06/06/2018

Bahia Farm Show espera movimentar mais de R$ 1,5 bi

 

Bahia Farm Show, a maior feira de tecnologia agrícola do norte e nordeste do país e a terceira maior do Brasil, começa nesta terça-feira (5), em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia.

Os portões serão abertos às 9h e até as 12h a entrada é gratuita. Depois desse horário, o ingresso solidário é cobrado a R$ 15, dos quais, R$ 3 são revertidos para o Hospital do Oeste.

O início da feira foi adiado por conta da paralisação nacional dos caminhoneiros. A abertura oficial será às 10h desta terça, com a presença do governador Rui Costa. O evento segue até o sábado (9).

A feira tem uma importância econômica muito grande para a região oeste e também para todo o estado. No ano passado, ela movimentou mais de R$ 1,5 bilhão em negócios e recebeu mais de 60 mil visitantes.

O quadro de palestras, mesas redondas e discussões da feira prevê mais de 30 eventos durante os cinco dias. A grade atualizada pode ser conferida aqui.

Negócios

A Bahia Farm Show tem a perspectiva de movimentar mais de R$1,5 bilhão em negócios. A expectativa é que mais de 60 mil pessoas circulem durante os dias do evento para conferir as inovações em tecnologia agrícola e a disseminação de conhecimento oferecidas por expositores, pesquisadores e empresas do setor agrícola.

Na sexta-feira (8), será realizado o tradicional leilão de corte da Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), que reunirá em um único evento a oferta de animais cruzados da raça Aberdee, a Aberdeen Angus e Red Angus, com animais para cria e recria, como touros aptos para reprodução, bezerros e bezerras, além de garrotes e novilhas, da raça Nelore.

O Complexo Bahia Farm Show oferece a expositores e visitantes uma infraestrutura com dois restaurantes, dois auditórios, estacionamentos, campo experimental com pesquisas do setor agrícola, além de área para test drive com exibições e performances do setor automotivo, posto médico, sanitários, área de lazer, bosque de espécies nativas, central de atendimento ao expositor e ao montador e segurança 24 horas.

Governo entrega laboratório de referência em Luís Eduardo Magalhães

Mais uma importante entrega na área da saúde foi realizada pelo Governo do Estado no oeste baiano. O governador Rui Costa, que participou da abertura da Bahia Farm Show, no município de Luís Eduardo Magalhães, nesta terça-feira (5), inaugurou o Laboratório Municipal de Referência Regional (LMRR), onde serão feitos diagnósticos referentes à imunologia, hormônios e bacteriologia.

A unidade também atenderá outros 14 municípios da região. "Trata-se de um investimento muito importante para toda a região. Vamos ajudar a reduzir os custos das prefeituras, pois deveremos fazer muito mais exames do que eram feitos antes, mas a um preço menor. Garantimos equipamentos modernos e toda a estrutura", ressaltou o governador, que também oficializou a entrega de viaturas para a região da Bacia do Rio Grande, beneficiando as cidades de Luís Eduardo Magalhães, com um veículo, e Formosa do Rio Preto e Barreiras, com dois veículos, cada.

Laboratório

O Estado transferiu R$ 1,42 milhão para o Fundo Municipal de Saúde e garantiu a construção e compra de maquinário para o Laboratório de Referência. Em função da doação desse montante, pelo Governo, "a unidade vai fazer, ainda, exames de Saúde Básica, abrangendo hematologia, bioquímica, histologia e sumário de urina", detalhou o coordenador do LMRR, Juacélio Nunes.

"São máquinas automatizadas, de primeira linha. Posso garantir que em todo o oeste baiano não há um laboratório desse porte", completou Juacélio. Na oportunidade, também foi entregue uma caminhonete, que será usada para vigilância e inspeções.

Bahia Farm Show

Aberta oficialmente nesta terça, a 14ª edição da Bahia Farm Show, maior feira agrícola do Norte/Nordeste, conta com apoio do Governo do Estado e deve movimentar, até sábado (9), mais de R$ 1, 5 bilhão em negócios.

