31/05/2018

Bailinho, forró e diversidade marcam agenda do Pelô

 

A programação desta semana nos largos do Pelô continua sua série de shows e eventos com atrações para todos os gostos. E por falar em gosto, entre os destaques tem evento que reúne comida baiana e muita música, é o Culinária Musical com edição itinerante. Outro destaque fica por conta do grupo Bailinho de Quinta em clima de São João. E quem também entra no clima junino é o Olodum que promove o ForróDum, com as batidas da musica afro e samba-reggae. A agenda ainda segue com muito samba e lançamento de disco do cantor carioca Rubel.

O samba está garantido nesta sexta (01) com o Samba Trator, que anima o publico com muito samba de roda, samba de recôncavo e se destaca pela interação com a platéia. O show é gratuito e começa às 20h, no Largo Pedro Archanjo.

Outra atração também desta sexta é o show de lançamento do disco Casas, do cantor e compositor Rubel, que passa com turnê em Salvador. Rubel se tornou famoso ao lançar em 2013 na internet um álbum gravado no Texas (EUA) e que ganhou mais de 700 mil visualizações no Youtube. O artista volta a Salvador após dois anos para encontrar os fãs baianos. Além do show, Rubel vai contar também com a discotecagem de Andrea Martins do grupo Canto dos Malditos na Terra do Nunca que faz a abertura da noite. O show acontece no Largo Tereza Batista, às 20h no Largo Tereza Batista. Os ingressos variam de R$ 20 a R$ 60.

Sábado (02) é dia de Forrozinho do Bailinho. O grupo Bailinho de Quinta promete ferver o Largo Tereza Batista com marchinhas, frevo, galope baiano, acordeão e guitarra baiana. Nesta edição a festa conta com a participação especial do forrozeiro Zelito Miranda. O show é às 19h com ingressos a R$ 40,00 e R$ 20,00. Ainda no sábado quem está de volta à programação com Sábado Black é o Samba do Pretinho. O grupo traz um samba diferenciado e faz uma mistura de ritmos para agitar o público do Largo Pedro Archanjo, às 20h, com ingressos a R$ 10,00.

No domingo (03) tem Culinária Musical, evento que une gastronomia e música, sob comando do Afro Chef Jorge Whashigton, do Bando de Teatro Olodum. O Culinária Musical edição itinerante entra no clima junino e traz as bandas Zé de Tonha, Fêjão Fradinho e a participação especial de Cicinho de Assis, além do desfile do Candaces Moda Afro e diversas expressões artísticas. O evento acontece das 13h às 18h no Largo Tereza Batista com ingressos a R$ 20,00 e R$ 10,00.

Já às 14h no Largo Quincas Berro D’Água tem ForróDum, com Ensaio do Olodum que também entra no clima junino, as batidas dos tambores anima baianos, turistas e fãs do bloco Olodum. Ingressos R$ 50,00. Ainda neste domingo a Banda Caçamba Azul agita o Largo Pedro Archanjo a partir das 16h, com o “bailinho do caçamba”, a banda que faz a mistura de ritmos como lambada, zouk, merengue e outros ritmos garante a animação da público, o bailinho é gratuito!

Na quinta-feira (7) acontece a Feira Sesc de Artesanato que encerra as atividades do primeiro semestre com exposição dos trabalhos desenvolvidos por alunos do Centro de Formação Artesanal e dos núcleos comunitários. O público presente será contemplado apresentações das diversas manifestações culturais, a exemplo de quadrilhas juninas, desfile, trio de forró e grupos de dança e teatro. A feira acontece no Largo Tereza Batista, das 8h30 às 16h, e é aberta ao público.

A programação do Pelourinho conta com eventos realizados e apoiados pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC).

  • Serviço

Samba Trator

Local: Largo Pedro Archanjo

Quando: 01 de junho (sexta) às 20h.

Gratuito

Rubel – Turnê Casas

Local: Largo Tereza Batista

Quando: 01 de junho (sexta) às 21h

Ingressos: 1º Lote R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

Forrozinho do Bailinho

Local: Largo Tereza Batista

Quando: 02 de junho (sábado) às 19h

Ingressos: R$ 40 e R$ 20

Sabado Black - Samba do Pretinho

Local: Largo Pedro Archanjo

Quando: 02 de junho (sábado) às 20h

Ingresso: R$ 10,00

Culinária Musical

Local: Largo Tereza Batista

Quando: 03 de junho (domingo) às 13h às 18h

Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00

Ensaio do Olodum

Local: Largo Quincas Berro D’Água

Quando: 03 de junho (domingo) às 14h

Ingresso: R$ 50,00

Bailinho do Caçamba – Banda Caçamba Azul

Local: Largo Pedro Archanjo

Quando: 03 de junho (domingo) às 16h

Gratuito

Mostra de Resultados – Feira de Artesanato SESC

Local: Largo Pedro Archanjo

Quando: 07 de junho (quinta) às 07h às 17h

Gratuito

BTCA abre a 13ª edição do Ballace

Neste feriado de quinta-feira, 31 de maio, às 18h, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) leva o seu “Lub Dub” para a abertura oficial da 13ª edição do festival Ballace, no Teatro Cidade do Saber, em Camaçari. Aclamado pelo público e considerado um dos 10 espetáculos de dança fundamentais de 2017 pela revista Bravo!, “Lub Dub” tem circulado o país com valoroso acolhimento em festivais nacionais.

