12/05/2018

Aleluia quer união do centro contra ‘extremistas’

 

O presidente estadual do DEM, deputado federal José Carlos Aleluia, critica a possibilidade de aliança entre a legenda da qual faz parte com o grupo do pré-candidato do PDT, Ciro Gomes. O democrata baiano, no entanto, acredita que a melhor solução para a crise política no Brasil é que todos os partidos de centro se unam com uma agenda em comum. A ideia seria eleger apenas um nome para enfrentar o que ele chama de “dois extremos”, atualmente representados pelos “lulistas” e “bolsonaristas”. Indagado pela Tribuna, Aleluia acredita que a união do centro “é natural”. “Nós temos um centro reformista, um grupo de partidos que quer transformar o Brasil. São vários partidos. Esses partidos vão naturalmente procurar se unir. Precisamos definir como será essa união. Mas os centros reformistas precisam se unir. Se não, nós corremos o risco de ter uma eleição decidida por extremistas”, afirmou.

Diante da possibilidade do DEM se coligar com o PDT, Aleluia se diz contra. “Ciro Gomes não é de centro e nem é reformista. Ele é aliado com o que existe de mais atrasado no Brasil”, dispara. “Da minha parte, não [terá apoio]. Ciro Gomes não é reformista. Ele quer destruir valores que o Brasil já tem. Não conta comigo”, completou. Além do DEM, PRB, PR, PP e SD também querem lançar um candidato próprio de centro. Aleluia também desacredita em qualquer união entre os democratas e o grupo do presidente da República. “Michel Temer não é candidato. Nós temos um pré-candidato que é Rodrigo Maia. Nós vamos conversar com todos os candidatos que compõem a base e que compartilham da ideia das reformas. Seria até deselegante falar sobre aliança com outro candidato que não fosse ele”, pontua.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, estabeleceu uma data para a definição forma da candidatura de Rodrigo Maia à Presidência da República: 15 de junho. Existe a possibilidade de Maia ser vice na chapa do pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. Entretanto, a proximidade dos tucanos com o Palácio do Planalto é algo que preocupa.

“Estamos conversando com todos”

No cenário local, Aleluia também não descarta a possibilidade da aliança do DEM com o PSDB. Nos últimos dias, as conversas entre os grupos dos pré-candidatos José Ronaldo e João Gualberto se intensificaram e estão bem próximos de um entendimento. “Nós estamos conversando com todos os grupos. Ontem mesmo conversei com todos eles”, disse o presidente estadual democrata.

O deputado também garante que, numa eventual coligação com os tucanos, a chance de Jutahy Magalhães ao Senado está garantida. “Jutahy é o candidato que nós desejamos muito ter do  nosso lado. É, de todos os candidatos apresentados, de longe, o mais preparado para representar a Bahia”, afirmou, assegurando que os rumores sobre a pré-candidatura de Ireuda Silva (PRB) e Irmão Lázaro (PSC) são “especulação”.

Indagado se o cenário nacional poderia influenciar na eleição local, Aleluia foi sucinto: “Hoje nem o candidato do governador [Lula] aparece com expressão”. O parlamentar também disse que ainda há tempo para trabalhar os nomes até junho. No entanto, nos bastidores, fala-se que a possível aliança nacional do DEM com o PDT poderia ser um empecilho para a dobradinha com o PSDB baiano.

Zé Ronaldo é uma das prioridades de ACM Neto nestas eleições

O prefeito de Salvador, ACM Neto, que também é presidente do Democratas, elegeu a candidatura de José Ronaldo ao governo da Bahia como uma das prioridades do partido.

Segundo a coluna “Expresso”, da revista Época, além da eleição de Zé Ronaldo, as candidaturas de Rodrigo Pacheco (Minas Gerais), Ronaldo Caiado (Goiás) e Eduardo Paes (Rio de Janeiro) também são vistas como prioritárias.

Em abril, no lançamento da candidatura de Zé Ronaldo, Neto apontou para a biografia do ex-prefeito de Feira de Santana.

“Ninguém pode levantar a voz para falar nada contra Zé Ronaldo. A biografia dele é a biografia de um homem limpo, transparente, honesto, um homem de bem, e é isso que a Bahia precisa”, falou.

De olho na reeleição, deputado faz pesquisas em bases eleitorais com verba da Câmara

De olho na reeleição, o deputado federal Elmar Nascimento (DEM-BA) gastou R$ 30 mil da cota parlamentar no mês de abril para contratar pesquisas nas suas bases eleitorais.

Conforme apurado Bahia Notícias, baseado no site da Câmara dos Deputados, o democrata pagou R$ 15 mil para cada levantamento estatístico socioeconômico e administrativo em Campo Formoso, no período de 14 a 16 de abril, e em Senhor do Bonfim, de 12 a 13 de abril.

Ambas as pesquisas foram realizadas pelo Instituto Baiano de Estatística (Ibel). Elmar foi o segundo mais votado nos dois municípios. Em Campo Formoso ele obteve 11.015 votos, e em Senhor do Bonfim 4.812.

