13/04/2018

Caldas do Jorro passa a pertencer oficialmente a Tucano

 

O título de Reconhecimento de Domínio do Município de Caldas do foi entregue, nesta quarta-feira (11), ao prefeito de Tucano, Luíz Sérgio Soares, pelo diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Wilson Dias, representando o Governo do Estado. No encontro, realizado na Prefeitura Municipal de Tucano, estavam presentes secretários e secretárias municipais e representantes do Poder Legislativo Municipal, do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) Sisal e de cooperativas da agricultura familiar.

Com a discriminatória de uma área urbana de cerca de 310 hectares, de Caldas do Jorro, realizada pela Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA/SDR), a Prefeitura Municipal de Tucano poderá realizar intervenções de infraestrutura e regularização fundiária dos imóveis, permitindo a arrecadação de recursos com impostos, o que possibilitará a ampliação de investimentos no local.

De acordo o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, esse documento determina o limite perimétrico do Distrito de Caldas do Jorro, que passa a pertencer, oficialmente, ao município de Tucano: “O documento garante maior segurança jurídica para a realização de investimentos no distrito. A discriminatória urbana possibilitará também a titulação dos imóveis e a emissão das escrituras”.

Para o prefeito de Tucano, Luíz Sérgio Soares, que, junto com a equipe do governo municipal, já planejava ações para o município, esse é momento de comemoração: “Essa foi uma importante ação da SDR para o município de Tucano, que vai gerar renda e aumentar a arrecadação do Imposto Territorial, Predial Urbano (IPTU), possibilitando a realização de investimentos”.

Durante o encontro, o diretor-presidente da CAR fez uma retrospectiva das ações realizadas pela empresa no município, a exemplo dos investimentos na Cooperativa de Apicultores de Tucano, da implantação do Curso de Tecnólogo em Apicultura, entre outras, e falou das perspectivas para o futuro, entre elas, a do projeto de implantação, em parceria com a Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (Cerb), mais duas centrais de água, existindo a possibilidade de uma delas ser no município de Tucano.

Castanha de Caju produzida por agricultores familiares de Ribeira do Pombal é destaque do #PapoCorreria

As amêndoas castanhas de caju, produzidas por agricultores familiares da Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju) foram apresentadas, nesta quinta-feira (12), no programa #PapoCorreria, do governador Rui Costa, canal direto de comunicação entre os internautas transmitido ao vivo pela redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Com sede em Ribeira do Pombal, a cooperativa conta com 750 cooperados e comercializa amêndoas de castanhas de caju naturais, fritas e salgadas, além de um mix com amêndoas de castanha de caju, abacaxi e banana desidratada.

A capacidade instalada de produção é de 110 toneladas de amêndoas beneficiadas e toda a comercialização é feita por meio da Central de Comercialização localizada no município de Ribeira do Pompal.

A Cooperacaju desenvolve um projeto social de beneficiamento de amêndoas da castanha de caju com base nos princípios da economia solidária e da sustentabilidade do semiárido do Nordeste da Bahia com uma área de atuação que abrange os municípios de Água Fria, Antas, Banzaê, Biritinga, Cícero Dantas, Cipó, Euclides da Cunha, Fátima, Heliópolis, Itapicuru, Jeremoabo, Lamarão, Nova Soure, Novo Triunfo, Olindina, Quijingue, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Sátiro Dias, Sítio do Quinto e Tucano, sendo sete unidades de beneficiamento.

O diretor-presidente da Cooperacaju, Ícaro Renê Santos, observou que a participação no #PapoCorreria ajuda a divulgar e incentivar a agricultura familiar: “Muita gente ainda pensa que agricultura familiar é fruta e verdura. O governador está mostrando pra Bahia a riqueza e a variedade dos nossos produtos”.

Durante o programa, Ícaro destacou que a cooperativa conta com apoio do Governo do Estado. “Tivemos muitos apoios do Governo, dentre eles o acesso a um convênio de assistência técnica para treinamento de nossos agricultores cooperados e a aquisição das nossas tão sonhadas máquinas automáticas de corte de castanha de caju. Também fomos contemplados no edital de fruticultura do projeto Bahia Produtiva, com valor aproximado de 1,4 milhões”.

O governador lembrou que o Bahia Produtiva está com as inscrições abertas até o dia 4 de maio, pelo site: www.car.ba.gov.br, e prevê investimentos de R$ 60 milhões no potencial produtivo do rural baiano. Este é primeiro edital na Bahia de apoio às associações e cooperativas da agricultura familiar, tendo como foco a relação comercial destas cooperativas e associações com compradores do setor privado, incentivando a inclusão no mercado e atraindo empresas privadas para as oportunidades de negócio.

Cadeias produtivas da apicultura e caprinovinocultura do Território Sisal ganham reforço de R$ 2,2 milhões

Um total de 227 famílias, do Território de Identidade Sisal, estão sendo diretamente beneficiadas com projetos selecionados pelo Governo do Estado, por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). Os convênios, para apoio às cadeias produtivas da caprinovinocultura e apicultura, foram assinados nesta quarta-feira (11), na sede da Cooperativa de Apicultores de Tucano (Cooapit), no município de Tucano, com a presença do diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, dos presidentes das organizações da agricultura familiar selecionados e do prefeito de Tucano, Luíz Sérgio Soares.

