06/06/2018

Cachoeira: Prefeitura divulga programação do São João

 

A Prefeitura de Cachoeira e a Secretaria de Cultura e Turismo realizam neste ano um São João Feira do Porto especial para a população cachoeirana e visitantes. A festa tem início no dia 22 e segue até o dia 25 de junho, data em que a cidade se torna capital da Bahia, por um dia, em reconhecimento à bravura e heroísmo do povo cachoeirano nas lutas pela independência da Bahia e do Brasil.

A Prefeitura vem se esforçando para manter a tradição da Feira do Porto, na qual produtores rurais de Cachoeira e região ribeirinha trazem seus produtos para serem comercializados no cais do porto da cidade.

No São João deste ano, aproximadamente 30 grupos musicais se apresentarão no palco 1, que estará situado no Jardim Grande (Praça Ubaldino de Assis), e no palco 2, na Rua 25 Junho. Inicialmente, Simome e Simaria se apresentariam no São João 2018, conforme divulgamos, no entanto, por questões de saúde, a dupla suspendeu as apresentações dos próximos shows inclusive a que faria em Cachoeira.

O São João Feira do Porto 2018 é realizado pela Prefeitura de Cachoeira e pela Secretaria de Cultura e Turismo e conta com o apoio das demais Secretarias municipais e da empresa Santana e da Bahiatursa.

  • Abaixo, programação completa e definitiva dos palcos 1 e 2 do São João Feira do Porto 2018:

Programação

PALCO 1 (Jardim Grande)

SEXTA-FEIRA (22/06)

19h – Abertura do Tríduo em louvor a São João (Capela)

19h30 – Abertura oficial do São João Feira do Porto com as Filarmônicas Lyra Ceciliana e Minerva Cachoeirana

20h – Apresentação das Quadrilhas Juninas Raízes do Iguape e Girassol do Iguape

22h – Tayrone

00h – Danton

02h – Bonde do Forró

SÁBADO (23/06)

17h – Samba de Roda Esmola Cantada

19h – Grupo Cultural Semente do Samba

19h30 – Tríduo em louvor a São João (Capela)

21h – Vanessa Aragão e Banda Ville Mania

23h – Trem di Palha

01h – Virgílio

03h – Cavaleiros do Forró

DOMINGO (24/06)

18h – Samba de Roda Filhos do Caquende

19h30 – Tríduo em louvor a São João (Capela)

20h – Samba de Roda Filhos da Barragem

22h – Magnificos

00h – Fábio Aquino e Banda Pelotão

02h – Estakazero

SEGUNDA (25/06)

18h – Sine Calmon

20h – Juninho Cachoeira

22h – Edson Gomes

00h – Léo Santana

PALCO 2 (Rua 25 de Junho)

SÁBADO (23/06)

16h – Grupo Cultural Morenos do Samba

- Apresentação de Quadrilhas Juninas

18h30 – Tanú Forró

- Apresentação de Quadrilhas Juninas

DOMINGO (24/06)

16h – Samba de Roda Filhos de Nagô

- Apresentação de Quadrilhas Juninas

18h30 – Rony Macêdo

- Apresentação de Quadrilhas Juninas

Cachoeira: Casa do Samba Dona Dalva divulga programação junina

A programação junina da Casa do Samba de D. Dalva integra o projeto Apoio e Promoção a Manifestações Culturais – 2ª edição, e nos dias 11, 12 e 13 de junho realiza os festejos em devoção a Santo Antonio. Já no dia 24, o São João será comemorado com muito samba de roda. Os eventos acontecem no Ponto de Cultura - Casa do Samba de Dona Dalva, em Cachoeira, e são abertos ao público.

O Samba de Roda é uma manifestação ligada aos santos católicos, incluindo Santo Antonio e São João. Na Bahia a celebração a Antonio ou 'Toinho' inicia com rezas e ladainhas entoadas por pessoas das respectivas regiões ou comunidades. Após as rezas são distribuídas comidas típicas como mungunzá, mingaus, pamonhas e uma diversidade de alimentos regionais. Ao tempo em que as pessoas degustam, o som do tradicional Samba de Roda anima aos participantes crianças, adultos e idosos devotos de Santo Antonio. Em Cachoeira, na região do Recôncavo baiano, Dona Dalva e as sambadeiras ornamentam o altar com flores, velas, incenso e fitas coloridas para celebração que reúne familiares, amigos e pessoas que chegam a cidade de Cachoeira.

