28/04/2018

Santaluz: Mutirão Voluntários do Sertão chega a região

 

A edição 2018 do mutirão Voluntários do Sertão será realizada em Santaluz, na região nordeste da Bahia, a partir desta segunda-feira (30). Com população estimada em 38 mil habitantes, o município receberá mais de 30 mil atendimentos e procedimentos gratuitos, como consultas médicas e cirurgias de média e baixa complexidade.

Os serviços serão oferecidos por 350 profissionais voluntários de diversas especialidades, que serão transportados para Salvador em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) e seguirão para Santaluz. Os atendimentos continuam no município até o próximo dia 6, em parceria com as Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA).

Como parte do mutirão, o Governo do Estado disponibilizá o SAC Móvel nos dias 2, 3 e 4 de maio. “O mutirão oferece estrutura completa à população que procura atendimento. Desde consultas médicas, odontológicas, exames, cirurgias de média e pequena complexidade, entrega de medicamentos.

O avião da FAB desembarca na Base Aérea de Salvador às 13h30 deste sábado (28). Após o desembarque, a equipe almoça em um restaurante na Estrada do Coco e parte para Santaluz em seis ônibus. Os veículos de comunicação interessados em fazer a cobertura do desembarque ou do mutirão podem entrar em contato com Dorinho por meio do telefone (16) 99791-3958.

Voluntários do Sertão

Implantado em 2000 pelo empresário Doreedson Pereira, (Dorinho) o projeto iniciou distribuindo brinquedos e cestas básicas, em Condeúba e cidades vizinhas, no sertão da Bahia. Atualmente o programa realiza atendimento médico, odontológico, pequenas cirurgias, palestras, e distribui Kits de saúde e higiene pessoal.

Seu objetivo é promover assistência social, saúde, segurança alimentar, nutricional e promover o voluntariado com acompanhamento dos indicadores de transformação social. A ação é anual e a equipe de voluntários é composta por médicos de várias especialidades, dentistas, enfermeiros, psicólogos, pilotos, cozinheiros, motoristas, auxiliares administrativos e populares de boa vontade, liderados por especialistas das respectivas áreas.

A caravana é composta por caminhões, aviões, e vans que corta o país e realiza uma maratona de atendimento que dura uma semana e resulta na maior ação de saúde e cidadania do interior da Bahia.

MÉDICOS VOLUNTÁRIOS REALIZAM ATENDIMENTOS GRATUITOS NO SERTÃO BAIANO

Entre os dias 30 de abril e 4 de maio, cerca de 40 médicos e técnicos voluntários do Grupo Fleury, que inclui a marca soteropolitana Diagnoson a+, realizarão, gratuitamente, cerca de 5.000 atendimentos, incluindo exames de análises clínicas e de imagens, na cidade de Santaluz, localizada a 288 km de Salvador (BA), com aproximadamente 38.000 habitantes. Para participar dos atendimentos, que acontecem em diferentes pontos do município, os interessados devem levar documento de identidade e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre os serviços ofertados de forma gratuita pelo Grupo Fleury estão: exames de ultrassonografia, mamografia, ecocardiografia e medicina fetal, além de atendimentos de clínica médica (assessoria para análises clínicas), neurologia e nutrição. Também estão previstas ações do Conecta Saúde, programa de prevenção à Aids do Grupo Fleury que sensibiliza adolescentes para questões ligadas à sexualidade, doenças sexualmente transmissíveis e gravidez não planejada.

A ação integra as atividades da ONG Voluntários do Sertão, com sede em Ribeirão Preto (SP), que há 18 anos promove o voluntariado no sertão nordestino, levando saúde, assistência social e segurança alimentar e nutricional a populações menos assistidas.

"Estimulamos o voluntariado para fomentar qualidade de vida e promoção à saúde. Esta é a quarta vez que participamos do 'Voluntários do Sertão' e é sempre uma satisfação levar prevenção, informação e atenção a populações mais vulneráveis", destaca Daniel Périgo, gerente sênior de Sustentabilidade do Grupo Fleury.

"É importante destacar que sempre nos instalamos em um município com capacidade para abrigar toda a estrutura necessária para a realização da ação e que, além da própria cidade, tradicionalmente, os 'Voluntários do Sertão' conseguem oferecer seus serviços sociais para populações carentes de municípios vizinhos", explica o presidente do Voluntários do Sertão, Doreedson Pereira.

Como ocorreu nas edições anteriores, os colaboradores do Grupo Fleury também somaram forças para arrecadar alimentos não perecíveis que serão doados à população local. Neste ano, foram arrecadadas mais de seis toneladas.

