dessa viagem, os personagens viverão uma série de situações cômicas e dramáticas que transformarão suas percepções sobre o mundo.

No elenco Igor Epifânio, Alexandre Moreira, Jarbas Oliver e Wanderley Meira. Quatro artistas que vêm se destacando nos palcos do Brasil e reconhecidos em Salvador graças a espetáculos como “A Bofetada”, “Os Cafajestes”, “Siricotico” e “Camila Backer”, além de “Entre Nós – Uma comédia sobre diversidade” (Prêmio Braskem de Melhor Espetáculo, Melhor Texto e Melhor Ator, em 2013). Ingressos à venda na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes. Mais informações: (73) 4102-0580. O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.

Ilhéus: Curso de Formação de Criadoras de Abelhas capacita mulheres para lidar com meliponicultura

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), participou do 1º curso de Formação de Criadoras de Abelhas do Brasil, com o objetivo de incentivar cada vez mais a participação feminina no processo de produção apícola e a afirmação da sua independência e empoderamento.

O encontro foi realizado entre os dias 05 a 09 de março, no Centro de Apicultura da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), no município de Ilhéus, em parceria com a Universidade Federal do Piauí (UFPI) e contou com uma carga horária de 40h.

Na programação do curso foi visto as principais técnicas de manejo de abelhas africanizadas, da instalação ao beneficiamento de seus principais produtos, enfatizando o mel. O conteúdo da formação dialogou também com a caracterização das abelhas, importância ecológica, econômica e social da criação de abelhas, noções de manejo na apicultura e meliponicultura, questões de gênero no meio rural e preservação das abelhas: desafios e perspectivas.

“O curso foi muito bom porque tratou da criação de abelhas como um todo, teve um público bem diversificado com pessoas iniciantes e pessoas mais experientes na área. E serviu também para a gente discutir o papel da mulher na apicultura no Brasil”, contou Vandira da Mata, técnica da Bahiater/SDR, que durante o evento compartilhou seus saberes na área de produção de própolis.

O encontro serviu também para formalizar o grupo mulheres denominado Guardiãs das Abelhas, lançar a marca da equipe e formular a primeira carta aberta à sociedade relacionada o posicionamento delas em relação à conjuntura que envolve uma série de fatores que prejudicam nossas abelhas.

Mais informações

Participaram do curso, um grupo de 15 mulheres dos estados de Brasília, Goiás, São Paulo, Piauí e Bahia. Samara de Oliveira, Técnica de Administração, pratica a apicultura há sete meses na cidade de Campo Maior, do Piauí, ressalta a importância desse curso para fortalecer as mulheres. “A apicultura ainda é muito explorada pelos homens, e participar de um curso como esse, nos fortalece psicologicamente. O físico muitos vezes tá bem, mas o psicológico não estar, por enfrentar muito preconceito, não acreditam nas mulheres, eles acham que não vamos aguentar a mioguera, o ninho”, afirmou Samara de Oliveira.

Ediney Magalhães, responsável pelo setor de apicultura da Ceplac, enfatizou a importância das mulheres nessa atividade e que foi estratégico a escolha da data, na semana da mulher, para exaltar e incentivá-las cada vez mais. “Nós estamos mostrando essa atividade para as mulheres e, hoje, se fala muito em empoderamento feminino, então elas estão querendo entrar mesmo na atividade como alternativa de renda e como uma forma de preservação do ambiente através das abelhas”.

Biofábrica prepara produção de novos clones

O secretário estadual do Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, esteve na Biofábrica de Cacau, na última sexta-feira (9), para conferir as condições com que os oito novos clones de cacaueiros da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), serão recepcionados para reprodução em larga escala e por qual método esses materiais serão propagados. A Biofábrica utilizará da tecnologia de miniestaquia, incorporada pela instituição há dois anos.

“Viemos em uma nova visita para verificar as condições em que estão os nossos viveiros para acomodar os novos clones, que estamos trabalhando em parceria com a Ceplac, e as condições estão muito boas, principalmente o preparo da equipe”, destacou Rodrigues. “Saio daqui muito feliz pela tecnologia que adotamos de miniestaqueamento, pelos benefícios que ela traz: a Biofábrica trabalhava com estacas com tamanho médio de 17 centímetros, agora o tamanho é de quatro centímetros”, completou.