O projeto tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. Possui parceria do Laboratório de Etnomusicologia, Antropologia e Audiovisual – LEAA Recôncavo e Casa do Samba de Dona Dalva e é realizado pela Associação Cultural do Samba de Roda Dalva Damiana de Freitas, uma das 17 entidades contempladas pelo Edital de Apoio a Ações Continuadas de Instituições Culturais do FCBA.

Museu do Recolhimento dos Humildes promove Curso de Introdução à Linguagem Cinematográfica

O Museu do Recolhimento dos Humildes (Santo Amaro da Purificação/BA) em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) está promovendo o ‘Curso de Introdução à Linguagem Cinematográfica’. O curso possui carga horária de 36h e acontece de 08 de junho a 24 de agosto com orientação da professora Ludmilla Carvalho.

O objetivo da atividade é introduzir os participantes aos principais elementos estéticos e poéticos de composição das obras audiovisuais narrativas (filmes ficcionais, documentários e séries de televisão), para que possam, em seguida, produzir análises e interpretações individuais. As aulas acontecem no Museu do Recolhimento dos Humildes todas às sextas-feiras, das 09h às 12h.

“Estamos desenvolvendo diversas propostas de educação patrimonial; dentre as atividades de 2018 teremos quermesses, oficinas de artes, culinária regional, música, costura, exposições temáticas, saraus, leituras e mostras literárias do Recôncavo, como o cordel e as manifestações artísticas da região”, disse a coordenadora de articulação do Museu do Recolhimento dos Humildes, Paola Publio.

O projeto faz parte da extensão do Laboratório de Análise do Audiovisual da UFRB e tem como objetivo analisar o filme de ficção "Matrix" (EUA, 1999), dos diretores Larry e Andy Wachowski, além de discutir textos importantes para a história do cinema.

O museu

Instalado no Convento de Nossa Senhora da Conceição dos Humildes, em Santo Amaro, o Museu do Recolhimento dos Humildes é datado de junho de 1980. O acervo é de propriedade da Congregação de Nossa Senhora dos Humildes composto por imagens sacras delicadamente ornamentadas pelas recolhidas, além de cristais, pratarias, mobiliário, porcelanas, paramentos, rendas e alfaias (objetos litúrgicos). São cerca de 500 peças datadas do século XIX e tombadas pelo (IPHAN). Já o prédio é tombado como Patrimônio da Bahia pelo IPAC. No momento, o museu está fechado para visitação por conta de reformas. O Museu do Recolhimento dos Humildes é administrado por meio de um Convênio de Cooperação Técnica e Administrativa pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC), unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

  • Serviço

‘Curso de Introdução à Linguagem Cinematográfica’

Data: 08/06 a 24/08

Horário: 09h às 12h

Local: Museu do Recolhimento dos Humildes (Praça Frei Bento, s/n, Santo Amaro -BA) Mais informações: Paola Publio (75) 99111-9075/ ludmila@ufrb.edu.br

Inscrições gratuitas

Projeto Cameratas da OSBA inicia parceria com o Instituto Cervantes

O projeto Cameratas, da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), abre o mês de junho de parceria fechada com o Instituto Cervantes. CAMERATAS NO CERVANTES acontecerá no dia 14 de junho, às 18h30, no auditório do Instituto Cervantes, com entrada gratuita e contará com a apresentação do grupo QUADRO SOLAR. O resultado desta parceria é mais uma oportunidade de alcançar e atrair mais pessoas para o universo da música de concerto, além de fortalecer a OSBA como uma oferta cultural para todos. No dia 12 de junho, o “Quadro Solar” se apresenta também na Igreja Santo Antônio da Barra, às 14h.