A primeira participação do Grupo foi em 2015, na cidade de Condeúba (BA), com a realização de 2.000 atendimentos; na segunda, em 2016, foi a vez de Santa Cruz de Cabrália (BA), quando o número subiu para 2.700; e em 2017 a ação aconteceu em Irecê (BA), onde foram contabilizados mais de 4.000 atendimentos nas unidades móveis que movimentaram a cidade.

A realização do evento depende da equipe de voluntários e parceiros. Além do empenho do voluntariado da Diagnoson a+, do Grupo Fleury, o 'Voluntários do Sertão' conta com a parceria da GE, que cederá equipamentos de mamografia, densitometria óssea e ultrassonografia, e de empresas como Abbott, Cremer, Roche, Carestream e Júlio Simões, BD, LSK, Leograf, Brasanitas, Gebramed, Greiner BioOne, Alatur JTB. A carreta foi cedida pelo CIES.

NÃO É UMA QUESTÃO APENAS DE GERAÇÃO DE ENERGIA, AVALIA PRESIDENTE DO CHBSF

O período úmido na bacia do São Francisco praticamente chegou ao fim. Entretanto, o índice pluviométrico registrado nos últimos quatro meses permitiu a elevação do nível dos reservatórios instalados em toda a extensão do chamado rio da integração nacional. Com isso, a defluência deverá ser elevada no dia 1º de maio, a partir do reservatório de Sobradinho, na Bahia, para uma média mensal de 600 metros cúbicos por segundo (m³/s). A proposta foi apresentada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), durante reunião semanal promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA), em Brasília (DF) e transmitida por videoconferência, a qual analisa as condições hidrológicas da bacia.

O ONS propôs elevar a vazão para 690 m³/s, de segunda a sexta-feira, das 10h às 22h já a partir da próxima terça, dia 1º. Nos demais horários, ou seja, das 22h às 10h, bem como nos fins de semana e feriados, a defluência a ser praticada será de 550 m³/s. A medida resulta numa média de 600m³/s. Apenas a representação do governo da Bahia se colocou contra a nova vazão mínima, por defender a manutenção do patamar atualmente praticado, de 550m³/s.

O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Anivaldo Miranda, pediu a observação dos usos múltiplos. “Não é uma questão apenas de geração de energia. É preciso encontrar um termo que atenda a todos”, defendeu Miranda. Ele ressaltou, ainda, a urgente necessidade de se elevar a vazão em Sobradinho. “A vazão atual é desastrosa para a região do Baixo. Todos sabem e não precisa repetir”, acrescentou o presidente do Comitê, ao concordar com a proposta apresentada pelo ONS.

Em relação ao reservatório de Três Marias, em Minas Gerais, a defluência deverá ser de 116 m³/s, de maio até novembro. A medida, porém, não significa que a questão esteja fechada. Conforme explicou o superintendente de Recursos Hídricos da ANA, Joaquim Gondim, as condições do sistema deverão continuar sendo analisadas permanentemente. “O resultado dessa reunião não significa que uma questão não pode ser modificada, pois o comportamento do rio deverá ser acompanhado permanentemente”, afirmou Gondim.

Ainda na reunião, o presidente do CBHSF também demonstrou preocupação com a intrusão salina, especialmente na foz do São Francisco, no município alagoano de Piaçabuçu. “A cunha salina não se reporta apenas ao abastecimento humano. Ela afeta os lençóis subterrâneos e as culturas agrícolas. Há todo o contexto de impactos que infelizmente ainda não temos dados suficientes”, ponderou Anivaldo Miranda. Miranda voltou a defender a realização de estudos mais profundos sobre a questão.

A equipe técnica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) apresentou a previsão de chuvas na bacia do São Francisco para os próximos sete dias. De acordo com os gráficos exibidos durante a videoconferência, praticamente não haverá precipitação na bacia.

Além disso, a equipe da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) também tornou públicas as informações referentes ao monitoramento da qualidade da água e cunha salina durante o período de restrição da vazão do Velho Chico. Questões como temperatura, condutividade elétrica, pH, entre outros, para mostrar que a empresa tem acompanhado o impacto provocado pela vazão reduzida na região do Baixo São Francisco.

Nova reunião para avaliar as condições hidrológicas da bacia acontecerá na segunda-feira da próxima semana, dia 30, a partir das 10h. Participaram do encontro representantes dos governos de Alagoas, Sergipe, Bahia, Pernambuco, do governo federal, bem como de projetos de irrigação e universidade.

 

Fonte: Calila Notícias/Ascom/Ascom CHBSF/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!