15/03/2018

Feira: Centro Comercial Popular recebe visita técnica

 

Em mais uma visita técnica capitaneada pelo secretário do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior, representantes do Poder Legislativo e de entidades de classes do comércio local inspecionaram, na tarde desta terça-feira, 13, as obras do Centro Comercial Popular de Feira de Santana.

Considerada, no setor empresarial, a maior obra de engenharia civil em execução no País, o Centro Comercial Popular é resultado de uma Parceria Público-Privado (PPP), entre a Prefeitura Municipal e a Fundação Doimo, presidida pelo empresário mineiro Elias Tergilene, e envolve recursos da ordem de R$ 50 milhões.

Implantado numa área de 53 mil metros quadrados totalmente destinados a fomentar o empreendedorismo urbano, o projeto arquitetônico do equipamento está em consonância com a mais avançada tecnologia utilizada pela Engenharia Civil.

O estacionamento, projetado no patamar superior, tem capacidade para acomodar (em vagas soltas e em trânsito duplo) 630 veículos, numa área de 23 mil metros quadrados, com acesso, inicialmente, por quatro elevadores, podendo chegar a catorze elevadores.

Segurança

Todo o Centro Comercial será operado obedecendo aos mais avançados sistemas de segurança. Por toda a estrutura do gigantesco empório serão estrategicamente implantados sprinclhers, dispositivos de combate a incêndio, dotado de sensores de fumaça que são acionados automaticamente aos primeiros sinais de chamas.

O fornecimento da energia do Centro Comercial Popular, que será consumida pelos 1.800 boxes e o Centro Gastronômico, contará com um sistema de dutos blindados que dispensa os tradicionais e incendiáveis fios metálicos.

Denominado de Pacto da Feira, o projeto busca organizar e requalificar o comércio ambulante das ruas centrais da cidade, e tem inauguração prevista para o mês de setembro.

O espírito empreendedor

Com a experiência bem sucedida de ter implantado projetos similares ao Centro Comercial Popular de Feira de Santana, em Belo Horizonte, Manaus, São Paulo e Pernambuco, Elias Tergilene defende o empreendedorismo como “um gênero de primeira necessidade”.

“Empoderar os pequenos empreendedores é desenvolver o papel de fomento e trabalho. A plataforma da Fundação Doimo se baseia num projeto amplo e de inclusão social. Nós temos que fomentar o pequeno empreendedor. O que alguns querem fazer é assistencialismo. Mas, isso, é para quem precisa ser assistido”, pondera o empresário.

Histórico

A Fundação Doimo opera em três vertentes distintas: a) Industrial, com o capital italiano e brasileiro; b) Mineração em Pedras Ornamentais para Construção Civil, também com o capital italiano e brasileiro; c) Shopping Center, capital italiano, brasileiro e chinês.

A Fundação Doimo é auditada regiamente pelo Ministério Público, e, de acordo com Elias Tergilene, “surgiu com o propósito de desenvolver o pequeno comerciante da base da pirâmide”.

Chuvas no Rio Jacuípe enchem Barragem Jaguara em Feira de Santana

O Rio Jacuípe deu sinal de vida após as chuvas que caíram em diversas regiões da Bahia na última semana. A consequência boa disso é que a Barragem Jaguara, no distrito de Feira de Santana, encheu e chegou a ‘sangrar’. O leito do rio, por exemplo, que comumente tem nível bastante baixo, encheu cerca de seis metros acima de seu estado normal.

“Muito diferente do que é, o rio normalmente é seco, está muito alto” contou Bruno Araújo, que tem a rotina de passar no local. Moradores da região enviaram fotos e vídeos ao Jornal da Chapada mostrando tanto a situação da barragem e quanto numa região 15 quilômetros antes, na Ponte do Rio Branco.

A ponte, que liga a região da Fazenda Mocó à Estrada do Feijão, ficou submersa. As imagens foram feitas na última terça-feira (13). Conforme as informações passadas, as chuvas em Riachão do Jacuípe foram as responsáveis pelo aumento do nível de água. Os feirenses relatam que apesar do sol já ter voltado, o começo da semana foi de chuvas e trovoadas.

Feira: Com 122 mil processos na Fazenda Pública, OAB pede providências ao TJ-BA

Diante de um acervo de quase 122 mil processos nas varas da Fazenda Pública de Feira de Santana, a subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) da comarca pediu providências ao presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Gesivaldo Britto.

De acordo com o presidente da OAB de Feira, Marcus Carvalhal, são 82 mil processos na 1ª Vara da Fazenda Pública e 40 mil na 2ª Vara. Segundo o presidente da entidade, a situação é “motivo de grande insatisfação para a sociedade feirense e prejuízo ao erário, causando inclusive desgaste na imagem do Tribunal”.

“Na verdade, os cartórios citados vivem uma realidade caótica e que, apesar dos esforços despendidos, a morosidade persiste e vem trazendo grandes prejuízos, tanto aos patronos quanto para as partes litigantes”, diz ele no ofício encaminhado a Gesivaldo. Marcus Carvalhal afirma que advogar nessas varas é “uma tarefa sofrível, haja vista o acervo processual está deveras alargado”.