O sexteto OPUS LUMEN se apresenta no Projeto Artes Shalom, no dia 14 de junho, no Rio Vermelho e no Centro Educacional Municipal Fênix, no dia 19 de junho, às 15h. Outro projeto que segue difundindo a música de concerto por Salvador é o “Terças Musicais”, este em parceria com o Museu Geológico da Bahia. Em junho, o grupo BAHIA CORDAS se apresenta na terça-feira (5), às 16h30. O mesmo grupo estará também, no dia 8 de junho, na Biblioteca Juracy Magalhães Júnior, às 14h. Também gratuitamente, o QUARTETO NOVO se apresenta, no dia 6 de junho, na Escola Municipal Paulo Freire, às 15h30, e na Instituição Voluntárias Sociais, no dia 27 de junho, às 15h.

Ainda no mês do São João, a OSBA promove mais quatro apresentações com o projeto “Café Com as Cameratas”. Nos dias 6, 13, 20 e 27 de junho, os grupos que formam as Cameratas (Opus Lumen, Bahia Cordas, Quarteto Novo e Quadro Solar) realizam ensaios abertos, sempre às 8h30, no Foyer do Teatro Castro Alves. O projeto propõe apresentações gratuitas, interativas, acompanhadas de café, histórias, curiosidades, com o objetivo de estreitar ainda mais a relação dos grupos de música de câmara com o público que circula no entorno do Complexo TCA. Os ensaios nas Salas de Naipe também são abertos ao público e acontecerão nos dias 5 (terça), às 14h30; 6 (quarta), às 14h e 15 (sexta), às 8h30.

Proteção da Mata Atlântica será discutida em oficina no MP

Fauna, desflorestamento e águas serão os temas centrais da “18ª Oficina Numa – Diversidade da Proteção do Bioma Mata Atlântica”, que acontecerá nos dias 7 e 8 deste mês, no Amora Hotel Fazenda, povoado de Amoras, em Conceição do Almeida. Promovida pelo Núcleo de Defesa da Mata Atlântica do Ministério Público estadual (Numa), a oficina é destinada a membros do MP que atuam na proteção do meio ambiente e parceiros envolvidos com a sua defesa. As inscrições são gratuitas e serão realizadas no local do evento.

A palestra de abertura sobre “O meio ambiente na região de Santo Antônio de Jesus” será ministrada pelo promotor de Justiça Julimar Barreto Ferreira. O coordenador de Educação da organização Freeland Brasil (Terra Livre Brasil), Leandro Marques Bondar, falará, na sequência, sobre “O que falta para a efetiva proteção da fauna silvestre no Brasil”. O tema ‘Fauna’ será encerrado com a palestra “Vaquejada Legal? A problemática envolvendo animais silvestres no estado da Bahia”, com a promotora de Justiça Letícia Baird. Pela tarde, a primeira palestra sobre ‘Desflorestamento’ abordará a “Fiscalização Integrada na Costa do Cacau”, sob a ótica do major Cléber Santos da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental da Policia Militar (Cippa). Marcos Rosa, da organização SOS Mata atlântica, tratará do “Uso de geotecnologias para a conservação e monitoramento da restauração da Mata Atlântica MAP BIOMAS”. Serão abordados ainda a “Preservação da floresta atlântica e comunidades tradicionais” e “Bomassa de energia”.

A sexta-feira será totalmente dedicada ao tema ‘Águas’. A primeira palesta do dia versará sobre a “Experiência na gestão de comitê e Bacias” e será proferida pelo especialista em Conservação da organização The Nature Conservancy (Conservação da Natureza), Hendrik Mansur. O professor Ricardo Vieira Alexandrino, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), falará sobre a “Disponibilidade de água – papel das áreas de recarga, nascentes, cursos d’água e Matas Ciliares”. Para tratar da “Crise hídrica na Bahia” foi convidado o coordenador geral do Fórum Baiano de Comitês de Bacia, Anselmo Barbosa Caires. O evento será encerrado com a palestra da socióloga Ângela Patrício Deiró Damasceno, que falará sobre “Participação social na gestação dos recursos hídricos”.

 

Fonte: Ascom PMC/Ascom Secult/Cecom MP/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!