Segundo o governador Rui Costa, a feira representa a agricultura moderna. “É um orgulho para o baiano poder conferir e atestar o esforço, a dedicação empregada nesse evento. São agricultores que vêm construindo uma história de sucesso e trazendo a tecnologia como referência. Tenho orgulho de trabalhar junto com eles e de estar realizando grandes investimentos no setor, tanto para a grande agricultura, quanto para a agricultura familiar, do grande ao pequeno produtor. A Bahia tem muito potencial, por isso convido os grandes empresários a investirem aqui, para trazer o beneficiamento das cadeias produtivas e industrializar os nossos produtos”, afirmou Rui.

Espera-se que mais de 60 mil pessoas circulem pelo evento, nos cinco dias, para conferir as inovações em tecnologia agrícola e a disseminação de conhecimento oferecidas por expositores, pesquisadores e empresas do setor agrícola.

Além das novidades trazidas pelos inúmeros expositores, a feira conta com um quadro de palestras, mesas redondas e discussões, resultando em mais de 30 eventos durante os cinco dias de feira. Participam da mostra as maiores empresas de máquinas, implementos, insumos, aviação e serviços.

"A feira é resultado de um ano inteiro de trabalho e planejamento. Os últimos 30 dias, especialmente, são extremamente intensos, com a montagem de 250 estandes. São cerca de 900 marcas expostas nessa feira", contabilizou o presidente da Bahia Farm Show, Celestino Zanella.

Piscicultores da região Oeste têm linha de crédito de até R$ 6 milhões

Os piscicultores da região Oeste da Bahia terão acesso, a partir de julho, a uma linha de crédito de até R$ 6 milhões para iniciar ou expandir seus processos produtivos. O montante beneficiará até 400 famílias que vivem nas mais de dez cidades banhadas pelas bacias do Rio Grande e do Rio Corrente.

Os recursos serão disponibilizados pelo Banco do Nordeste em parceria com a Bahia Pesca, Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e Secretaria do Planejamento (Seplan). A linha de crédito será lançada oficialmente no dia 6 de junho, durante o Bahia Farm Show, em Luiz Eduardo Magalhães. Na data as entidades envolvidas assinarão um convênio de cooperação. A cerimônia acontece às 8h no auditório da Fundação Bahia.

Durante a assinatura a Bahia Pesca apresentará as ações de assistência técnica e extensão rural que serão realizadas na região, especialmente voltadas aos piscicultores beneficiados com as linhas de crédito.

“A Bahia Pesca será responsável por fazer a seleção dos possíveis candidatos à linha de crédito, realizar o cadastramento das famílias e organização da documentação necessária para envio ao Banco do Nordeste, e elaboração dos projetos a serem apresentados por cada família à instituição financeira”, explica o presidente da Bahia Pesca, Eduardo Rodrigues. As famílias que tiverem seus projetos aprovados pelo banco receberão ainda cursos de capacitação da Bahia Pesca.

Cada produtor terá acesso a um crédito de até R$ 15 mil. Podem se candidatar piscicultores que possuam DAP (Declaração de Apoio ao Pronaf) na categoria “variável” e que estejam em atividade.

Barreiras: Prefeitura inicia mutirão de regularização de imóveis

A Prefeitura de Barreiras está iniciando um mutirão de regularização imobiliária. O processo desenvolvido dentro do Programa Cidade Legal tem duas finalidades: uma que visa regularizar os imóveis públicos pertencentes ao município e que ao longo dos últimos anos foram negligenciados, resultando em invasões e prejuízos a administração pública. Outra que visa regularizar os imóveis privados, muitos localizados em bairros e loteamentos irregulares, situação que impede seus proprietários de escriturarem e registrarem seus imóveis.

