13/04/2018

Ilhéus: Maramata está sendo recuperada e ampliada

 

A estrutura física da Fundação Livre do Mar e da Mata (Maramata), no Campus das Espumas Flutuantes, zona sul de Ilhéus, está sendo reformada e ampliada. Quando os serviços estiveram concluídos, o espaço abrigará mais iniciativas de fomento à educação e de defesa da sustentabilidade, oportunizando a várias gerações de ilheenses um novo olhar no que se refere à proteção do meio ambiente.

Situado no bairro Nova Brasília, o espaço estava completamente deteriorado. “Recebemos da gestão anterior, um projeto completamente em ruínas”, revela o presidente da instituição, Lucas Xavier Trindade. Agora, o espaço destinado ao cidadão está ficando digno e será o dobro do que antes existia para as atividades lúdicas da Maramata, com áreas para cursos e oficinas.

Esta semana, o prefeito Mário Alexandre, acompanhado do Secretário de Governo, Alisson Mendonça, visitou as obras. Também participaram da visita o vereador Pastor Matos; o diretor administrativo, Eduardo Badaró e o presidente Lucas Xavier Trindade. O prefeito pontuou algumas necessidades de readequações no projeto e anunciou melhorias na área externa da sede, como uma maneira de atrair mais pessoas a conhecer a iniciativa.

“Temos aqui, a recuperação de um importante equipamento da cidade, inclusive, na integração de uma nova Ilhéus, com a ponte ligando o Centro ao Pontal. Esse é um equipamento de educação ambiental, de incentivo ao turismo com oportunidade de geração de emprego e renda. Estamos superando desafios”, destacou Mário Alexandre.

Para Lucas Xavier, enfrentar as dificuldades encontradas e poder gerir um projeto deste porte com poucos recursos, é provocador. “Estamos conseguindo dobrar o espaço da Maramata. Iremos ofertar cursos de curta duração, oficinas de educação ambiental e promover diversas parcerias com outras entidades educacionais e com foco no meio ambiente”

MPs recomendam que DSV intensifique o controle de pragas na importação de amêndoa de cacau pelo Porto de Ilhéus

O Ministério Público Federal (MPF) em Ilhéus (BA), no último dia 3 de abril, emitiu recomendação conjunta com o Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) ao diretor-geral do Departamento de Sanidade Vegetal (DSV/SDA) do Ministério da Agricultura, Marcus Vinicius Segurado Coelho. O documento recomenda a adoção de medidas fitossanitárias adequadas para o controle efetivo de pragas em amêndoas de cacau importadas de Gana, Costa do Marfim e Indonésia via Porto de Ilhéus (BA).

De acordo com a recomendação, de autoria do Procurador da República Tiago Rabelo e da Promotora de Justiça Aline Salvador, ao proceder à revogação de Instruções Normativas anteriores, que estabeleciam regras para a importação de amêndoas de cacau daqueles continentes para o Estado da Bahia, o DSV fragilizou as medidas fitossanitárias existentes, sujeitando a região ao risco de introdução de pragas quarentenárias.

Além disso, o departamento não considerou os diversos pareceres técnicos constantes do processo que deram ensejo à nova norma (Instrução Normativa (IN) nº 47/11), que não foi precedida da regular tramitação de um processo de Análises de Riscos de Pragas (ARP) – procedimento destinado à identificação de pragas, avaliação de riscos, identificação das áreas em perigo e das opções de manejo – para as amêndoas provenientes desses países, dispensando medidas importantes à segurança fitossanitária, como a queima de sacarias e outras.

“Os classificadores locais da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) detectaram insetos vivos em carregamento de amêndoas fermentadas e secas de cacau internalizado pelo Porto Internacional de Ilhéus e oriundo do Porto de São Pedro, Costa do Marfim”, demonstrando a ineficiência das fumigações e demais medidas que vêm sendo praticadas, afirmam os Ministérios.

O documento recomenda que sejam anulados ou suspensos a IN 47/11 e seus efeitos, com a suspensão das importações a que faz referência, até que seja elaborada uma nova Instrução Normativa decorrente de regular ARP. Outra medida recomendada é a incineração das sacarias utilizadas para o transporte da amêndoa de cacau em estabelecimentos adequados e licenciados, com efetivo controle da entrada ou trânsito das sacarias, bem como a análise das amostras importadas por laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Os órgãos recomendam, ainda, que as novas Instruções Normativas sejam revistas e adequadas a partir de ARPs realizadas por equipes técnicas distintas daquelas que estabeleceram a IN nº 47/2011 e que seja autorizado pelo MAPA que o descarregamento, internalização, amostragem e classificação das cargas de cacau sejam acompanhados por representantes da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia, além de auditores fiscais agropecuários, até que sejam revistos os parâmetros técnicos da IN 47/11.

Em observação à Transparência Pública, os MPs advertem que as propostas de novas INs sejam submetidas à consulta pública, em prazo não inferior a sessenta dias a contar de sua abertura.

A recomendação, de 2 de abril deste ano, fixa o prazo de 15 dias úteis para que o departamento informe o acolhimento ou não, a partir da data de recebimento.

