30/05/2018

Euclides da Cunha ganha duas UTIS Móveis em um ano e meio

 

Um salto sem precedentes na cidade e região. Esse é o cenário de Euclides da Cunha na área da Saúde, que nesta segunda-feira, 28 de maio, apresentou para a população mais uma UTI móvel, a segunda adquirida em apenas um ano e cinco meses da gestão do prefeito Luciano Pinheiro.

A nova ambulância foi destinada pelo Governo do Estado com recursos de mais uma emenda parlamentar do deputado federal Félix Mendonça Júnior para Euclides da Cunha. O prefeito recebeu a chave das mãos do governador Rui Costa e do secretário estadual da Saúde em Feira de Santana durante a inauguração da Policlínica Regional de Saúde.

Na região, Euclides da Cunha é o único município que dispõe de UTI móvel e, por isso, o equipamento tem ajudado a salvar vidas também de moradores vizinhos. "Volta e meia um prefeito liga pedindo nossa ajuda e a gente envia a UTI imediatamente. Ficamos felizes em poder cuidar da saúde não só dos euclidenses, mas também dos nossos irmãos que precisam da gente", disse o prefeito Luciano Pinheiro.

A UTI móvel é utilizada para transferência de pacientes em casos de urgência e emergência por dispor de equipamentos especiais como monitores cardíacos, respiradores, desfibrilador e aspiradores, o que permite que a remoção seja feita com mais conforto e segurança.

CODEVASF VAI UTILIZAR NOVA TECNOLOGIA NA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO FUNDIÁRIA NO SEMIÁRIDO BAIANO

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) deve utilizar em breve, nos perímetros irrigados do município de Juazeiro, localizado na região Norte da Bahia, uma nova ferramenta para levantamento e processamento de dados para uso na área de estruturação e acompanhamento das atividades agrárias e fiscalização de obras.

A utilização de Veículo Aéreo não Tripulado (Drone) na área agrícola já é feita pela Associação do Usuários do Perímetro Irrigado Tourão (Aupit), e este mês passará a ser realizada pelo Distrito Irrigado de Maniçoba (DIM) e também pela 6ª superintendência regional da Codevasf em Juazeiro (6ª SR), sob a coordenação da Gerência Regional de Irrigação, através da Unidade de Administração Fundiária (6ª GRI/UAF).

Um grupo formado por 12 funcionários da 6ª SR, dois empregados do DIM, um representante do Distrito Irrigado de Mandacaru (Dimand) e um funcionário da 3ª superintendência regional da Codevasf em Petrolina (PE), participaram nos dias 24 e 25 de um curso teórico e prático sobre Mapeamento por Drone para operação de RPAS (Sistema de Aeronave Remotamente Pilotada), realizado no auditório do DIM.

O curso foi ministrado pelo geógrafo e Mestre em Sensoriamento Remoto, George Alfredo Longhitano, que possui uma empresa em São Paulo (SP), voltada para realização de serviços de mapeamento e processamento de imagens aéreas e importação e comércio de equipamentos para aerofotogrametria.

Segundo George, “cada vez mais as empresas e instituições públicas e privadas estão utilizando os levantamentos aéreos em suas atividades de planejamento e subsídio à tomada de decisões, por ser um meio relativamente barato, eficiente e de fácil operação. As informações visuais e numéricas obtidas, depois de processadas, dificilmente são contestadas ou apresentam distorções muito grandes da realidade”, afirma ele.

O conteúdo programático do curso incluiu conceitos básicos de regulamentação, planejamento de missões aéreas, preparação da aeronave, conceitos de sensoriamento remoto e aerofotogrametria, geração de ortomosaicos georreferenciados, representações cartográficas, execução prática de missões aéreas, aplicação do sistema nas áreas de mineração, agricultura de precisão, monitoramento ambiental e de obras e tratamento e divulgação de resultados.

