06/06/2018

ACM Neto tenta conquistar votos para José Ronaldo

 

Em uma clara tentativa de conquistar mais votos para o seu pré-candidato ao governo da Bahia, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), gravou um vídeo em apoio a José Ronaldo e o publicou, ontem, nas redes sociais. Na gravação, o democrata soteropolitano faz questão de realçar os atributos do correligionário. “Esse ano vai ser muito importante para o futuro da Bahia e dos baianos. E é exatamente por isso que o meu partido, o Democratas, escolheu o nome de José Ronaldo como o nosso pré-candidato a governador. José Ronaldo foi quatro vezes prefeito de Feira de Santana. Tem experiência administrativa, sabe governar, conhece de perto a realidade do interior e também das grandes cidades. Está preparado para o ser um governador dos 417 municípios, e fazer uma parceria firme com a nossa capital. Estamos juntos para construir o futuro da Bahia”, disse ACM Neto. No mesmo vídeo, José Ronaldo agradeceu o apoio do chefe do Palácio do Thomé de Souza. “Agradeço o apoio do prefeito ACM Neto. Político experimentado e gestor extremamente competente. O melhor prefeito de capital do Brasil. Obrigado, pelo apoio Neto. Estamos juntos”, afirmou.

Presidente do Democratas na Bahia, o deputado federal José Carlos Aleluia admitiu que o vídeo foi gravado por causa do desconhecimento do eleitorado baiano sobre o elo entre ACM Neto e José Ronaldo. Levantamento do instituto Paraná Pesquisa divulgado, na semana passada, mostrou que 49,7% desconhecem a informação de quem o prefeito soteropolitano vai apoiar. Para 7,6%, Neto não deve apoiar ninguém. Outros 11,2% acreditam que o democrata ficará ao lado governador Rui Costa (PT), adversário político, no pleito deste ano.  Somente 17,1% dos baianos sabem que o chefe do Palácio Thomé de Souza vai apoiar José Ronaldo. A pesquisa mostrou também que o governador Rui Costa seria reeleito no primeiro turno, com 58,8% das intenções de votos. Já o pré-candidato do DEM teria 9,5% dos sufrágios. Em terceiro lugar, ficaria o ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB), com 5,8%.

Além do pré-candidato do DEM ao governo da Bahia, ACM Neto já declarou também apoio à candidatura do deputado federal Jutahy Magalhães Júnior (PSDB) ao Senado. O tucano vai integrar a chapa de oposição, que falta definir o segundo postulante à Câmara Alta do Congresso Nacional e o vice. A expectativa é que o anúncio da composição da só aconteça após o governador Rui Costa divulgar a chapa governista, que deve ocorrer ainda nesta semana.

Prazo

Para democratas, José Ronaldo (DEM) não terá mais do que duas semanas após o anúncio da chapa de Rui Costa para apresentar a sua própria à sociedade. O problema são as disputas internas entre os partidos da base do prefeito ACM Neto (DEM) para decidir quem será o candidato a vice e à segunda vaga de senador, já que a primeira está destinada ao deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB).

Vínculo

Cotado inicialmente para uma das vagas de senador na chapa de José Ronaldo, o deputado federal Irmão Lázaro (PSC) tem sido agora lembrado com muita frequência para vice do democrata. Articuladores de Ronaldo dizem que é a melhor forma de assegurar o voto do eleitorado evangélico no democrata, o que não pode ser garantido no caso de Lázaro concorrer ao Senado.

“Apoio será fundamental na eleição”

Pré-candidato a deputado estadual, o vereador Paulo Câmara (PSDB) avaliou, ontem, que o “desconhecimento” do pré-candidato ao governo da Bahia, José Ronaldo (DEM), é positivo para o grupo da oposição, e ressaltou que o apoio do prefeito ACM Neto (DEM) será “fundamental” para o crescimento do postulante ao Palácio de Ondina.

“No primeiro momento, ele era um pouco desconhecido. Isso é bom. Não vejo isso pelo negativo. Até porque, há uma expectativa muito grande pelo nome apresentado pelo prefeito ACM Neto. O que eu estou vendo na Bahia não é esse clima de ‘já ganhou’. Pelo contrário, as pessoas querem mudança. Cabe a nós apresentar um projeto exequível e concreto, que seja diferente do governo do Estado. Vejo muitas promessas e pouca execução. Tenho ouvido reclamações de prefeitos e vereadores. O governador tem viajado, prometido e não tem executado”, afirmou , em entrevista à Tribuna. Para Paulo Câmara, o primeiro critério que o eleitorado vai adotar para escolher um candidato na eleição deste ano é, se o postulante, é ficha limpa. E, segundo ele, José Ronaldo leva vantagem, já que não há investigações contra o pré-candidato.

João Santana admite conversas sobre aliança com PRTB e outros três partidos

Pré-candidato ao governo da Bahia pelo MDB, o ex-ministro João Santana revelou que tem discutido alianças com outros quatro partidos. Um deles é o PRTB, que até o momento trabalha na pré-candidatura de João Henrique ao mesmo cargo.

"Determinadas coligações são bem-vindas, entre elas, o partido do ex-prefeito João Henrique", confirmou o ex-ministro em contato com o Bahia Notícias. Na última semana, o ex-prefeito da capital baiana falou com o site sobre seu interesse em uma coligação que unisse as legendas.

Quanto às outras siglas, Santana disse que, por enquanto, vai manter as conversas em sigilo. "Tem um detalhe, são partidos menores. Daqui a pouco, querendo ou sem querer, a gente acaba aumentando ou diminuindo o valor deles", ponderou.

