12/04/2018

Ilhéus: Homenagens a São Jorge movimentam o turismo

 

É com o tema principal “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na Igreja em saída, a serviço do reino” e o lema “Sal da Terra e Luz do mundo”, que os católicos de Ilhéus iniciam os festejos do padroeiro da cidade, São Jorge.  As festividades terão início no próximo sábado (14) e se estenderão até o dia 22 de abril (domingo), na Igreja Matriz de São Jorge, situada na rua Conselheiro Dantas, centro da cidade.

As novenas e festividades estão entre os mais tradicionais e importantes eventos da Igreja Católica. A novena tem como foco a preparação para o dia da festa de São Jorge, que este ano acontece no dia 23 de abril (segunda) e conta com uma programação extensa, que se inicia às 5h com a Alvorada; segue as 7h com a Missa das Intenções; 10h Missa Solene e as 17h, Caminhada de fé.

A Prefeitura de Ilhéus é uma das convidadas na sétima noite de novena, sexta-feira, 20 de abril, para refletir o tema: “Cristão leigos e leigas, verdadeiros sujeitos eclesiais, aptos a atuar na Igreja e na sociedade”. Outros representantes da população, como a Câmara de Vereadores, as polícias Federal, Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros e a Guarda Municipal também estão entre os convidados e homenageados.

São Jorge

São Jorge foi, de acordo com a tradição católica, um soldado romano do exército do imperador Diocleciano, venerado, tempos depois, como mártir cristão. Na hagiografia (estudo sobre a vida dos santos e seus atos heroicos), São Jorge é um dos santos mais venerados (tanto pela Igreja Católica Romana quanto pela chamada Igreja Ortodoxa). O santo padroeiro em diversas partes do mundo é imortalizado na lenda em que mata o dragão.

Há uma tradição que aponta o ano 303 como ano da sua morte. Apesar de sua história se basear em documentos lendários apócrifos, a devoção a São Jorge se espalhou por todo o mundo. Além de São Jorge, Ilhéus também tem como padroeira, Nossa Senhora das Vitórias (15 de agosto). Já São Sebastião (20 de janeiro) é padroeiro da catedral diocesana e dos estivadores do município.

Ilhéus: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo na Concha

Em turnê pelo Brasil, os artistas Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo são as atrações do “Grande encontro 20 anos”. O show está marcado para esta sexta-feira (13), a partir das 21 horas, na Concha Acústica de Ilhéus. O ingresso (pista meia) custa R$ 40,00 (pista inteira) R$ 80,00 e (área vip) R$ 130,00, com serviço open bar. O espetáculo é uma realização da Java Entretenimento, Bellemundi Turismo, patrocínio da Bahiatursa, órgão vinculado ao governo da Bahia e o apoio é da Prefeitura de Ilhéus.

Com direção de André Brasileiro, Alceu, Elba e Geraldo cantam ao lado dos músicos Marcos Arcanjo, Paulo Rafael (violões e guitarras), Ney Conceição (baixo), Meninão (sanfona), César Michiles (flauta), Anjo Caldas (percussão) e Cássio Cunha (bateria), no repertório eles trazem os clássicos “Anunciação”, “Banho de cheiro”, “Dia branco”, “Tropicana”, “Moça bonita”, “Caravana”, “Belle de jour”, “Canção da despedida”, “Coração bobo”, “Táxi lunar”, “Bicho de sete cabeças”, dentre outras.

Dentre as surpresas, duas joias vintage: ”Papagaio do futuro” (apresentada por Alceu, Geraldo e Jackson do Pandeiro no Festival Internacional da Canção de 72) e “Me Dá um beijo”, parceria de Alceu e Geraldo, do primeiro disco da dupla, recriada com Elba nos vocais. E Zé Ramalho marca presença autoral através de “Chão de giz” e “Frevo mulher”, na voz de seus companheiros.

COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DA PONTE FAZ UMA NOVA AVALIAÇÃO DO RITMO DA OBRA

As obras de construção da nova ponte Ilhéus-Pontal estão com 43 por cento da estrutura de concreto e 33,55 por cento da estrutura de aço já executadas. A informação foi prestada ontem (10) a tarde ao vice-prefeito e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal, durante a 4ª. Reunião da Comissão de Acompanhamento da Obra (CAO). O grupo é formado pela Prefeitura, Associação Comercial de Ilhéus (ACI), Associação de Turismo de Ilhéus (ATIL), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Faculdade de Ilhéus, Associação de Moradores do São Miguel, Colônias de Pescadores, além das empresas executoras da obra e do Governo da Bahia.

Engenheiros explicaram que apesar da sensação expressa por alguns setores da sociedade de que a construção não segue em ritmo de normalidade, as etapas até aqui executadas demandavam mais tempo de engenharia. Foram etapas que precisavam ser concluídas para o projeto avançar no seu cronograma, de acordo com a explicação.