Dias ressaltou a necessidade de todos se empenharem, ao máximo, para que os recursos aportados sejam bem utilizados, a partir de uma responsabilidade coletiva e da transparência na execução: "Nós desejamos que os empreendimentos se fortaleçam mutuamente e que todos tenham êxito, trazendo o desenvolvimento não só para o território, mas para toda a Bahia".

Um dos empreendimentos selecionados foi a Cooapit, com um convênio no valor total de R$655.815.49. O presidente da cooperativa, Franciélio Macedo, destaca que os recursos do convênio irão complementar a estrutura física e impulsionar a produção e comercialização: “Nós estamos sendo beneficiados com equipamentos para beneficiamento de cera, uma sede para uma associação parceira de cooperados do município de Quijingue, e 100 kits de apicultura com 500 colmeias e materiais para apiários, que vão inserir novos jovens com interesse em começar a atividade, além do apoio para trabalhar com o nosso produto final, como marca, rótulo e embalagens", comemorou Franciélio.

Já a Cooperativa Mista de Produção de Gameleira (Coopergama), do município de Retirolândia, foi selecionada para investimentos na cadeia produtiva da caprinovinocultura. O investimento total é de R$ 700.945.87, destinado à implantação de um aprisco rústico, aquisição de máquinas e equipamentos para forragens e de reprodutores caprinos e ovinos, além de uma unidade de propagação de palma, para a alimentação do rebanho.

De acordo com Iara Andrade, presidente da Coopergama, são os sonhos dos produtores que estão começando a tomar forma com a chegada desse convênio: "Temos uma expectativa grande em ver esses beneficiários receberem os equipamentos, o que é uma oportunidade de poder melhorar, agregar e, principalmente, ampliar a produção com assistência técnica".

Também assinaram convênio a Associação dos Pequenos Produtores do Povoado de Poço Dantas, do município de Quijingue, no valor de R$368.273.37, investidos na cadeia produtiva da caprinovinocultura, com a aquisição de um caminhão, um kit de manejo alimentar e sanitário do rebanho e mudas de palma, além de reprodutores ovinos e a construção de um aprisco rústico.

A Associação dos Pequenos Produtores de Gravatá também foi contemplada com investimentos na caprinovinocultura. O valor do investimento foi de R$509.131.88 e prevê a construção de um abrigo rústico, distribuição de mudas de palma, aquisição de veículos utilitários, máquina e equipamentos.

Bahia Produtiva

O Bahia Produtiva é uma ação do Governo do Estado, a partir de acordo de empréstimo com o Banco Mundial, executada pela SDR/CAR, voltada para financiar projetos de inclusão produtiva e acesso ao mercado, socioambientais, de abastecimento de água e esgotamento sanitário, de interesse das comunidades mais pobres da Bahia nos 27 Territórios de Identidade do Estado. Estão sendo investidos desde 2015, com duração de cinco anos, US$ 260 milhões.

O projeto já selecionou 502 empreendimentos em toda a Bahia, nos oito primeiro editais, totalizando um investimento de R$ 163 milhões e beneficiando diretamente 17.085 famílias.

Para o Território Sisal, o total de investimentos é de R$ 12.466.853,78 e os convênios estão sendo assinados com 43 entidades da Agricultura Familiar, beneficiando diretamente 1.307 famílias de agricultores e agricultoras familiares.

Governo do Estado entrega unidade de beneficiamento de frutas a comunidade rural de Adustina

Com o objetivo de apoiar projetos produtivos de geração de trabalho e renda nos municípios baianos, o Governo do Estado está executando diversas ações, a exemplo da implantação e estruturação de agroindústrias. Nesta quarta-feira (11), o governador Rui Costa entregou a Unidade de Beneficiamento de Frutas, da comunidade de Quixabeira, em Adustina, Território de Identidade Semiárido Nordeste II.

A unidade beneficia diretamente 51 famílias, e é resultado de convênio firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), com a Associação de Desenvolvimento Rural do Povoado de Quixabeira, com valor total de R$ 174.990,60, sendo R$ 154.990,60 de recursos do Tesouro do Estado e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e R$ 20 mil de contrapartida da associação. A execução dos recursos incluiu obras de construção, aquisição de veículo, máquinas e equipamentos de produção e informática, além do aporte de recursos para capital de giro e assessoria técnica gerencial e a elaboração do projeto.

O secretário estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, destacou que essas ações fortalecem a agricultura familiar e também os consumidores que poderão apreciar as deliciosas polpas de frutas: “Adustina traz a pauta do rural de uma forma territorializada. A alegria nossa é ver a agricultura familiar na agenda do governador cada dia mais forte".

Para o presidente da Associação de Desenvolvimento Rural do Povoado de Quixabeira de Baixo, Manoel Batista, a Unidade de Beneficiamento de Frutas está unindo as famílias em torno de um objetivo comum: "A unidade representa o desenvolvimento da comunidade, que está trabalhando pela sustentabilidade e preservação do meio ambiente, e está melhorando e dando mais liberdade às famílias, que não vão deixar faltar o pão nas suas mesas".

Paulo Sérgio, prefeito de Adustina, agradeceu a parceria com o Governo do Estado, por ações como as de abastecimento de água, barracas, agroindústria, e fortalecimento na área de saúde, entre outras, e afirmou que o desenvolvimento do município depende do empenho de todos: “É preciso sair da cadeira de prefeito e ir, quantas vezes necessitar, em busca de ações importantes para o município, com a ajuda de parlamentares, a exemplo das entregas realizadas neste ato realizado com o governador”.

 

Fonte: Ascom SDR/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!