Na ocasião, o secretário também visitou a Ceplac, para obter informações sobre os novos clones. Antes do lançamento desses materiais, a entidade vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) contava com a reprodução de 11 clones em larga escala na Biofábrica.

“A gente vê as condições ideais e o preparo que a nossa Biofábrica tem para desenvolver e ampliar os nossos projetos, como o Bahia Produtiva. Nós vamos precisar de muitas mudas para replantio da cabruca e recuperação de nascentes. Reconhecemos também o peso que tomou a Biofábrica com a gestão de Lanns Almeida, com a boa relação que temos com a Seplan, através do vice-governador João Leão, com o secretário e ex-governador Jaques Wagner, que tem sido um defensor nosso para podermos captar recursos no setor privado, e o próprio governador Rui Costa, que trabalha bem com as cooperativas e associações nos municípios”, concluiu o secretário.

Hospital de Ilhéus começa a atender urgência e emergência pediátrica pelo SUS

A estudante Tainara Francine é mãe do pequeno Pedro Henrique, de dois anos. Ela chegou cedo ao Hospital de Ilhéus. Muito preocupada, a jovem conta que depois do anúncio da reforma do Hospital Regional Luiz Viana Filho, temia que seu filho ficasse sem cuidados médicos. “Meu filho estava internado no Regional, então, pensei que ele não poderia ser transferido. Graças a Deus o município conseguiu um hospital muito bom e isso é o que importa”, avalia. Tainara é uma das mães que a partir de hoje (12), podem contar com os serviços de consultas ambulatoriais e de urgência pediátrica, além de internação em enfermarias a pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 24 horas.

A ação faz parte de um conjunto de medidas anunciadas pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre e o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, enquanto o Hospital Regional for reformado para, em breve, ser reaberto como um moderno hospital materno infantil de alta complexidade, com UTI Neonatal. Ao todo, o investimento anual tem o custeio da ordem de R$ 5,2 milhões de reais para a prestação destes serviços.

Atendimento funciona

Tranquilidade também para Nilzete Santos de Jesus. Ela relata que ao perceber que seu filho apresentava febre e vômito, tratou de se dirigir ao Hospital de Ilhéus. “Cheguei há alguns minutos e já fui atendida. O atendimento realmente funciona. Já pensou eu voltar para casa com meu filho do jeito que chegou? Iria ser ruim né! Lá, no Regional, funcionava, embora, o atendimento não era tão bom assim, mas espero que depois desta reforma, fique melhor”, opina.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, disse que no início do seu governo pesquisas apontavam uma rejeição de 87% da população aos serviços de saúde prestados pelo município. “Para fazer as mudanças é preciso fazer alterações e para fazer essas alterações e reestruturar a saúde, é preciso ter coragem e investir em infraestrutura física e em atendimento, para Ilhéus deixar de ser exportadora de doentes”, destacou o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre.

O diretor do Hospital de Ilhéus, Jorge Viana, informa que o Hospital de Ilhéus é referência em saúde na Bahia e está preparado para os fluxos de atendimento em conformidade com o contrato firmado com o Governo do Estado. “O hospital possui a infraestrutura para atender as crianças e adolescentes, inclusive com internamento. “Sendo assim, o município garante mais segurança e qualidade no atendimento pediátrico em um dos melhores hospitais da Bahia”, destaca.

Atendimento digno

A secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira ressaltou que as crianças atendidas pelo Luiz Viana, já foram transferidas para a entidade privada. “A população de Ilhéus terá um atendimento digno e de qualidade”, assegura a secretária. De acordo com a titular da saúde, o tempo de espera na unidade contratada será por classificação. Ela acredita que “nos casos com maior gravidade, este atendimento será de imediato. Já os casos ambulatoriais, vai precisar de um pouco mais”, informa.

Elizângela disse ainda que os atendimentos com foco em ortopedia, a secretaria municipal de Saúde (Sesau) vai colocar os médicos de sobreaviso. “As crianças que necessitarem de atendimento de fratura, serão encaminhadas para o Pronto Atendimento (PA), da Zona Sul”, acrescenta. Além do Hospital da Costa do Cacau, a Policlínica da Conquista já está em reforma, para ser transformada no quarto pronto atendimento médico SUS 24 horas da cidade.

