07/06/2018

Serrinha: Inscrições abertas para o IV Seminário Regional de Cultura

 

Entre os dias 15 e 17 de junho, acontecerá em Serrinha a quarta edição do Seminário Regional de Cultura, uma produção do NACOM - Núcleo de Arte, Cultura e Comunicação na Comunidade, que conta com o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Instituto de Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). As inscrições poderão ser feitas até dia 15 de junho.

O evento acontecerá em três espaços diferentes. A abertura será na sexta (15/06), no Salão Principal da Filarmônica 30 de Junho. No sábado (16), o seminário segue com as palestras, oficinas, mesas redondas e apresentações culturais no auditório da UNEB- Campus XI. O encerramento acontece no domingo (17), com o lançamento do CD “Céu, Terra, 51! Cada vez sai um… Brinquedos dos meninos de Serrinha Hoje” que conta com direção e pesquisa de Lydia Hortélio. A Sociedade Filarmônica União dos Músicos Serrinhenses também se apresentará.

O seminário está na sua IV Edição e se consolida como um importante espaço de formação para o território, e que neste ano traz como tema central “Literatura e Memória Cultural”. Será um espaço de formação, debates e celebração das culturas do Território do Sisal, onde se voltará a discutir sobre patrimônio material e imaterial em Serrinha e na região, através de ações educativas, formação de professores e estudantes, no sentido de reconhecimento e valorização dos patrimônios culturais. O público alvo será profissionais voltados ao estudo da memória, e nesta edição o Seminário estará aberto a pesquisadores que iniciaram seus trabalhos nessa área, ou tem interesse, e participem efetivamente do evento, além de professores e estudantes universitários.

O evento se configura como um grande encontro entre a sociedade civil e o Estado, que será um momento de troca de experiências e ideias entre os agentes culturais, que tem como um dos objetivos pautar a educação Patrimonial enquanto ação estruturante para implementação das Políticas Culturais. Na oportunidade serão discutidos os diversos desafios e as pretensões em colaborar com a reflexão sobre as práticas culturais transformadoras, independentes e democráticas, sobre as interfaces da cultura e sua contribuição para a sociedade.

Será realizada uma programação diversificada e que vai contar com várias participações especiais de pesquisadores e nomes importantes da cultura popular, a exemplo do gestor cultural Isaac Álvaro, o pesquisador Guilherme Machado, o professor e gestor público Sandro Magalhães, do museólogo Vinícius Zacarias, do historiador Robson Bezerra, do poeta e repentista Mestre Bule-Bule e a Dra. em Estudos Étnicos Raciais Isabelle Sanches, além da gestora educacional Judite Sant'Anna, a pedagoga e agente cultural, Jane Estrela e a Dra. em Ciências da Educação, Jusceli Cardoso, a etnomusicóloga Lydia Hortélio também fará parte do Seminário.

  • CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

15/junho – Sexta:  Salão Principal da Filarmônica 30 de Junho

* 8h às 9h- Credenciamento/Café da Manhã

* 8h- Apresentação Cultural com a Filarmônica 30 de Junho

* 9h- Abertura – Apresentação da Programação, Saudações Institucionais e Homenagens

* 9:30h - Mesa Redonda: Serrinha. Patrimônio e Memória

* Com gestor cultural Isaac Álvaro, o pesquisador Guilherme Machado e o professor e gestor público Sandro Magalhães

* 13:30h às 15:30h - Oficinas

Oficina 1: Educação patrimonial com o museólogo Vinícius Zacarias

Oficina 2: Patrimônio e plano de Salvaguarda público com historiador Robson Bezerra

* 16h Roda de conversa: Memórias da Bahia - Com o poeta e repentista Mestre Bule-Bule e a Dra. em Estudos Étnicos Raciais Isabelle Sanches

* 18h - Apresentação cultural com o músico e compositor Fábio Paes

16/junho – Sábado: UNEB Campus XI

* 8:30h- Apresentação Cultural Tucano

* 9h- Roda de conversa: Literatura e Memória Cultural

* Com a gestora educacional Judite Sant'Anna, a pedagoga e agente cultural Jane Estrela e a Dra. Em Ciências da Educação Jusceli Cardoso

* 11:20h -Apresentação Cultural com o Grupo Atos

* 14 às 17h -Oficina Encontro para Brincar. Música tradicional da Infância com a etnomusicóloga Lydia Hortélio

* 17h - Apresentação Cultural com o Grupo União da Cidade Nova

17/junho – Domingo: Praça Morena Bela

* 09h - Lançamento do CD “Céu, Terra, 51! Cada vez sai um… Brinquedos dos meninos de Serrinha Hoje” direção e pesquisa Lydia Hortélio. Com a apresentação cultural da Sociedade Filarmônica União dos Músicos Serrinhenses

Diálogos Culturais Identitários tem edição no município de Taperoá

Acontece neste sábado (09), a quarta edição do projeto Diálogos Culturais Identitários. A atividade realizada pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI/SecultBA), que anteriormente aconteceu nos municípios de Governador Mangabeira, Cachoeira e Cruz das Almas, será promovida no município de Taperoá, localizado no território do Baixo Sul. O evento terá início às 9h, na Câmara Municipal de Vereadores. Durante a tarde, das 13h às 18h, será promovida uma Oficina de Capacitação de Projetos Culturais.

