14/06/2018

Prefeitos de Brumado e Dom Basílio cobram policlínica regional

 

Os prefeitos de Brumado e Dom Basílio, Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) e Roberval Meira (PR), respectivamente, além de vereadores, assessores e secretários municipais, se reuniram às margens da BA-148, em frente ao local destinado a receber as instalações da Policlínica Regional, para cobrar do governador Rui Costa (PT) a sua presença na região a fim de assinar a ordem de serviços e autorizar o início das obras do empreendimento.

Vice-presidente do consórcio regional de saúde, o prefeito de Dom Basílio falou ao site Achei Sudoeste que está otimista para o início das obras. “Vamos levar as últimas documentações ao governador e esperamos que o quanto antes ele venha licitar essas obras que darão um salto de qualidade na oferta da saúde em nossa região”, disse.

Já o prefeito brumadense, presidente do consórcio regional, cobrou do chefe do executivo estadual o atendimento dos anseios da comunidade regional de receber o equipamento de saúde. “Esperamos que vossa excelência o governador venha honrar o quanto antes a sua palavra, pois já cumprimos todas as condicionantes por ele impostas para recebermos a nossa policlínica”.

'Brumado perde para Guanambi por falta de representatividade política', diz prefeito

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) disse que o modelo egoísta de se fazer política do passado para os interesses partidaristas ou de cunho coronelista retardaram o progresso de Brumado e seus efeitos ainda são sentidos nos dias atuais, “pois os políticos de Brumado se atentaram demais para os embates internos e se esqueceram de construir representatividade nas demais esferas de governo”.

“Brumado perde para Guanambi exatamente por essa falta de representatividade política, seja no governo estadual ou nas bases do governo federal. Não queremos desmerecer Guanambi, mas poderíamos estar mais avançados hoje que Guanambi, isso se lá atrás tivéssemos construído nomes que seriam pontes entre o gabinete do prefeito e os gabinetes dos demais governos”, disparou o chefe do executivo brumadense.

Vasconcelos justificou que a cidade ainda não tem uma policlínica regional porque não há um representante legítimo fazendo essa ponte com as demais esferas governamentais. O prefeito mostrou-se incomodado e relembrou as palavras do saudoso Monsenhor Fagundes. “Já dizia Monsenhor que Brumado é terra de ninguém. Ele quis dizer que Brumado não tinha representatividade e hoje entendemos bem essas palavras”, concluiu.

Brumado: Declarada situação de emergência por conta da seca

Foi publicado no Diário Oficial do Município desta terça-feira (12) o Decreto nº 5066, que declara situação de emergência em áreas afetadas pela estiagem prolongada.

De acordo com a publicação, todos os órgãos municipais estão autorizados a se mobilizar para atuarem nas ações de resposta ao desastre e reconstrução do cenário, inclusive com a convocação de voluntários para reforças as atividades.

O decreto considera que nos últimos quatro anos a estiagem se intensificou por todo o município.

MST é retirado de área de mineração, em Itabela

Integrantes do Movimento dos Sem Terras que ocupavam uma área da Mirabela Mineração do Brasil, no município de Itagibá, desde o último dia 23 de abril (ver aqui), foram retirados do local na manhã dessa quarta-feira (13).

A reintegração de posse adquirido pela mineradora junto à justiça foi cumprido com o apoio da Polícia Militar.

Essa foi a terceira vez que o MST ocupa e deixa a área no entorno da Portaria 2. A Mirabela Mineração encerrou a produção em abril de 2016, mas continua funcionado setor administrativo.

De acordo com informações apuradas pela nossa reportagem, a multinacional estava em processo de venda, já quase concluído. Ainda conforme essas informações, uma empresa terceirizada foi contratada para realizar nos próximos dias os serviços de manutenção em máquinas instaladas na mina. O retorno da Mirabela é aguardado com muita expectativa na região. Nossa reportagem tentou contato com a direção da empresa.

Centro Glauber Rocha recebe Arraiá da Conquista na próxima semana

Na próxima semana, o Centro Glauber Rocha vai se transformar num verdadeiro salão de dança para quem gosta de arrastar a chinela e se balançar ao som do chiado da sanfona. A Prefeitura de Vitória da Conquista já está preparando o espaço para receber, nos dias 20, 21 e 22 de junho, o Arraiá da Conquista e suas atrações.