Na última semana, a Prefeitura começou, com recursos próprios, as obras de reforma e ampliação do posto de saúde do bairro Hernani Sá (Urbis). Outros nove postos serão reformados na cidade. Além destes, mais sete postos serão reformados através de convênios federais. Emendas impositivas conseguidas junto a deputados federais que foram votados em Ilhéus, para custeio da saúde. Os investimentos incluem ainda a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com caráter regional, no Malhado.

Nova ponte está dentro do cronograma, assegura governo da Bahia

A secretaria estadual de Infraestrutura (Seinfra) mantém em ritmo normal as obras da mova ponte de Ilhéus, a primeira estaiada da Bahia que irá ligar o centro urbano de Ilhéus à zona sul da cidade. O superintendente de Transportes da Bahia, engenheiro Saulo Pontes, garante que os recursos financeiros para a conclusão dos trabalhos estão assegurados pelo governador Rui Costa, com cronograma de conclusão previsto para o segundo semestre deste ano. “Inclusive, o pagamento das faturas referentes aos serviços realizados está em dia, sem ocorrer nenhum atraso, assim como todas as obras em andamento gerenciadas pela Seinfra”, disse.

Saulo Pontes afirmou ainda que quando concluída a nova ponte estaiada facilitará a mobilidade urbana de Ilhéus, e desafogará a ponte Lomanto Júnior. O equipamento terá 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura e contará com passeio, canteiro central, pistas duplas nos dois sentidos e ciclovia. Todo o conjunto da obra inclui 2,2 quilômetros. A intervenção está sendo executada pelo governo da Bahia.

Nova ponte

A nova ponte terá formatação mais moderna valorizando mais as belezas naturais da Baía do Pontal, beneficiar moradores dos municípios de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, e favorecer o turismo na região. Além disso, prepara o sul da Bahia para receber novos investimentos privados e públicos que incluem a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e o Porto Sul, atraídos pelo governo da Bahia.

O prefeito Mário Alexandre lembrou que quando a nova ponte que ligará o centro urbano de Ilhéus à zona sul da cidade estiver em pleno funcionamento a antiga ponte Lomanto Júnior vai funcionar também nos dois sentidos. Os dois equipamentos vão dividir um fluxo diário de 8.500 veículos no período de baixa estação, trafegando entre o centro e a zona sul do município.

Por sua vez, o vice-prefeito e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Ilhéus, José Nazal, disse que “torcemos para que em breve possamos inaugurar o que foi pensado e sonhado pelos ilheenses há mais de 50 anos”.

Temporal alaga ruas de Itabuna e Ilhéus

A chuva que começou a cair no sul da Bahia, na tarde desta segunda-feira (12), causou alagamentos em vários pontos de Itabuna e Ilhéus. De acordo com moradores de bairros como Fátima, Califórnia, Pontalzinho, Santo Antônio, Lomanto, São Caetano, Jaçanã e Jardim Primavera, em Itabuna, bueiros entupidos deixaram residências e estabelecimentos comerciais ilhados em diferentes pontos.

Houve vários pontos de alagamento também na Amélia Amado. Houve pontos de alagamentos também nos conjuntos habitacionais Gabriela, Jubiabá, e São José na região de Ferradas, e nas avenidas J.S Pinheiro, Princesa Isabel, Manoel Chaves, Ilhéus, Cinquentenário e Amélia Amado, onde pedestres tiveram muita dificuldade para transitar (vídeo abaixo). A situação ficou crítica também nas imediações do Jardim do Ó.

Segundo a agência Climatempo, choveu forte também em Ilhéus, com raios e trovoada. A chuva obrigou o piloto de uma aeronave da Aviança, que saiu de Brasília e deveria aterrissar no Aeroporto de Ilhéus, às 13h27min, arremetesse para Salvador. A previsão para as próximas horas é de mais chuva forte nos municípios do sul da Bahia.

 

Fonte:SecultBa/RBN/ Ascom SDR/Jirnal Bahia Online/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!