21/04/2018

Juazeiro: Prefeitura realiza a IV Feira de Caprinos e Ovinos

 

A Prefeitura de Juazeiro através da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP) e a Associação de Desenvolvimento Econômico e Social de Juremal (ADESJUL) irão realizar de 27 a 29 de abril, a IV Feira de Caprinos e Ovinos do distrito de Juremal. O evento que acontecerá às margens da BR 407 - 40 km da sede, contará com apresentações culturais, palestras, concursos, torneio leiteiro, exposições, comercialização dos produtos da culinária local e serviços voltados ao setor.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Tiano Felix, as feiras têm contribuído de maneira positiva com a caprinovinocultura de Juazeiro desde "a comercialização, aumento da autoestima do produtor, melhoramento genético, inserção dos jovens na atividade, como também, evidenciando o potencial econômico dos referidos distritos”, destacou.

Devido ao alto potencial caprino e ovino, Juremal é um dos responsáveis pelo abastecimento de carne para diversos municípios baianos, bem como para municípios de outros estados do país. “O nosso objetivo é tornar os produtores da cadeia mais competitivos, inseri-los num contexto comercial mais amplo e capaz de atingir outros mercados de consumo, aumentar a produção, a produtividade, a renda familiar e qualidade de vida”, observou o secretário.

Cerca de 400 animais (caprinos e ovinos) serão expostos e comercializados durante o evento. “A caprinovinocultura é uma atividade que contribui muito com a economia de Juremal, cujos produtos possuem uma grande demanda de compra e venda. A feira pretende buscar a organização e a capacitação dos criadores do distrito e da região, bem como divulgar os produtos da culinária local”, observou o diretor de Pecuária da ADEAP, José Wilson Chaves (Chaveco).

O evento conta com a parceria da ADAB, Sebrae, IRPAA, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro, Banco do Nordeste, Cesol Sertão do São Francisco, UNEB, Polícia Militar da Bahia, CONSTESF, Governo Federal, ADAC, COOAFJUR, ACAC e Univasf.

  • Confiram a programação:

Sexta–feira (27/04)

16h – Abertura do parque para a chegada dos animais;

18h – Acolhida dos expositores;

19h – Mostra do senso do empreendedor rural do distrito de Juremal

20h – Roda de São Gonçalo

20h – Inscrição das cabras que irão participar do Torneio Leiteiro, em seguida esgotamento dos úberes das mesmas;

20h às 23h - Som mecânico;

Sábado (28/04)

07h – Abertura do parque para recepção dos animais;

08h – 1ª Ordenha do Torneio Leiteiro;

08h às 22h – Exposição de animais, de trabalhos tecnológicos, comercialização de artesanatos, de produtos da culinária local e de outros produtos afins;

10h às 12h - Plenária sobre o Plano de Desenvolvimento Rural Sustentável;

13h às 15h – Julgamento de Pista dos animais,

15h às 17h - Show Musical com Quel Barreto

17h – Ato solene;

17h30 – Apresentação cultural Bumba meu Bode;

18h à 01h – Show Musical com Edinho e Banda;

20h – 2ª Ordenha do Torneio Leiteiro;

Obs. O encerramento do sábado ocorrerá  01 h;

Domingo (29/04)

07h – Abertura do Parque para visitação;

08h – 3ª Ordenha do Torneio Leiteiro;

09h – Palestra sobre Epididimite

09h30 – Entrega de prêmios

10h às 13h – Show Musical com Amigos do Forró

13h às 14h – Entrega de brindes

14h às 20h – Show Musical com Skema 2

INSCRIÇÕES PARA II SIMPÓSIO DO BIOMA CAATINGA (SIBIC) JÁ ESTÃO ABERTAS

Discutir assuntos relacionados a fauna, flora, micro-organismos e aspectos físicos do bioma Caatinga. Este é um dos propósitos do II Simpósio do Bioma Caatinga, que acontecerá entre os dias 30 de julho e 3 de agosto no Complexo Multieventos, localizado no Campus Juazeiro da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). As inscrições são limitadas e já estão abertas. O prazo para submissão de trabalhos vai até 30 de abril.