Complexidade

Um dos exemplos dados pelos técnicos é a construção da base central da ponte. Da base, ela terá 95 metros de altura. Mas a construção civil atinge uma profundidade de 44 metros, sendo 10, com atividades de perfuração de rochas marinhas.

A obra só perdeu ritmo nos últimos dias, uma greve inesperada dos trabalhadores da construção pesada. O Sintepav, sindicato que representa a categoria, decidiu pela paralisação em todo o estado para debater os rumos da Campanha Salarial 2018. Amanhã (12), uma nova assembleia da categoria, em Salvador, decide os rumos do movimento.

Além da ponte, o projeto do Governo da Bahia ainda contempla a construção de dois quilômetros de acessos, que vão requalificar e valorizar ainda mais a orla de Ilhéus. A obra permite uma ligação suspensa por cabos de sustentação que partem diretamente de um mastro até o tabuleiro da ponte. É considerado pela engenharia como modelo economicamente viável e a melhor opção para ligações maiores que 150 metros. A ponte vai requalificar, não só a cidade de Ilhéus, mas toda a região. É uma ponte semi-estaiada e através dela, vai ser mudado todo o padrão de mobilidade urbana de Ilhéus, garantindo mais acessibilidade e o fortalecimento do turismo na região.

A nova ponte facilitará a locomoção das pessoas entre as praias do Sul (Morro de Pernambuco) e as do Norte (praia do Cristo), atraindo investimentos na área do turismo e da indústria, e o fortalecimento da economia local. São 533 metros de comprimento e largura de 25,3 metros, com quatro faixas de rolamento, uma ciclovia e uma faixa exclusiva para pedestres. Também faz parte do conjunto da obra um sistema viário de acesso ao Porto de Malhado, distrito industrial do município e o futuro Porto Sul. O pavimento abrirá quatro vias do outro lado da orla, próximo à cabeceira do aeroporto. Novas áreas de estacionamento serão criados na avenida Soares Lopes, no sentido de facilitar o trânsito da cidade.

Debate no Condema

Na última sessão ordinária do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Condema) a grande preocupação demonstrada foi a necessidade de um acompanhamento para a verificação do cumprimento das condicionantes anotadas na Licença Ambiental. A Licença tem um prazo de validade até junho deste ano e já foi requerida tempestivamente a sua renovação por parte da Superintendência de Infraestrutura e Transporte (SIT), órgão ligado à Secretaria Estadual de Infraestrutura da Bahia. De acordo com José Nazal, o Condema, após o retorno dos trabalhadores às suas atividades regulares, irá realizar uma visita à obra para acompanhar o seu andamento.

Canoístas de Ubaitaba conquistaram 18 ouros no Paraná

A delegação de canoístas de Ubaitaba que participou no sábado e domingo da Copa Brasil de Canoagem Velocidade, em Curitiba (PR), brilhou. Os atletas da Associação Cacaueira de Canoagem (ACC) conquistaram 18 medalhas de ouro, 3 pratas e 14 bronzes.

Ao todo 15 atletas viajaram numa Van, cedida pela Prefeitura de Ubaitaba, enquanto 2 atletas foram de avião.  A competição serviu de seletiva para os atletas que representarão o Brasil nas competições internacionais em 2018 e nacionais.

A  delegação estará de volta à cidade nesta terça-feira trazendo na bagagem, além das medalhas, cinco barcos de carbono, legado das Olimpíadas Rio 2016, onde foi destaque o medalhista ubaitabense Isaquias Queiroz.

Categoria Sênior Masculino:

Diego fontes- bronze no C1 1.000, 500 e 5.000 m

Clebson Pimentel – prata no C1 5.000 m

Milton Luz – ouro no C1 5.000 m

Prata no C1 500 e 200 m

Bronze no C1 1.000 m

Categoria Junior Masculino:

Sávio Santana – ouro no C1 1.000, 500 e 200 m

Lucas Conceição – ouro no C1 5.000 m

Bronze no C1 1.000 e 500 m

Categoria cadete masculino:

Filipe Santana – ouro no C1 e C2 1.000, 500 e 5.000 m

Evandilson Avelar – ouro no C1 5.000 m e C2 1.000, 500, 5.000 m

Categoria Menor Masculino:

Jonata Santos- ouro no C1 e C2 1.000, 500 e 5.000 m

Rafael Cruz – ouro no C2 1.000, 500 e 5.000 m

Bronze no C1 1.000, 500 e 5.000 m

Categoria Cadete Feminino:

Ueguida Santos – bronze no C1 500 e 5.000 m

Tatilane Almeida – bronze no C1 1.000  m

  • Resultado Copa Brasil 2018

Categoria Sênior Feminino:

Andréa Oliveira – prata no C1 200 m

Bronze no C1 500 m

Ângela Elias – prata no C1 200 m

Bronze no C1 500 m

Luciana Costa- ouro no C1 5.000 m

prata no C1 1.000 m

Camila Lima – bronze no C1 1.000 m

 

Fonte: Bahia/Já/PSB/Itacaré Noticias/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!