Criada pelo dançarino, coreógrafo e compositor sul-coreano Jae Duk Kim, a coreografia percussiva é uma intensa alternância de movimentos de tração e estremecimento, dinamismo e relaxamento, ritual e contemporâneo. Eleva o “lub” e o “dub” – como são chamados os sons do coração produzidos pela abertura e fechamento das válvulas que permitem a passagem do sangue – a uma metáfora sobre a vida, sobre a própria humanidade e sua energia vital, que motiva e sustenta o movimento do corpo: o corpo que pulsa, medita, protesta e luta.

Em “Lub Dub”, os dançarinos têm a percussão como motivação sonora e física. A estrutura coreográfica se desenvolve pelas características peculiares do coreógrafo: ele oscila do silêncio absoluto à vertigem, em questão de instantes, sempre em estreita relação com a trilha sonora. O próprio Jae Duk Kim assina a trilha, que tem como base instrumentos percussivos das culturas oriental e ocidental, efeitos incidentais, canto e sons ao vivo.

Fundado em 1º de abril de 1981, o BTCA tem direção artística de Antrifo Sanches e é um corpo artístico estável do TCA e Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA).

Projeto "Conversas na Varanda" acontece no IGHB

Na terça-feira (5), a sede do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) recebe o projeto ‘Conversas na varanda’, das 14h às 17h. ‘À frente das lentes e aos pés de sua alteza imperial: Amanda Paranaguá Dória, dama da Princesa Isabel (1849-1931)’ é o tema do evento. O IGHB é uma das 17 instituições apoiadas pelo Fundo de Cultura da Bahia por meio do edital de Apoio a Ações Continuadas de Instituições Culturais.

A apresentação tem por objetivo destacar a trajetória de Maria Amanda Paranaguá Dória, dama da princesa Isabel e baronesa de Loreto, por meio da cultura visual, com destaque para as suas fotografias. Nascida em Salvador em 1849, “Amandinha”, como era carinhosamente chamada, mudou-se com toda a família para a Corte ainda criança e por lá passou a frequentar o Paço Imperial através das boas relações familiares cultivadas ainda na Bahia. A moça, neta do depois visconde de Monteserrate, era membro de uma parentela que experimentou sensível ascensão social por meio das guerras pela independência na província baiana em 1823. Além disso, construiu sólida relação de amizade com os imperantes, conquistando o cargo de dama da herdeira do trono, participando da vida polít ica nacional, tornando-se abolicionista, pelo que lhe favoreceu tornar-se baronesa. Quando da proclamação da República, ela partiu para o exílio com a família imperial, voltando ao Rio em 1890, onde procurou preservar a memória sobre o Império até a sua morte naquela capital, no ano de 1931.

Sobre Itan Cruz

Mestre em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF); Membro do Laboratório de História Oral e Imagem (LABHOI/UFF); Integra o grupo de pesquisa em Botânica Aplicada, Avaliação Antropológica, Socioambiental e Educacional do Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro; Graduado em História (bacharelado e licenciatura), pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); Graduado pelo Bacharelado Interdisciplinar (B.I.) em Humanidades, pelo Instituto de Humanidades, Artes e Ciências prof. Milton Santos - UFBA.

Últimos dias da mostra Primavera Burlesque no MAB

Foi prorrogada até domingo (03) a exposição 'Primavera Burlesque', com as mais recentes criações do artista visual Miguel Cordeiro, no Museu de Arte da Bahia (MAB) – Corredor da Vitória, em Salvador. A mostra reúne 50 obras que através de cores quentes, puras e vivas, celebram a Primavera Burlesque, uma metáfora sobre o contínuo renascer artístico e a ironia do olhar. Parte da celebração do centenário do MAB, a exposição fica exposta no salão principal do museu, com visitação gratuita.

Miguel Cordeiro despontou na cena cultural em 1979 através dos grafites urbanos de Faustino, inesquecível personagem que povoou os muros de Salvador e outras cidades do Brasil, ironizando aspectos do comportamento humano nas situações do cotidiano. Nesta exposição do MAB o público poderá conferir a série Gauguin Delicatessen; a adaptação ilustrada de O Corvo, de Edgar Allan Poe; e objetos-esculturas que flertam com o inusitado. São trabalhos em variadas técnicas e dimensões, que transitam entre a pintura, o desenho, a colagem e a construção de objetos, num convite para o deleite estético e a reflexão sobre as certezas e as incertezas da nossa evolução e o nosso permanente desnorteio.

Segundo Miguel, “tudo nasce dos desenhos, dos esboços, anotações e observações, pequenos projetos que eventualmente, num futuro próximo, possam ser transformados e elaborados”. O seu processo poético de criação começa com um primeiro traço na folha de papel, na ideia que se materializa ganhando vida no desenvolvimento do discurso e na composição da obra de arte.

O diretor do Museu de Arte da Bahia, Pedro Arcanjo revelou que essa exposição de Miguel Cordeiro "impressiona pela sua expressão estética e rebeldia temática que se insere no contexto atual e no desafio de nossa gestão em transformar o MAB em um lugar de inquietação, sobretudo nesse momento, onde as questões de igualdades sociais se impõem contemporaneamente".

  • SERVIÇO:

Exposição Primavera Burlesque

Onde: MAB - Museu de Arte da Bahia (Av. Sete de Setembro, 2340 – Corredor da Vitória, Salvador/BA)

Visitação: até 03/06

Horário de visitação: de terça a sexta, das 13 às 19 horas; e sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h

Gratuito

Fonte: SecultBa/Ascom Dimus/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!