A morosidade, conforme o documento, viola o artigo 5º da Constituição Federal, “uma vez que mitiga os princípios da inafastabilidade da jurisdição, da duração razoável do processo e do acesso à justiça”.

Ele pontua que Feira é a maior cidade do interior da Bahia, com 700 mil habitantes e está em uma posição estratégica no estado. Por tais motivos, Carvalhal pede a criação do Juizado da Fazenda Pública e instalação da 3ª Vara da Fazenda Pública na cidade, como previsto na Lei Orgânica do Judiciário (LOJ).

Feira: Atendimento do Bolsa Família pode ser agendado por telefone

A partir da próxima segunda-feira, 19, o agendamento para atendimento na sede do programa Bolsa Família, coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), poderá ser feito pelo telefone. Basta a pessoa interessada, desde que atenda ao perfil para o benefício, fazer a marcação através do número (75) 3623-4088, em horário comercial.

Com a iniciativa, conforme explica o secretário da Sedeso, Ildes Ferreira, os cidadãos não precisarão mais se deslocar até a Central do programa Bolsa Família, à rua Castro Alves, 1.544, bairro Kalilândia, para fazer o agendamento para atendimento. Somente se deslocarão até o local no dia e hora marcada para apresentar a documentação necessária para análise do perfil do candidato ao benefício social.

A inovação, na avaliação do secretário, garante melhor acessibilidade aos usuários do programa. “Evita que as pessoas peguem fila desnecessariamente já que estará com o atendimento agendado previamente”, informa Ildes Ferreira.

Além da Central do programa Bolsa Família, o atendimento também pode ser realizado em um dos 15 Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) da rede de serviços da Sedeso, espalhadas pela cidade, ou também no Ônibus do Bolsa Família, que atende em locais previamente anunciados.

Mutirão de Especialidades vai atender, à noite, quem está na fila por consulta médica

Usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que encontram-se na lista de espera para consultas com especialistas, em Feira de Santana, vão ser atendidos através de um mutirão. O atendimento será feito à noite, das 18h às 22h, a partir do dia 20 de março. A expectativa é de que sejam realizadas três mil consultas de pacientes que se encontram na fila.

Promovido pela Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana, o Mutirão de Especialidades vai ser realizado de terça a quinta-feira, das 18h às 22h, no ambulatório do Hospital D. Pedro de Alcântara, conforme agendamento.

Profissionais das áreas de angiologia, reumatologia, gastroenterologia, dermatologia e endocrinologia vão estar atuando no Mutirão. Essas são as especialidades que enfrentam demanda reprimida no município, em razão da pequena quantidade de profissionais, nas respectivas áreas médicas, em Feira de Santana.

Força-tarefa é exclusiva para quem já tem o nome no livro de espera de cada unidade

O Mutirão de Especialidades é voltado exclusivamente para as pessoas que já solicitaram atendimento nessas especialidades e ainda não tem data agendada, alerta a secretária de Saúde do Município, Denise Mascarenhas (foto). Para o cidadão ser atendido é necessário comparecer a Unidade de Saúde da Família ou Unidade Básica de Saúde na área referente a sua residência, entre os dias 14 e 26 de março, e fazer o agendamento. O usuário deve estar munido de documento de identificação com foto, cartão SUS, cartão de saúde da família e comprovante de residência.

“As pessoas que estão com o nome no livro da unidade de saúde, aguardando por uma consulta, devem comparecer a essa mesma unidade para fazer o agendamento. O atendimento no mutirão só será possível desse modo, com o agendamento prévio realizado”, orienta.

Prefeitura e empresas fazem reunião preparatória para concurso público

Representantes da Prefeitura de Feira de Santana e das empresas EPL (Empresa Paranaense de Licitação) e AOCP (Assessoria em Organização de Concursos Públicos) se reuniram na Secretaria de Administração, na manhã desta terça-feira, 13, para traçar o planejamento para os concursos públicos para o provimento de vagas professores e a guarda municipal.

“Nestes primeiros contatos estamos observando os detalhes dos conteúdos dos editais e os seus lançamentos, bem como as providências para a realização do concurso”, afirmou o secretário de Administração, João Marinho Gomes Júnior. A Prefeitura estuda o número de vagas que serão oferecidas, e a data do lançamento dos editais está sendo analisada. “Não demandará muito tempo”.

Ficou definido que dentro de mais alguns dias, Marlene Pereira, da AOCP, e Magda Rosângela de Souza, da EPL, receberão todas as informações sobre o concurso e as perspectivas da Prefeitura com relação à sua realização e, a partir daí, elaborar a parte das regras relacionadas às empresas.  Cada empresa cuidará  de um concurso - são  dois, um para guarda municipal e o outro para professor.

Também participaram da reunião os secretários de Educação, Jayana Ribeiro, e o de Prevenção à Violência, Pablo Roberto, mais a procuradora do Município, Adriana Estela, a diretora do Departamento de Recursos Humanos do Município, Cláudia Vilas-Boas, Normeu Pereira, do setor de informática, e a chefe de Gabinete da Seadm, Nilda Muniz.

 

Fonte: Secom PMFS/BN/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!