O programa está divido em duas fases, a primeira etapa foi iniciada em janeiro deste ano e possibilitou a regularização de imóveis como a Maternidade Municipal e o Centro de Atendimento à Mulher – CAM. Ainda está em fase de regularização a antiga sede da Prefeitura Municipal, o Estádio Geraldão, o Centro de Abastecimento de Barreiras – CAB e o Centro Esportivo de Barreirinhas.

O Procurador Geral do Município, Túlio Viana, responsável pelo processo, afirma que os benefícios da regularização são enormes para a cidade. “Além de preservar o patrimônio público, dando segurança jurídica aos bens públicos, Barreiras estava perdendo importantes convênios e recursos do Governo Federal para construção e reforma de prédios públicos, pois existem vários contratos que a união só celebra quando o imóvel é registrado em nome do município. Os imóveis sempre foram de propriedade do município, porém sem a regularização era impossível firmar estes contratos”, disse.

Ainda nesse mês de junho, será iniciada outra etapa do mutirão de regularização, focada nos imóveis particulares. A iniciativa visa escriturar cerca de 5.000 imóveis em Barreiras, atendendo principalmente as famílias de baixa renda que sofrem constantemente com a insegurança, por não possuir a documentação da propriedade, estando impedidas de obter recursos junto às instituições financeiras e transacionar esses bens imóveis.

Vale ressaltar que o mutirão vai facilitar e desburocratizar as fases do processo de regularização imobiliária e que a Prefeitura de Barreiras conta com uma valiosa parceria dos Cartórios de Registros de Imóveis do 1º e 2º Ofício, além do empenho dos servidores da Secretaria de Infraestrutura e do Setor de Tributos.

Divulgada a grade completa do Arraiá de Caculé 2018

Nos dias 22, 23 e 24 de junho, acontecerá a festa mais esperada do ano: o Arraiá de Caculé, considerado um dos melhores São João da Bahia.

O evento busca se reinventar todos os anos trazendo atrações que possam agradar a todos os festeiros na Praça Deoclides Cardoso. Se preparem para dançar e curtir muito ao som de grandes bandas, como: Felipe Araújo, Cangaia de Jegue, Maike José, Chiclete com Banana, Trio Virgulino, Fann Estourado, Cheiro de Milho e muito mais.

Presídio de Brumado está superlotado antes mesmo de ser inaugurado e entrar em funcionamento

Se o presídio de Brumado fosse inaugurado hoje e todos os presos do município espalhados pelos demais presídios do Estado fossem repatriados, a unidade prisional já estaria com a capacidade, que é de 590 pessoas, praticamente atingida.

O site Achei Sudoeste levantou informações de que, na cidade de Vitória da Conquista, tanto no regime fechado quanto no provisório, há pouco mais de 300 custodiados da cidade de Brumado.

Proporcionalmente, pode se dizer que a população carcerária de Brumado é maior do que a de cidades maiores, como Vitória da Conquista e Jequié.

Os dados não são precisos quanto a se todos são brumadenses ou apenas fazem parte da região de cobertura da coordenadoria e da comarca regional, porém o número é grande e vem colaborando com a superlotação no presídio de Vitória da Conquista, que já passa de 800 detentos.

Nesse sentido, podemos afirmar que o presídio de Brumado, antes mesmo de ser inaugurado, já está com a sua lotação comprometida, uma vez que o município ainda absorverá custodiados das coordenarias e comarcas das demais microrregiões circunvizinhas, dentre as quais da região de Guanambi, onde se registra uma superlotação na cadeia pública local.

O raio x local e regional reflete a dimensão do déficit carcerário do Estado, que, segundo dados da própria secretaria de assuntos prisionais, ultrapassa a barreira de 3 mil vagas.

A unidade prisional de Brumado foi concluída há mais de um ano, porém o governo trava uma guerra judicial com a justiça trabalhista, que entrou com uma ação que impede a terceirização dos serviços de manutenção nos presídios da Bahia. Com o impasse entre os poderes, a unidade prisional brumadense ainda não pode ser inaugurada.

 

Fonte: G1/Secom bahia/BahiaPesca/O Expresso/Achei Sudoeste/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!