De acordo com a programação divulgada, serão 17 shows no palco principal, seis na Vila Junina, apresentações de dança e de quadrilhas, feirinha de artesanato e uma diversidade de opções gastronômicas nas barraquinhas e nos “food trucks”. Os portões serão abertos às 18 horas e os shows terão início às 19 horas.

Conforme a Secretaria de Cultura, a novidade nesta edição, para melhor aproveitamento do espaço, é a mudança na estrutura: o palco ficará virado para a Feirinha do Bairro Brasil e a Vila Junina ficará no lado oposto, próximo de onde era montado o palco anteriormente. Essa mudança, ainda segundo a Secretaria, aumentará o número de saídas de emergência e o palco ficará contra a chuva e o vento. Além disso, em frente ao palco, uma estrutura será montada para garantir uma área coberta com capacidade para mais de duas mil pessoas. Confira a programação completa.

Risco de desertificação no Sudoeste é tema de estudo na UESB

Durante o período da seca, muitos agricultores se sentem inseguros em relação à produção. Foi associando o pensamento empírico sobre a região afetada pela estiagem com a pesquisa científica que o professor do curso de Engenharia Florestal, Odair Lacerda Lemos, percebeu a importância de verificar se algumas regiões que sofreram ausência de chuvas e alterações antrópicas estão propensas à desertificação.

De acordo com a pesquisa, o termo desertificação, que vem sendo utilizado desde a Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação, em 1994, é definido como “a degradação da terra nas zonas áridas, semiáridas e subúmidas secas, resultante de vários fatores, incluindo as variações climáticas e as atividades humanas”.

Utilizando imagens de satélites, os alunos bolsistas de Iniciação Científica, sob a orientação do professor, verificam e acompanham dados expostos na imagem de três microrregiões da região Sudoeste (Brumado, Itapetinga e Vitória da Conquista). Durante o processo, são utilizados algoritmos específicos e uma metodologia própria para analisar e modelar os dados das imagens de satélites. A ideia é orientar o trabalho a partir de indicadores biofísicos como os índices de vegetação, a temperatura e o fluxo de calor no solo e o albedo (índice de absorção solar).

Segundo o professor, é importante ressaltar que é realizada na pesquisa uma associação desses índices capaz de apontar quais locais estão mais suscetíveis ao processo de desertificação. “O que não significa que estão desertificados hoje. Mas, se não tiver um trabalho de monitoramento e conscientização, pode vir a acontecer”, afirma o coordenador. Ainda de acordo com Lemos, essa alteração é dinâmica. Em um determinado ano, a região pode apresentar risco de desertificação, e, após um processo de regeneração, exista a possibilidade de a mesma área deixar de ser suscetível a isso. Sendo assim, cinco anos, por exemplo, mantendo o mesmo padrão já é um sinal de alerta.

A ideia é, futuramente, com informações mais concisas, o resultado final ser publicado numa plataforma criada pelo projeto para contribuir com a comunidade. Para o coordenador, é importante também os órgãos governamentais terem acesso aos resultados para tentarem reverter o quadro de degradação das áreas afetadas. O trabalho na Uesb vem sendo realizado desde 2015 e pretende encerrar daqui a dez anos. Até o momento, dados parciais foram divulgados em eventos científicos, com o apoio da Uesb e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Operação Pipa do Governo Federal é garantida em Vitória da Conquista

Tão logo recebeu comunicado do Ministério da Integração Nacional, dando conta da suspensão da Operação Pipa em Vitória da Conquista, o prefeito Herzem Gusmão (MDB) acionou o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB), que em audiência (foto) com o ministro da pasta, Antônio de Pádua  conseguiu revogar a medida, que por certo traria transtornos enormes a população que vive na zona rural do município.

Defesa Civil

O relatório do levantamento feito pelo Coordenador da Defesa Civil, Capitão da Reserva do Exército,  Ubaldino Figueiredo, foi decisivo e ofereceu elementos para que o deputado Lúcio conseguisse reverter a medida que foi anunciada pelo Ministério da Integração Nacional.

A Prefeitura recebeu comunicado oficial da manutenção do serviço de abastecimento de água na zona rural, nesta terça-feira (12). A Prefeitura vem mantendo também a Operação Pipa Municipal através da Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Sindicatos convocam servidores municipais para paralisação unificada dia 19 em Jequié

As entidades sindicais SINSERV, APLB e SIND ACAS/ACE, estão programando uma paralisação unificada de 24h, para terça-feira (19), com concentração a partir das 8h na praça em frente a agencia dos Correios, de onde os  servidores municipais  seguirão em caminhada até o prédio sede da Prefeitura, onde farão uma manifestação. “O movimento paredista unificá pontos em comum da Campanha Salarial 2018, entre as três entidades, através da “Luta pelo Respeito e Dignidade dos servidores públicos municipais”, diz a nota divulgada no site do Sinserv.