Diálogos Culturais Identitários – o projeto integra um conjunto de ações de fortalecimento da cultura popular, com intuito de promover a escuta de demandas dos públicos e comunidades visitadas. O objetivo é apresentar iniciativas e realizações da SecultBA, oportunizando a avaliação do acesso às Políticas Culturais vislumbrando a construção de novos caminhos e estratégias para o desenvolvimento cultural local.

Na ocasião são dadas orientações sobre o processo de acessibilidade aos Editais Setoriais da SecultBA administrados pelo CCPI e apresentação do Centro como instrumento de fortalecimento das relações entre comunidade cultural local e o Governo do Estado. Sondagens e debates para a construção de um calendário cultural fortalecido e dinâmico, além de orientações sobre a organização e utilização de espaços culturais, apoio e financiamento de produções e atividades, dentre outros temas de interesse da política cultural entram na pauta. O objetivo é promover a participação da população, como meio de qualificar o planejamento de ações voltadas para as Políticas Culturais e Identitárias.

Mostra Braskem de Teatro abre cartaz para o espetáculo infantojuvenil "Bonito"

O espetáculo Bonito volta a cartaz pela Mostra Prêmio Braskem de Teatro, no sábado (09) e no domingo (10), com sessões às 11h e 16h, no Teatro Vila Velha. O que é Bonito para você? Esta pergunta moveu a criação deste espetáculo de dança-teatro que concorre na categoria Melhor Espetáculo Infantojuvenil.

Em cena, seis criadores reelaboram a imagem grotesca e assustadora dos monstros de infância e dão voz e movimento a novos monstros que são em si a força íntima de cada um. Bonito não é um espetáculo que busca contar uma história única e linear, mas uma dramaturgia aberta que permite ao espectador compor suas próprias histórias, a partir do entrelaçamento das diferentes imagens sugeridas pelos interpretes-criadores.

O que em mim assusta e incomoda, mas é ao mesmo tempo minha potência? Adotando a premissa de que nossos monstros são nossas potências, o espetáculo parte das memórias de criança dos intérpretes, suas brincadeiras e modos de se relacionar, para possibilitar olhares menos dicotômicos acerca da infância e os vestígios que ela deixa nos adultos.

Mais do que representar crianças, os interpretes criadores dialogam com as crianças que foram. Colocar as crianças desses adultos para brincar nesse imenso e bonito terreiro expande a conexão com o público e mobiliza memórias tanto em quem atua, quanto em quem vê.

O processo criativo teve início no contato com as crianças do IBCM e Instituto de Cegos da Bahia. Através desse contato, os interpretes criadores puderam acessar a visão de monstro e beleza daquelas crianças, bem como gatilhos e dispositivos de relação, do brincar/viver infantil.

Cada monstro do elenco foi elaborado através da ponte entre a infância e a vida adulta, nessa imensa celebração do crescer, tema recorrente no trabalho para a infância de Paula Lice, doutora e pesquisadora em Artes Cênica com ênfase em temáticas tabus nos espetáculos infantis, que assina a direção e a dramaturgia do espetáculo.

O projeto nasceu da parceria entre dois dançarinos, Edu O. e Lucas Valentim - ambos professores da Escola de Dança da UFBA. A criação do espetáculo foi viabilizada pelo edital Setorial de Dança 2016, do Fundo de Cultura do Estado da Bahia. Além de um espetáculo de dança-teatro, Bonito virou um livro, escrito a quatro mãos por Edu O. e Lucas Valentim.

A Mostra Prêmio Braskem de Teatro é organizada pela Caderno 2 Produções e patrocinada pela Braskem e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Serviço

Bonito – Mostra Prêmio Braskem de Teatro (categoria Espetáculo Infantojuvenil)

Quando: 09 e 10 de junho, às 11h e 16h

Onde: Teatro Vila Velha – Av. Sete de Setembro, s/n, Passeio Público, Campo Grande

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) – Ingresso Rápido ou na bilheteria do teatro

 

Fonte: SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!