29/04/2018

Feira: Apesar de Marun, Colbert mantém apoio a Zé Ronaldo

 

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (PMDB), não tomou conhecimento das declarações do ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB), e afirmou neste sábado (28) que mantém o apoio à candidatura de Zé Ronaldo (DEM) ao governo do Estado.

De acordo com ele, a aliança já havia sido selada pelo diretório do partido em Feira e, como a sigla tem tradição de respeitar decisões regionais, não haveria por que discutir a questão na Executiva Nacional.

“A decisão foi tomada e está mantida. O PMDB tem obtido sempre uma postura muito cuidadosa quanto a essas questões de respeitar decisões regionais. Alagoas é um exemplo disso, Ceará é um exemplo disso, entre outros”, disse.

Colbert declarou também que, em nenhum momento, foi convocado a discutir patrocínio político à candidatura de João Santana, nome lançado pelo PMDB baiano para disputar o governo estadual.

Além disso, negou ter recebido alguma orientação de Marun para que apoiasse Santana.

O prefeito ponderou, no entanto, que, nacionalmente, vai apoiar o candidato que o partido lançar – atualmente, os nomes avaliados internamente são de Michel Temer e Henrique Meirelles.

Colbert ainda voltou a defender um candidato único na oposição e disse que, caso o grupo se divida, “não sobrará nada”. “A gente enfrenta adversários considerados fortes unidos. Qualquer coisa fora disso é uma bobagem eleitoral. Se dividirmos, não sobra nada”, recomendou.

  • Entenda o caso:

João Santana 'já é e será o candidato de Colbert', confirma Marun

Embora tenha estado ao lado de José Ronaldo (DEM) pelos últimos dois anos na prefeitura de Feira de Santana, Colbert Martins (PMDB) terá que abandonar a ideia de apoio ao seu antecessor na disputa pelo governo do Estado.

Com a pré-candidatura de João Santana já lançada pelo PMDB, o ministro Carlos Marun confirmou a determinação do partido. "Ele é o nosso candidato, é o candidato da Executiva, é o meu candidato e será e já é o candidato de Colbert", ressaltou o ministro da Secretaria de Governo durante evento em Salvador, na tarde desta sexta-feira (27).

O porta-voz do presidente Michel Temer (PMDB) disse ainda que o grupo respeita o pré-candidato do Democratas. "A candidatura de Zé Ronaldo é uma candidatura que nós vemos com respeito, mas não precisa ser estabelecido em cima de busca de traições, a campanha é longa", minimizou.

Para Marun, os candidatos precisam se dedicar a primeira luta, que é garantir o segundo turno, já que com a desistência de ACM Neto (DEM), "o atual governador se transformou num franco favorito".

Depois disso, ele espera que a oposição na Bahia entre em "harmonia" para apoiar um dos concorrentes na eventual segunda fase da eleição.

'Eu acredito na palavra de Colbert', garante José Ronaldo após declaração de Marun

Apesar do ministro Carlos Marun (MDB) frisar que o candidato apoiado por Colbert Martins (MDB) será o ex-ministro João Santana, o também pré-candidato José Ronaldo (DEM) tem convicções diferentes.

Para o democrata, o atual prefeito de Feira de Santana ficará do lado dele. "Primeiro, Colbert é um homem digno, é um homem decente, é um homem de palavra, eu acredito na palavra de Colbert", ressaltou durante evento de lançamento de sua pré-candidatura ao governo do Estado, em Camaçari.

Na tarde desta sexta (27), em Salvador, Marun também apelou para a honra de Colbert para destacar que ele optaria pela filiação partidária.

Antes disso, o prefeito de Feira havia dito que apoiaria Ronaldo, mas, desde as declarações do MDB nacional, o prefeito de Feira não afirmou se vai obedecer a determinação do partido ou se vai permanecer ao lado de seu antecessor democrata.

De acordo com Marun, o partido deve punir aqueles que descumprirem as definições da Executiva nacional.

Prefeitura vai distribuir sementes para safra de inverno na próxima semana

As 75 toneladas de sementes de feijão e milho, compradas pela Prefeitura de Feira de Santana para serem distribuídas entre os pequenos agricultores, beneficiarão 15.158 famílias. O produto já está nas associações comunitárias e deverá ser entregue até a próxima semana.

Neste ano foram compradas 60 toneladas de sementes feijão e 25 toneladas de sementes de milho. O distrito de Maria Quitéria, com 3.532 famílias, será o maior beneficiado (leia lista completa no final do texto). As chuvas que caíram na região nas últimas semanas animam os plantadores, em termos de resultados nas colheitas.

Todos os beneficiados foram previamente cadastrados pelas associações comunitárias. O período agrícola é iniciado em abril e se estende até meados de julho. E as expectativas são as melhores. Inclusive de que a safra deste ano seja melhor do que a do ano passado.

Neste ano, cada uma das famílias receberão quatro litros de feijão e dois de milho, quantidade suficiente para plantar os terrenos das suas propriedades – média de uma tarefa.

Trabalhador acidentado em horário de almoço é orientado a procurar o Cerest

Um trabalhador que sofreu acidente durante o horário de almoço pode ter direitos junto ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). A dúvida foi levantada pela dona de casa Renilda Ribeiro, uma das participantes da ação desenvolvida nesta sexta-feira, 27, pelo Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), em alusão ao Dia da Segurança e Saúde do Trabalhador.