Por outro lado, o pré-candidato reafirma a possibilidade de se efetivar na disputa pelo governo do Estado em uma chapa composta apenas por correligionários.

Sem revelar nomes, ele disse que já tem na cabeça "um senador, um suplente de senador e um vice" – todos emedebistas. "Nós estamos dispostos a sair com uma chapa puro sangue, o partido tem condição de sair. (...) Eu disse ao senador e ao suplente que nós manteremos em reserva porque daqui a pouco, uma das condições é um desses partidos pedir a vice e aí pra depois retirar o nome, fica muito desconfortável”, avalia.

Enquanto essa decisão não é tomada, Santana segue sua agenda de pré-candidatura com programação fechada para Alagoinhas, Guanambi e Paramirim, entre outras cidades.

Nunca pratiquei ato de desvio de dinheiro público, diz Zé Ronaldo

O pré-candidato ao governo da Bahia pelo Democratas, Zé Ronaldo, foi 'pego' pelo aplicativo Detector de Corrupção. A ferramenta lançada pelo site Reclame Aqui apresenta informações sobre quais crimes foram praticados por políticos.

No caso de Zé Ronaldo, conforme mostra o aplicativo, o ex-prefeito de Feira de Santana é alvo de uma ação por contratar terceirizados para uma unidade de saúde de forma irregular.

Em entrevista à Record/TV Itapoan na manhã desta terça-feira (5), o democrata se defendeu e disse que nunca praticou ato de desvio de recursos públicos. "Nunca pratiquei ato de desvio de dinheiro público. E com certeza, por toda minha vida, não praticarei este ato. Entendo que o dinheiro que o cidadão paga em imposto é seu, para retornar em obra em educação, saúde, no caso do estado, segurança pública", disse.

"Nunca respondi por ato de desvio de dinheiro público. E jamais acontecerá isso", reiterou.

AL TERÁ AUDIÊNCIA SOBRE CORREDORES TRANSVERSAIS DE TRANSPORTE

Nesta quinta (7), a partir das 14h, será realizada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) a audiência pública “Linhas Azul e Vermelha: corredores transversais de transporte em Salvador”. O evento, aberto à população, é promovido pela Comissão Especial de Desenvolvimento Urbano da ALBA (CEDUrb), presidida pela deputada Maria del Carmen.

Os corredores transversais de transporte proposto pelo Governo do Estado são de média e alta capacidade e planejados para realizar a integração com a linha 2 do Metrô de Salvador. Além disso, vão dispor de faixas para o tráfego urbano, ciclovias e vias exclusivas capazes de operar o sistema BRT (Bus Rapid Transit). As intervenções combinam modais de transporte complementares e serão a primeira ligação viária entre a Orla do Subúrbio Ferroviário e a Orla Atlântica de Salvador.

O Corredor Transversal I, ou Linha Azul, liga as Avenidas Pinto de Aguiar e Gal Costa, e conta com a duplicação da Gal Costa e implantação da Ligação Pirajá-Lobato. Já o Corredor Transversal II, ou Linha Vermelha, contempla a duplicação da Avenida Orlando Gomes e a implantação da Avenida 29 de Março.

PRESO HÁ MAIS DE 300 DIAS GEDDEL SE NEGA A FAZER DELAÇÃO PREMIADA

O baiano foi preso no dia 8 de setembro do ano passado, em Salvador, depois do escândalo dos R$ 51 milhões em malas em um apartamento no bairro da Graça. Desde a sua prisão, adversários e aliados especularam nos bastidores sobre o potencial devastador que teria uma possível delação premiada de Geddel. O político foi ministro do ex-presidente Lula, presidente da Caixa Econômica de Dilma e ex-ministro de Temer. Na Bahia, foi aliado de petistas e demistas.

Em fevereiro deste ano, a defesa de Geddel insinuou que a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, estaria perseguindo a mãe de Geddel, dona Marluce Vieira Lima, para forçá-lo a delatar. Na época, a PGR pediu a aplicação de medidas cautelares contra Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), irmão do ex-ministro, e contra a mãe dos dois, Marluce Vieira Lima.

“Não se quer pensar que essa manifestação do Direito Penal do Inimigo seja uma frustrada tentativa de obrigar o irmão do peticionário a fazer uma delação premiada (até porque este não tem nada a delatar), haja vista a cega perseguição para atingir a idosa genitora do mesmo”, diz o texto da defesa. Até o momento, no entanto, Geddel sequer deu sinais de que estaria disposto  a contar sobre algo que saiba a respeito da corrupção no país. Em abril, uma vistoria na Papuda apreendeu com Geddel centenas de comprimidos dos medicamentos antidepressivos, contra insônia, tranquilizantes, analgésicos e para tratamento gástrico.

Rodrigo Maia diz que ainda há tempo para decidir se desiste de candidatura

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (5) que ainda terá tempo para decidir se vai ou não abrir mão da candidatura ao Palácio do Planalto. A desistência seria para um possível apoio a um candidato de centro.

O democrata admitiu, segundo o Estadão, que mantém conversas com partidos como PP, PRB, PR e Solidariedade, para "tentar aglutinar o maior número possível" de aliados para um único projeto presidencial.

Maia é um dos principais incentivadores da união do centro em torno do empresário mineiro Josué Gomes (PR), com quem se reuniu na semana passada na capital federal.

 

Fonte: Tribuna/BN/BNews/Bahia Econômica/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!