OBRA DA NOVA PONTE ILHÉUS-PONTAL ESTÁ PARADA HÁ SEIS DIAS

Na última sexta-feira (6), o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial da Bahia (SINTEPAV-BA) realizou assembleia em que a categoria decidiu entrar em greve para sensibilizar o patronato a negociar a campanha salarial 2018. A paralisação afetou obras em diversas cidades baianas, como Ilhéus, onde a obra da nova ponte sobre a baía do Pontal está parada há seis dias.

Na manhã desta quinta-feira (12), em Salvador, o SINTEPAV vai apresentar aos trabalhadores o resultado da audiência realizada ontem (11) pelo Tribunal Regional do Trabalho, com a presença de representantes do sindicato patronal. Amanhã (13), em novo encontro mediado pelo tribunal, empregadores e empregados vão tentar chegar a um acordo para encerrar a greve.

COMPANHIA APRESENTA O ESPETÁCULO “CARRANCA” EM ILHÉUS

Nesse sábado (14), às 20h, a Companhia de Teatro Mistura, da cidade de Ibotirama, vai apresentar o espetáculo “Carranca” na Tenda de Teatro Popular de Ilhéus.

A peça resgata narrativas sobre as esculturas de madeira que ficavam nas proas dos barcos, com o objetivo de convidar o público a uma retomada histórica.

O espetáculo conta com a participação de Zé das Carrancas, personagem interpretado por Gilberto Morais, que narra em versos as histórias das carrancas.

A apresentação desse sábado será a única nessa passagem da companhia por ilhéus. Os ingressos são vendidos no local e custam R$20,00 a inteira e R$10,00 a meia entrada. A tenda fica na Avenida Soares Lopes, perto do Cine Santa Clara, na região central de Ilhéus.

Empretec abre inscrições para turmas em Itabuna e Ilhéus

Para quem sonha em montar o próprio negócio ou aqueles que querem potencializar seus empreendimentos, o Seminário Empretec traz a oportunidade de conhecer e trabalhar características empreendedoras que vão ser determinantes para o sucesso na vida pessoal e profissional. O evento acontece entre os dias 4 e 9 de junho, em Itabuna e de 10 a 15 de setembro, em Ilhéus.

Para participar, o candidato já pode fazer uma pré-inscrição no ponto de atendimento do Sebrae em Itabuna, na Rua Paulino Vieira, 175, Edf. Lizete Mendonça, Centro. Em Ilhéus, o cadastro é feito na unidade da instituição, na Avenida Osvaldo Cruz, 74, Edifício Premier Business Center, bairro Cidade Nova. Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (73) 3613-9734 / (73) 99974-2262, em Itabuna ou (73) 3634-4068 / (73) 99974-2263, em Ilhéus.

Depois de responder ao formulário da pré-inscrição, o candidato segue para a entrevista individual, que acontece entre os dias 15 e 18 de maio, em Itabuna, e entre 14 e 17 de agosto, em Ilhéus. Se for aprovado, o participante poderá fazer a inscrição para o Empretec, que utiliza a metodologia da Organização das Nações Unidas (ONU) voltada para o desenvolvimento de características do comportamento empreendedor e para a identificação de novas oportunidades de negócios.

De acordo com o gestora do Empretec no Sebrae em Ilhéus, Andrea Vasconcelos, são 60 horas de capacitação, em seis dias, onde o participante será desafiado em atividades práticas. “A metodologia prevê a utilização de jogos, exercícios e debates, com o objetivo de extrair do participante o seu perfil empreendedor, desenvolver competências para a vida profissional e, consequentemente, para aumentar as chances de sucesso do negócio”, destacou.

No Brasil, o Seminário é realizado exclusivamente pelo Sebrae e já capacitou mais de 200 mil pessoas. As atividades exploram o comportamento empreendedor, a partir dos seguintes eixos: busca de oportunidade e iniciativa; persistência; correr riscos calculados; exigência de qualidade e eficiência; comprometimento; busca de informações; estabelecimento de metas; planejamento e monitoramento sistemáticos; persuasão e rede de contatos; e independência e autoconfiança.

No ano passado, o gestor das empresas em Itabuna, Bigodon, Cabelon e do Buteco Gaúcho, Rogério Sbarderlotto aceitou o desafio do Empretec e comprovou a eficácia da ferramenta, a partir da mudança de atitudes. “O Empretec foi um divisor de águas na minha vida. Ele me fez refletir muito sobre a necessidade de ter iniciativa e me mostrou que precisamos traçar metas, fazer um planejamento de tudo em nossa vida. A partir, do seminário, comecei a aplicar o que aprendi, e hoje passei a ter um controle maior na parte financeira e operacional das empresas”.

  • Programação

Itabuna

Entrevista: 15/05 a 18/05

Seminário: 04/06 a 09/06

Ilhéus

Entrevista: 14/08 a 17/08

Seminário: 10/09 a 15/09

 

Fonte: Jornal Bahia Online/BlogdoGusmão/Ascom MPFBA/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!