17/04/2018

Itacaré: Festival Sabores acontece entre 19 a 26 de abril

 

As inscrições para o 5º Festival Gastronômico Sabores de Itacaré começam nesta quinta-feira 19 de abril. Este ano, o número de vagas subiu de 30 para 40 estabelecimentos divididos em 5 categorias: Prato Principal, Petisco, Lanche, Sobremesa e Drinks. A realização do evento é da Prefeitura de Itacaré.

A grande novidade de 2018 é a realização da Feira Gastronômica na Orla de Itacaré que contará com estrutura para 20 Barracas e comercialização de mini porções nas categorias: Prato principal, Petisco, Lanche e Sobremesa.

As inscrições encerram no dia 25 de abril e devem ser realizadas na sede da Secretaria de Turismo de Itacaré, localizada na Passarela da Villa. Os interessados vão precisar preencher uma ficha de inscrição, uma ficha técnica da receita, um termo de compromisso e também uma autorização para uso de imagem.

E nesta quarta-feira, dia 18 de abril, às 9 horas da manhã, no auditório do Villa Ecoporan Hotel, a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Turismo, estará realizando uma reunião geral para apresentação do projeto do 5º Festival Sabores de Itacaré. O Festival acontece de 12 a 15 de julho de 2018, tem como tema a gastronomia de raiz, com o uso de produtos da agricultura familiar local e é considerado um dos mais importantes festivais gastronômicos da Bahia.

Ilhéus sedia Festival Internacional de Gastronomia e Artes

Um evento voltado à atuação da juventude nos segmentos do turismo de base comunitária e o empreendedorismo social. Esta é a proposta da etapa brasileira do Projeto Internacional SFEST-Festival Internacional de Gastronomia, Sabores e Artes. Com oficinas temáticas de artesanato, dança, música, ecobijuterias e aulas-show de gastronomia, a parte inicial da programação será realizada de 2 a 5 de maio, de 8h30 às 17h, na Escola do Chocolate Nelson Schaun (CEEP), no Malhado, em Ilhéus. No domingo (06), de 8h30 às 22h, o encerramento terá atividades esportivas, Feira de Artes e Artesanato, apresentações de dança, teatro, música e comidas típicas no Festival de Gastronomia na Avenida Litorânea Norte, ao lado da escola.

Jovens voluntários da Itália, Cabo Verde, Grécia e Brasil realizarão as diversas atividades do festival. O projeto S-FEST tem o objetivo de promover a cooperação entre Europa, África e a América Latina para potencializar a participação dos jovens através do empreendedorismo social e a empregabilidade na área do turismo de base comunitária gerando desenvolvimento econômico local.

O consórcio de países inclui ONGs, empresas sociais, universidades e fundações e é representado no Brasil pela Cooperbom Turismo - Cooperativa de Turismo e Promoção Social, sediada em Ilhéus. Nos últimos sete anos, a cooperativa tem sido a parceira brasileira de organizações europeias, latino americanas, asiáticas e africanas, em projetos voltados aos jovens, em sistema de intercâmbio, utilizando ferramentas da educação não-formal para a capacitação em empreendedorismo social em todas as áreas da economia.

Os festivais de rua locais, como o que acontecerá em Ilhéus, são preparados pelos jovens participantes em cada país parceiro. Espera-se que 100 jovens de todos os países do consórcio sejam envolvidos nas atividades do projeto, tanto através da participação nos eventos de formação transnacionais como através da sua participação no curso e-Learning desenvolvido. Em cada país, estão sendo integrados grupos de 15 jovens para implementar as atividades locais do programa.

"O SFST é organizado por jovens, para jovens, junto com a comunidade, para o desenvolvimento das economias locais e a geração de emprego e renda. Os jovens voluntários, inclusive, ao retornar aos seus países de origem, têm o compromisso de disseminar o que foi aprendido em suas viagens pelo mundo, como já vivenciaram nossos voluntários brasileiros”, explica a Coordenadora Nacional de Projetos da Cooperbom Turismo, Maria Morais, que dirige a cooperativa ao lado do Presidente Winston Meireles.

Inscrições

A participação nas oficinas e no festival de rua é gratuita. As inscrições devem ser feitas, antecipadamente, pelo email cooperbomturismo@hotmail.com ou pelos telefones 73 9 8833 1064 e 73 9 9156 0474. Também é necessária a confirmação no local e dia das oficinas.

Em cada oficina há cerca de 20 vagas para participantes com idade acima de 16 ou 18 anos, a depender do tema. No sábado (05), crianças de 10 a 15 anos poderão participar da Oficina de Gastronomia com a presença de jovens cozinheiros de outros países. Na feira de domingo (06), os stands não serão só para quem é jovem, mas para quem tem um negócio dentro do tema e deseja expor. É uma forma de criar interação entre os participantes, visitantes e comunidade.

Para conhecer mais sobre a Cooperbom Turismo você pode navegar nos endereços: www.cooperbomturismo.com.br, www.cooperbomturismo.blogspot.com, Facebook: Cooperbom Turismo Ilhéus  e Instagram: @cooperbomturismo.

Hrcc amplia serviço ambulatorial

O serviço ambulatorial do Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, foi ampliado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

A partir desta semana, o hospital que atende exclusivamente casos de urgência/emergência de média e alta complexidade, passará a contar com um ambulatório destinado às consultas de retorno pós-operatório e aos atendimentos agendados através da Regulação Estadual, por meio do sistema Lista Única da Sesab.