Para o gerente executivo do DIM, Valter Matias de Alencar, “a aquisição deste equipamento é, na verdade, um investimento na melhoria da nossa prestação de serviços para os nossos produtores. Com ele nós vamos ter uma visão mais definida da real situação cartográfica e até das condições gerais do perímetro, o que vai ajudar muito na administração do Maniçoba”.

Para Carlos Henrique Cavalcante, que atua na Unidade de Administração Fundiária da superintendência regional da Codevasf em Juazeiro, “o curso viabilizou o nivelamento de conceitos a respeito da aerofotogrametria, um dos ramos da cartografia, que trata do mapeamento, e permitiu que os técnicos e os operadores possam produzir material cartográfico, ainda que de pequena quantidade e escala, mas que vão atender ao processo de gestão”.

O superintendente regional, Elmo Nascimento, avalia como positiva a utilização desta nova tecnologia no levantamento de informações agrárias, e destaca que “é um investimento que já a curto prazo vai apresentar resultados satisfatórios no acompanhamento de ações, no registro de atividades rurais e de levantamento de dados, que serão utilizados como referência no planejamento e execução de algumas diretrizes da empresa”, concluiu.

FEDERAÇÃO DOS PLANTADORES ACUSA QUE USINAS SÃO IMPEDIDAS DE VENDER ETANOL MESMO COM DESABASTECIMENTO

A crise do desabastecimento decorrente da greve dos caminhoneiros contra as sistemáticas altas do diesel expõe o frágil sistema regulatório nacional sobre a distribuição dos combustíveis e o peso deste processo no aumento final do preço. O etanol, por exemplo, é uma das anomalias, que, desde 2009, a Agência Nacional do Petróleo impede que as usinas possam vendê-lo aos postos de combustíveis. Obriga que repassarem para as distribuidoras e só estas comercializem. Isso encarece o produto com a elevação do processo logístico com armazenamento e transporte e enfraquece a cadeia produtiva do etanol oriunda da cana de açúcar.

Já há inclusive um Projeto de Decreto Legislativo na Câmara Federal, de autoria do deputado JHC, que pede o fim desta incoerente barreira que dificultada a circulação do etanol e o encarece para o consumidor. "Só falta o presidente da Casa, Rodrigo Maia colocar em votação", diz Alexandre Andrade Lima, presidente da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana). Foi inclusive a entidade que pleiteou o projeto. Outro deputado federal que também acaba de apresentar um projeto de lei na Câmara neste mesmo sentido é o pernambucano Mendonça Filho. Na fundamental do projeto, o parlamentar garante que com a mudança haverá uma redução de 10% no preço final do etanol nos postos.

Até o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) colocou-se diante do assunto. Divulgou estudo com nove propostas para aumentar a concorrência no setor de combustíveis e por consequência, reduzir os preços ao consumidor final. O primeiro deles é permitir que produtores de álcool vendam diretamente aos postos. Este processo inclusive já avança através do Poder Judiciário. As quatro unidades da usina Nova Aralco, na região de Araçatuba (SP), obtiveram há pouco liminar com tal objetivo. A empresa entrou com uma ação conta a Agência Nacional de Petróleo (ANP) e a 1ª Vara Cível Federal de São Paulo acatou o pedido.

Segunda-feira (28), após uma semana de caos na distribuição de combustíveis, a Feplana se uniu inclusive com sindicatos nordestinos da indústria do álcool, a exemplo do Sindaçúcar-PE, e encaminharam para o diretor-geral da ANP, Décio Oddone, o pedido oficial para acabar com a barreira às usinas, impedindo-as da venda direta de etanol aos postos.

No ofício enviado, as entidades solicitam a revogação do trecho final do inciso VI do artigo 2º e do artigo 6º da Resolução da ANP nº 43/2009. Para elas, essa regulamentação vigente não permite extrair experiências concretas de diminuição de preços aos consumidores ou fortalecimento da cadeia produtiva do etanol. E também denunciam que a manutenção deste impedimento da venda direta das usinas aos postos atenta contra princípios da Lei do Petróleo (9.478/97), impedindo a livre concorrência e ainda deixando o controle de preço e de mercado a critério do arbítrio das distribuidoras de combustíveis, estas que não produzem o etanol.