A atividade aconteceu na unidade de Saúde da Família do bairro Feira IX. Na oportunidade Renilda relatou o caso do trabalhador que teria sido atingido por uma árvore, durante o horário de almoço. A advogada do Cerest, Sheila Araújo, orientou que o acidentado procure o centro.

“É necessário que façamos primeiro uma avaliação, onde será averiguado se a situação se enquadra como acidente de trabalho, precisamos de mais informações. Portanto o trabalhador deve comparecer ao Centro”, afirmou.

Não notificação de acidentes dificulta trabalho do órgão

A enfermeira do Cerest, Daiane Lopes, explicou que casos semelhantes ao relatado pela moradora acontecem com frequência, quando alguns trabalhadores não notificam o órgão sobre acidentes ocorridos no trabalho, o que dificulta a ação do Cerest.

“É importante que a pessoa procure saber de seus direitos e nos acione, pois vamos averiguar se o acidente tem nexo com o trabalho, se confirmado, através de nossa avaliação, o trabalhador poderá dar entrada no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ou numa ação judicial contra a empresa”, informa.

Cerest atende trabalhadores formais e informais

São assistidos pelo Cerest trabalhadores formais e informais que possuem alguma doença ocupacional ou sofreram acidente de trabalho. Para acionar o serviço, o trabalhador deve realizar agendamento e em seguida comparecer com a documentação solicitada pelo centro. “O relatório médico é um dos documentos importantes para avaliação”, ressalta a advogada.

O Cerest também realiza fiscalização de empresas, onde é averiguado o mapeamento de risco e através deste são feitas recomendações de reajustes para evitar acidentes. Após todas as orientações e realização do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a equipe retorna a empresa para checar se as mudanças foram feitas. A equipe conta com profissionais de diversas áreas, entre esses fisioterapeuta, médico do trabalho, advogado, psicólogo, assistente social, enfermeira e técnica de enfermagem.

Pesquisador da UFRB alerta para risco de doenças transmitidas por moscas

Chuva, calor e material orgânico em abundância compõem a combinação perfeita para a proliferação de moscas, vistas nos últimos dias em Cruz das Almas. A explosão populacional dos insetos podem ser vista nos mais variados ambientes, residenciais, comerciais, industriais ou mesmo em locais públicos ao ar livre. Essa proliferação de moscas acontece, geralmente, no período da Semana Santa.

Relacionado a essa superpopulação de moscas está o vetor de doenças. Quando a mosca se alimenta, transmite diversos parasitas. É o que alerta o professor e pesquisador Carlos Alfredo Lopes de Carvalho, do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal do Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Segundo Carlos Alfredo, de uma forma geral, as atividades metabólicas dos insetos são aceleradas em períodos mais quentes. Alguns insetos, como as moscas da ordem Diptera, são mais atraídos pela umidade e aparecem em maior número na época das chuvas. Elas também são beneficiadas pela decomposição da matéria orgânica nessas ocasiões, devido ao aumento da vegetação. “A matéria orgânica é utilizada como alimento pelas suas larvas”, explica o pesquisador, líder do Grupo de Pesquisa Insecta.

Embriões parados nascem

Além disso, normalmente, as moscas possuem ciclo de vida curto e podem efetuar muitas posturas (calores) antes do período das chuvas. “Dessa forma, pode ocorrer sobreposição de posturas, que vão se acumulando nos mais diferentes substratos de oviposição”.

Para Carlos Alfredo, os embriões dentro desses ovos podem ficar em um tipo de parada de desenvolvimento, conhecida por diapausa, durante os períodos mais secos. Quando ocorrem as chuvas e aumenta a disponibilidade de matéria orgânica em decomposição observamos uma explosão populacional, como se verifica nos dias atuais. “A combinação de calor (postura), chuva (umidade) e matéria orgânica (alimento) é a responsável pelo número excessivo das moscas”, diz o pesquisador.

Carlos Alfredo ressalta que a velocidade da proliferação das moscas se constata com a curta vida dos insetos. “A duração da infestação depende da interrupção dessas condições que favorecem ao inseto. Normalmente por volta de 20 a 30 dias”.

Riscos e prevenção

Além do incômodo que as moscas têm causado, há risco de contaminação e transmissão de doenças por meio de microrganismos. “É comum nessa época problemas com giárdias, amebas e infecções por bactérias. Os casos de diarréia nessa época também podem aumentar”.

Entre as precauções que ajudam a reduzir a população de moscas nos estabelecimentos e os riscos de contaminação pode-se lavar sempre as mãos várias vezes ao longo do dia; lavar os alimentos antes de comer; evitar deixar alimentos ou mesmo restos de alimentos em ambientes abertos; tratamento correto do lixo; manutenção dos cestos de lixo fechados, preferencialmente utilizar o modelo com a tampa acionada pelo pé; uso de telas nas janelas do ambiente de preparação dos alimentos; passar pano molhado com um pouco de vinagre no estabelecimento, após fazer a limpeza geral do local; e limpeza das áreas externas.

Por último, de acordo com Carlos Alfredo, se necessário, contratar um profissional de dedetização, evitando risco de contaminação com produtos químicos.

 

Fonte: BN/Secom PMFS/Acorda Cidade/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!