Em período que atuou na Semps, Tia Eron gastou quase R$ 80 mil em panfletos de divulgação

Desde que foi nomeada secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) em janeiro de 2017, a deputada federal Tia Eron (PRB) utilizou R$ 79.440,00 da sua cota parlamentar para comprar exemplares de divulgação das atividades da republicana durante o mandato.

Toda a despesa foi paga à empresa Expressão Gráfica Distribuição Comércio e Serviços, de Noel da Silva Vilela Filho, conforme levantamento feito Bahia Notícias baseado no site da Câmara dos Deputados. Eronildes utilizou a cota nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2017, além de abril de 2018.

ACM Neto "lista" as prioridades do DEM nas eleições

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto fez uma lista das prioridades do partido nestas eleições: as candidaturas aos governos da Bahia, Minas Gerais, Goiás e Rio de Janeiro, com José Ronaldo, Rodrigo Pacheco, Ronaldo Caiado e Eduardo Paes, respectivamente. De acordo com a Coluna Expresso, da revista Época, as pesquisas apontam que, entre eles, Caiado é o que demonstra ter mais chances na disputa.

DEM e PP devem caminhar juntos na disputa presidencial

DEM e o PP devem caminhar juntos nas eleições presidenciais, conforme tem sido especulado nos bastidores nos últimos meses. Segundo a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S.Paulo, a aliança já é certa. Atualmente, o DEM aposta no presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para encabeçar a chapa.

Além disso, ambas as siglas, junto com o PR, o PRB e o Solidariedade, não descartaram um nome novo na disputa. Uma opção seria o empresário Josué Gomes (PR).

PP baiano só deixa Maia com Wagner candidato, diz Cacá

Cada vez mais empolgado com a união entre DEM e PP para a disputa da Presidência da República em torno da candidatura do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), o deputado federal Cacá Leão (PP) disse ao bahia.ba que o único fato que abalaria a coligação seria uma possível entrada de Jaques Wagner no pleito presidencial em substituição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Uma eleição sem Lula e Wagner é diferente, tem outro panorama. A única coisa que faria a gente mudar o caminho seria se Wagner entrasse no lugar de Lula, mas ele já demonstrou que não quer. Ele vai ser nosso candidato ao Senado”, disse o pepista.

Na oportunidade, Cacá ainda reforçou o apoio do PP à candidatura de Maia. “Dos partidos de centro, a candidatura de Maia é a única que pode unir o Brasil. Ele já tem demonstrado isso à frente da presidência da Câmara, ele é respeitado por todos os partidos, tem se colocado como um nome importante. Não adianta ter radicalismo de esquerda ou de direita, eu defendo com unhas e dentes a candidatura de Rodrigo”, ponderou.

“Essas acusações extemporâneas não nos atingem”, diz Heraldo sobre críticas de João Santana a Neto

Presidente do Democratas em Salvador, Heraldo Rocha preferiu não comentar as duras críticas feitas pelo presidente do MDB na Bahia e pré-candidato ao governo, João Santana, ao prefeito ACM Neto (DEM). Segundo o emedebista, em entrevista ao BNews, Neto “é um menino, em idade, em experiencia política e em vivencia”.

“O prefeito ACM Neto é um gestor de qualidade, liderança inconteste, nosso presidente nacional, não é só uma liderança de Salvador. O fato que ocorreu de não ser candidato é um direito que ele tem. É um problema de foro íntimo. Estou em Buerarema fazendo política, em bora não seja candidato a deputado. Nosso quadro de representação é muito bom. José Ronaldo é um excelente candidato. Então, essas acusações extemporâneas não nos atingem. Zé Ronaldo diz que quer o apoio do MDB, vamos esperar, conversar. O tempo é o melhor remédio para a política”, disse Heraldo em entrevista ao BNews, na manhã desta sexta-feira (11).

Heraldo disse ainda que espera que haja união dos partidos de oposição na disputa pelo Palácio de Ondina. “Estamos trabalhando para isso, e espero que sim. Estamos recebendo o apoio de muitas lideranças. Está havendo uma reposta muito grande ao nosso candidato, que é ficha-limpa. Eles vão ver esse negócio de ‘já ganhou’ deles [do grupo de Rui] no dia 7 de outubro”, acrescentou.

Eventual vitória de Ciro Gomes deixa MDB apreensivo, afirma coluna

Em reunião na casa do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), na quarta-feira (9), cardeais emedebistas avaliaram que uma eventual vitória de Ciro Gomes (PDT) para a Presidência da República pode representar um golpe para a sigla.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, no encontro, nomes do partido ainda fizeram outros diagnósticos sobre a confusão do cenário político e a deterioração do capital do presidente Michel Temer.

Entre eles, o de que Temer deveria oficializar que não será candidato; o ex-ministro Henrique Meirelles precisa se mostrar viável até julho, algo considerado improvável; e o ideal seria não selar aliança com partidária na eleição.

Ainda de acordo com a publicação, Eunício, que é aliado dos Gomes no Ceará, ouviu dos colegas que, caso Ciro seja eleito, isso poderia representar a expurgação do MDB, chamado pelo presidenciável de “quadrilha”.

 

Fonte: Tribuna/BN/BNews/Bahia.ba/BN/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!