Assinam o ofício a Feplana, o Sindaçúcar-PE e outros cinco Sindicatos das Indústrias do Açúcar e do Etanol em diversos estados nordestinos, como da Bahia, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí. 

CEMAFAUNA PROMOVERÁ "I WORKSHOP SISTEMA SUSTENTÁVEL – ABELHAS, AGRICULTURA E SAÚDE HUMANA" EM JUAZEIRO

De 17 a 19 de Setembro desse ano o Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga) promoverá o I Workshop "Sistema Sustentável – Abelhas, Agricultura e Saúde Humana" no Complexo Multieventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) em Juazeiro-BA.

De acordo com a coordenação, o evento, em sua primeira edição, compreende uma discussão sobre a relação sustentável entre agricultura, abelhas e saúde humana na região do Vale do São Francisco. O workshop será um convite ao diálogo. A fim de compartilhar as diferentes visões e perspectivas, será organizado no formato de painéis de diálogo, de forma a abordar os temas específicos e relevantes para melhorar a convivência entre os três setores (produtivo, ecológico e da saúde) e buscar alternativas que beneficiem a produtividade, biodiversidade das abelhas e qualidade de vida.

As inscrições começam em 01 de junho e seguem até 31 de agosto. Para submissão de trabalhos o período é de 01 até 31de julho. O site do evento para inscrições e outras informações é WWW.even3.com.br/IWSS. O público alvo são profissionais, pesquisadores e acadêmicos das áreas de Ciências Biológicas, Engenharia Agronômica, Engenharia Agrícola, Engenharia Ambiental, Zootecnia, Ecologia, Ciências Sociais e Administração.

JECANA DO CAPIM ACONTECERÁ NO DIA 15 DE JUNHO DEVIDO O PROTESTO DOS CAMINHONEIROS

Devido à crise de combustíveis, 47ª Jecana do Capim é adiada em Petrolina. A tradicional Jecana do Capim que seria realizada entre os dias 1º e 3 de junho, em Petrolina, foi adiada para os dias 15 e 17 do mesmo mês.  A nova data do evento foi discutida nesta terça-feira (29), durante reunião com o prefeito, Miguel Coelho; o secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Emicio Junior; a filha do fundador da festa, Maira Amariz e o radialista Sivuca Brandão.

A mudança ocorreu em comum acordo entre organizadores e prefeitura, uma vez que, o acesso ao interior está limitado em decorrência da crise de abastecimento de combustíveis. "Diante da realidade de desabastecimento por conta da greve dos caminhoneiros, decidimos adiar a 47ª Jecana para que possamos realizar um evento organizado, com toda segurança, estrutura e recursos que o Capim e os visitantes merecem. Prosseguimos com o planejamento junto à Associação e programação dos artistas", anuncia o secretário da pasta.

A 47ª Jecana do Capim é uma realização da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE), em parceria com a Associação de Moradores do Capim.

A Jecana é realizada na comunidade do Capim, zona rural de Petrolina. Fundada pelo falecido radialista, Carlos Augusto Amariz, a festa ficou conhecida em todo o Brasil por homenagear o animal de tração mais popular no Nordeste: o jegue.

No total, são três dias de festa, começando sempre na sexta à noite com missa e abertura das barraquinhas; seguindo no sábado com o 'Forró da Rabichola' e no domingo com as competições do 'Jegue Fashion'; 'Corrida dos Burros'; o 'Grand Prix Jeguistico' e o 'Forró do Poeirão'.

 

Fonte: Ascom PMEC/Ascom Codevasf/Ascom Feplana/Cemafauna/Ascom PMP/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!