Serão ofertadas as especialidades de cirurgia geral e ortopedia. De acordo com Hernani Vaz Krüger, diretor-geral do hospital, o atendimento ambulatorial beneficia no tratamento dado aos usuários que possuem o perfil dos serviços oferecidos.

“O novo ambulatório proporcionará mais qualidade ao atendimento prestado aos usuários do Sistema Único de Saúde da região. A ampliação do serviço possibilita uma atenção integral à saúde, através de intervenções rápidas e resolutivas. O retorno do pós-operatório é agendado na própria unidade”, explica.

Festa Literária de Ilhéus será lançada nesta terça

A Festa Literária de Ilhéus será lançada nesta terça-feira (17), a partir das 19 horas, no Teatro Municipal. O evento que é um convite ao público para refletir sobre as múltiplas formas de leitura e difusão do conhecimento vai ser de 15 a 18 de maio, em diversos espaços culturais do centro da cidade, reunindo debates, oficinas, feira de livros, exposições e saraus. O tema é “Leituras democráticas: juventudes, livros e zaps”.

O lançamento da festa literária conta com bate-papo sobre “Juventudes na era transmídia”, entre Renata Lea, diretora editorial da Associação EraTransmidia, e Tcharly Bríglia, professor, comunicólogo e produtor de audiovisual. À noite contará ainda com a participação do cantor e compositor Cijay. Informações adicionais sobre o evento serão divulgadas em breve na página do facebook @editoradauesc, no Instagram @editus.uesc e nas redes dos demais organizadores.

De acordo com o secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, a proposta da festa literária é o interesse no fomento da cultura da leitura e da criação musical na cidade. Os espaços escolhidos trazem um simbolismo ainda maior, valorizando as iniciativas voltadas para o livro, a leitura e as diversas formas de acessar conhecimento.

Já a diretora da Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Editus-Uesc), professora Rita Virgínia Argollo, informou que a intenção é reunir forças para viabilizar uma ação de maior abrangência que proporcione reflexões e projetos que contribuam com a transformação social por meio do livro e da leitura, em diferentes suportes e linguagens.

A festa literária é promovida pela Uesc, por meio da Editus, Secretaria de Cultura de Ilhéus, Fundação Pedro Calmon (órgão vinculado à Secretaria da Cultura da Bahia e Academia de Letras de Ilhéus que integra a programação dois eventos literários: a VI Feira do Livro da Uesc e o III Festival Literário de Ilhéus.

Ilhéus: Aberto curso de empreendedorismo para jovens

Você que é jovem e quer empreender na sua comunidade e gerar renda para família, a oportunidade é agora. A partir de segunda-feira (16), estarão abertas as inscrições para o projeto “Inova Jovem”, em Ilhéus. Uma parceria entre o Governo Federal e a Prefeitura de Ilhéus, através da secretaria municipal de Indústria e Comércio (Sedic). O plano visa criar oportunidades de inclusão social e de autonomia para os jovens de maneira empreendedora, além de viabilizar alternativas para que eles possam iniciar, ou mesmo dar andamento, ao próprio negócio. De acordo com o programa, serão oferecidas inicialmente 25 vagas para a capacitação presencial, com mentoria e acompanhamento técnico especializado.

O curso é totalmente gratuito e acontecerá na Igreja Batista Lindinópolis, no bairro da Conquista. Segue até a próxima semana, dia 21, com aulas de segunda à sexta das 9 às 12 horas. O aluno receberá 10 módulos e mais 90 dias de acompanhamento do negócio. Para se inscrever, é necessário ter entre 18 e 29 anos e morar em uma comunidade carente. O candidato deve se dirigir à secretaria da igreja que fica a Avenida Princesa Isabel, nº 10, no bairro Conquista. Também, no Anexo da Prefeitura, no centro, na sala da Sedic, munidos com os documentos de Identidade, CPF e comprovante de residência. Outra opção é ligar para o 0800 799 9939 ou pelo e-mail: contato@inovajovem.com.br

Incentivo ao empreendedorismo

Segundo o secretário municipal de Indústria e Comércio, Paulo Sérgio Santos, o programa vai servir para enfrentar os altos índices de violência vividos principalmente pela juventude. “Este é um projeto de incentivo ao empreendedorismo e a inovação em comunidades pobres e periferias de Ilhéus”, afirma. O secretário explica ainda que a plataforma bastante acessível e leva em conta as limitações que frequentemente são impostas àqueles que empreendem por necessidade. Na sua visão, “a falta de tempo, ausência de investimento inicial e de conhecimentos teóricos sobre marketing e administração, assim como a necessidade de retorno financeiro imediato”, completa.

Por meio do Índice de Vulnerabilidade Juvenil em 2017 (IVJ 2017), pesquisa elaborada pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), o Fórum Brasileiro de Segurança Pública e a UNESCO serviu para medir em quais cidades os jovens sofrem com problemas de violência, dificuldades de se manter na escola, de entrar no mercado de trabalho e desigualdade racial e de gênero. Esse índice serviu para orientar a SNJ sobre quais os municípios devem receber os Programas, Projetos e Ações, como o Inova Jovem, garantindo que essas iniciativas cheguem em quem mais precisa.

 

 

Fonte: Bahia Já/Jornal Bahia Online/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!