Professores (as)

Além da paralisação, a categoria de professores dará  prosseguimento ao calendário de lutas aguardando a resposta do oficio já encaminhado em que a APLB solicita audiência com a Comissão de Negociação para discutir os impactos do Piso de 2018. O próximo passo é realização de uma Assembleia da Rede Municipal, no mês de julho, para avaliar e deliberar sobre a luta do Piso para 2018. O Sindicato também incentiva que as Escolas Municipais realizem reuniões com pais, mães, responsáveis e estudantes e discuta com eles a situação da Educação Municipal e a Valorização Profissional dos Professores.  Durante a Assembleia, a diretora da APLB, Caroline Moraes, informou sobre as Eleições da APLB Sindicato – Diretoria Executiva que acontecerá em julho, e que todos os filiados deverão participar com o seu voto. Caroline também falou sobre a situação do pagamento da 3ª Lista de retroativos dos Processos Administrativos. Segundo a Controladoria houve demora por conta da necessidade de refazer os cálculos com os descontos de Previdência e Imposto de Renda.  Sobre a escolha dos representantes para os Conselhos do IPREJ, a diretora avisou que a categoria deverá aguardar a Assembleia Unificada. E a respeito do reagendamento do uso da Tribuna Livre pela APLB Sindicato na Câmara Municipal de Vereadores, o evento está previsto para 17h do dia 25 de julho.

TJ-BA condena empresa Cidade do Sol a indenizar passageiro que quase perdeu jogo da Copa em 2014

A Justiça baiana condenou a empresa de transportes Cidade do Sol a indenizar um consumidor em R$ 8 mil por atraso em uma viagem para Salvador para assistir à partida entre Bósnia e Irã, na Fonte Nova, em Salvador, no dia 25 de junho de 2014, pela  Copa do Mundo de futebol.  O passageiro comprou passagens para uma viagem de ônibus de Jequié para Salvador naquela data, com saída de Santa Inês às 5h30. Ao entrar no ônibus, ele descobriu que a empresa vendeu assentos em duplicidade. Junto com outros clientes da empresa, que passaram pelo mesmo problema, decidiu fretar um táxi que os trouxe até Salvador para assistir ao jogo. Ele precisou desembolsar R$ 198 para pagar o deslocamento. A empresa de ônibus, em sua defesa, afirmou que não vendeu passagens em duplicidade, e disse que a passagem vendida ao autor da ação foi de um ônibus “extra”, que chegou com atraso à Rodoviária de Santa Inês em razão de obras na BR 116. A empresa também afirmou que o autor da ação e outras pessoas iniciaram um tumulto na rodoviária, impedindo a saída do ônibus regular por duas horas. Disse também que o autor, sem qualquer razão, “deixou a rodoviária e pegou um táxi até o destino final” e que o ônibus extra chegou à rodoviária e a viagem aconteceu sem problemas. Também sustentou que os fatos aconteceram por culpa exclusiva do autor, e, por isso, não enseja reparação.

Além do mais, argumentou que “os atrasos são coisas absolutamente previsíveis quando falamos de estradas em obra, pela notoriedade do fato”. A desembargadora Telma Britto, da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), ao analisar um recurso da empresa contra decisão condenatória de 1º Grau, afirmou que se a empresa tinha conhecimento da obra na BR 116, e que poderia ocasionar atrasos, tinha obrigação de “informar claramente tal situação ao consumidor, bem como tomar as medidas para antecipar as saídas de seus veículos das garagens e, assim, cumprir os horários de saída e chegada a que se comprometera quando da venda da passagem”. A desembargadora ainda pontuou que na passagem não havia qualquer sinalização ou informação da possibilidade de atraso. Em seu entendimento, houve falha na prestação de serviço, pois causou danos de ordem moral como material ao autor da ação, que teve que desembolsar quase R$ 200 para fretar um carro que o trouxesse a tempo de assistir ao jogo. A decisão transitou em julgado em março deste ano.

 

Fonte: Achei Sudoeste/Giro em Ipiaú/BlogdaResenhaGeral/JequieReporter/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!