O evento é destinado a professores, estudantes, técnicos, gestores, pesquisadores, membros de órgãos governamentais e à sociedade em geral. Para participar, é preciso preencher o formulário de inscrição disponível no site do Sibic. Os valores da taxa variam e até o dia 15 de maio, os preços são os seguintes: R$ 50,00 para alunos de graduação; R$ 60,00 para estudantes de pós-graduação; e R$ 70,00 para profissionais.

O II Simpósio do Bioma Caatinga é organizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semiárido), com apoio da Univasf e de outras instituições da região como a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) e a Universidade de Pernambuco (UPE).

De acordo com a professora do curso de Zootecnia da Univasf, Adriana Mayumi de Melo, o II Sibic possibilitará um momento de discussão com a sociedade sobre o bioma e sua sustentabilidade. “O evento também pretende dar visibilidade às pesquisas e aproximar esses estudos das pessoas que fazem uso delas”, afirma.

Empresa responsável pelo Eixo Norte da transposição do rio São Francisco será substituída

A construtora EMSA, responsável pelas obras da meta 1N no Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, será substituída por outra empresa. A troca foi confirmada pelo Ministério da Integração Nacional. De acordo com o órgão, a medida do Governo Federal visa à garantia do prazo de entrega do empreendimento.

Segundo o Ministério, a EMSA comunicou que não tem capacidade financeira para concluir os serviços previstos em contrato. O Ministério da Integração também garantiu que o processo para troca de empresas deverá ser concluído no próximo mês, assegurando assim o cumprimento de entrega das obras do Eixo Norte neste ano.

Protesto

Funcionários da EMSA realizaram uma manifestação na segunda-feira (16) em frente ao escritório regional do Ministério da Integração Nacional, em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. A categoria reivindicou o pagamento dos salários atrasados e o pagamento das rescisões dos funcionários demitidos e o cartão-alimentação.

Em nota, o Ministério da Integração informou que a responsabilidade do pagamento dos funcionários é da EMSA, e que as medidas cabíveis serão tomadas caso necessário. Ainda de acordo com o Ministério, não existem pendências financeiras, por parte do Governo Federal, junto a nenhuma empresa prestadora de serviços nas obras de transposição. A EMSA não deu retorno aos questionamentos.

Desembargadora afirma que Estado não pagará multa se fornecer medicamento

A desembargadora Ligia Ramos, da 2ª Câmara Cível, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) manteve a liminar que obriga o Estado a fornecer medicamentos a um paciente de Juazeiro, sob pena de multa diária de R$ 5 mil. Na decisão, a magistrada afirma que a “referida multa só será aplicada em caso de descumprimento da decisão”, e que, se o Estado “efetivar a sua obrigação, nos termos do comando recorrido, não lhe será cobrado ou exigido qualquer valor”.

O Estado da Bahia interpôs um agravo de instrumento contra a decisão proferida pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Juazeiro. A decisão obriga o Estado a efetuar o tratamento médico de um paciente com a medicação Brentuximab1, com preço médio de R$ 17 mil, entre outras.

A medicação é utilizada em pacientes com câncer. O Estado, no recurso, alegou que a liminar esgota o mérito da demanda e que não poderia ser imposta uma multa para obrigar o ente público a efetivar o tratamento antes de qualquer decisão definitiva. Ainda sustentou que o medicamento não faz parte do rol de cobertura do Planserv. Por essas e outras razões, pediu a suspensão da liminar.

A desembargadora, no despacho, afirmou que não existe requisitos legais para suspender a liminar. Para Lígia, o Estado não sofrerá qualquer dano “grave, de difícil ou impossível reparação” até o julgamento final do caso. A desembargadora afirma que a multa é razoável e proporcional, sendo suficiente para “coibir” o descumprimento da decisão sem se apresentar como irrisória ou exorbitante. “Assim sendo, deve ser mantida a decisão agravada no que diz respeito à multa fixada, pois, como já dito, ela é legal, tendo a função de dar efetividade ao cumprimento das decisões judiciais, não se afigurando, no caso, excessivo a quantia estipulada”, reforçou.

 

Fonte: Ascom ADEAP/Ascom Univasf/BN/TJ-BA/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!