23/06/2018

Morte de Waldir Pires consterna políticos na Bahia

 

Políticos de diversas correntes ideológicas na Bahia lamentaram a morte do ex-governador do estado, Waldir Pires (PT), ocorrida na manhã desta sexta-feira (22) em Salvador. Pires foi internado no Hospital da Bahia nesta quinta (21) com quadro de pneumonia, teve uma parada cardio respiratória na manhã desta sexta e não resistiu.

Nas redes sociais, diversas personalidades políticas externaram pesar pela perda do ex-governador. João Leão (PP), vice-governador, usou seu perfil na rede social Twitter: Com muita tristeza que recebi agora a informação do falecimento de Waldir Pires, ex-governador da Bahia. Meu amigo se foi ao 91 anos. Meus sentimentos a toda família e aos amigos. Descanse em paz!  #LutoNaBahia.

O presidente do Democratas na Bahia, o deputado José Carlos Aleluia, também se manifestou: "A Bahia perde um grande homem público. Trabalhamos juntos quando presidi a Comissão de Constituição de Justiça da Câmara, da qual ele era membro. Uma aula de harmonia entre lados distintos da política".

Líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa da Bahia, Joseildo Ramos disse que Pires deixa uma lacuna imensurável na política. "É com profunda tristeza que lamento a morte do grande companheiro Waldir Pires. Ex-governador da Bahia, Waldir construiu uma trajetória política honrada e de luta, como poucas vezes se viu na história recente do nosso país. A morte de Waldir é uma perda irreparável para a política brasileira, que deixa uma lacuna imensurável. Hoje perdemos um ícone da defesa da democracia. É nosso compromisso dar continuidade à sua luta", disse Ramos no Twitter.

Carlos Geilson, deputado estadual pelo PSDB, afirmou que Waldir Pires foi um político diferenciado. "O Brasil perde um democrata na sua essência, um político diferenciado. Fica o seu exemplo, a sua conduta de homem público e a sua luta pela redemocratização do País. Waldir Pires descanse em paz", disse o tucano.

A ex-prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), classificou Pires como um 'patrimônio de ética e defesa da coisa pública': "A Bahia e o Brasil perdem um grande homem, um patrimônio de ética e defesa da coisa pública. E nós todos perdemos um grande amigo e companheiro".

Deputado estadual pelo PSDB, Marcell Moraes lamentou a morte do ex-ministro da Previdência Social e da Controladoria Geral da União. “Deixo aqui meus sentimentos à família de doutor Waldir Pires. Tivemos a oportunidade de ser colegas quando fomos vereadores de Salvador, aprendi muito com seus ensinamentos e seus ideais. Sempre com o sorriso no rosto me cumprimentava todos os dias, contando casos de Amargosa, onde foi um grande amigo de minha avó Carminha, também já falecida”, relembrou Marcell.

Irmão de Marcell, a vereadora Marcelle Moraes endossou as palavras do legislador estadual e frisou que Pires deixará um legado ético e moral para a vida pública.

O deputado federal Jorge Solla (PT) classificou a data de hoje como um dia triste para a política baiana. "Recebo com muito pesar a notícia do falecimento de nosso grande companheiro governador Waldir Pires, sem dúvidas a maior referência moral e intelectual de toda uma geração de políticos no Brasil, que aprendeu com ele caros valores de democracia e de justiça social", frisou Solla.

Ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Marcelo Nilo também usou as redes sociais para lamentar a morte do ex-governador. "Eu lamento profundamente a morte do ex-governador da Bahia e meu amigo, Waldir Pires. Lutou o bom combate. Deixou um legado dedicado a democracia e a liberdade", disse.

Alex da Piatã (PSD), em nota, classificou Pires como um homem à frente do seu tempo. “Com grande pesar lamento o falecimento do ex-governador Waldir Pires. Um político à frente do seu tempo. Um baiano que marcou a história política da Bahia e do Brasil. Sua trajetória como cidadão e político é espelho da atuação de que qualquer agente público deve tomar como exemplo. A Bahia chora", disse o pessedista.

Vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) externou pesar pela morte do petista. “Os meus mais sinceros pêsames pela irreparável perda do ex-governador e ex-vereador, Waldir Pires, em especial à família e aos amigos, e que Deus conforte a todos", disse Reis.

Secretária do Desenvolvimento Econômico da Bahia, Luiza Maia (PT) destacou a trajetória política de Waldir Pires. "Inegável a trajetória política dele e reconhecimento nacional pela contribuição histórica que deu à democracia, ao progresso do nosso estado, além da sua dedicação às causas nobres, sociais e humanas", disse Luiza.

O vereador e ex-presidente do Legislativo de Salvador, Paulo Câmara (PSDB), relembrou o período em que conviveu com Pires na Casa de leis da capital: "É com imenso pesar que recebo a notícia do falecimento de Waldir Pires, um homem íntegro que dedicou a maior parte da sua vida à política. A sua biografia fala por si só, nos aspectos da ética, da moralidade e da honestidade. Um homem que foi ministro da Previdência Social, da Defesa, governador, deputado federal, finalizou sua vida pública de forma honrada como vereador de Salvador, e aqui destaco o grande amigo que tive quando era presidente da Câmara Muncipal. Vai em paz, Waldir! Seus ensinamentos ficarão guardados para sempre em nós".

Líder do DEM na Câmara de Salvador, o vereador Alexandre Aleluia também lamentou a morte do ex-governador petista. "Perdemos uma figura pública importante na história de nosso estado e também do Brasil. Manifesto meu pesar à família e aos amigos de Waldir Pires", disse o vereador em nota.

Secretário de Educação do Estado da Bahia e senador licenciado, Walter Pinheiro (sem partido), emitiu nota de pesar pelo falecimento do ex-ministro. “Waldir: Referência e símbolo de uma histórica luta pela democratização”, elogiou.

O presidente estadual do PPS, Joceval Rodrigues (PPS), afirma que os poderes legislativos municipal e estadual estão de luto. "Waldir era um dos maiores entusiasta da democracia, um dos grandes ícones da política, da educação e das relações sociais", apontou.

Líder da oposição na Câmara de Salvador e correligionária de Waldir Pires, a vereadora Marta Rodrigues diz que o ex-governador se torna um nome que "norteará os ideais de quem luta por justiça social".

"Waldir era, para todos nós, de Salvador, da Bahia e do Brasil, uma referência política e pessoal, exemplo de hombridade e comprometimento com o povo, marcando a honestidade em sua trajetória. A democracia brasileira, que tanto perdeu nos últimos anos, perde também um político cuja desenvoltura só teve a nos ensinar. Filiado ao PT, foi um combatente do neoliberalismo e da agenda política que favorece a elite, sendo uma esperança para todos que lutam por justiça social", enfatizou Marta.

Presidente do PRB na Bahia, a deputada Tia Eron expressou pesar pela morte do ex-governador. “Meus sinceros sentimentos a família. Nosso governador querido, de quem eu tive a gratificação de ser colega. Compartilhar o parlamento com o grande Waldir Pires foi uma grande honra", rememora a deputada.

"Ele era dessas pessoas que você sentava para conversar e sempre aprendia algo. Ele tinha muito a oferecer. Era esse homem cheio de saber. A sua memória será sempre saudosa para o povo da Bahia”, disse Tia Eron.

Já o deputado estadual Leur Lomanto Jr. (DEM), lembrou a relação de cordialidade entre o ex-governador e o seu falecido avô, o ex-governador Lomanto Júnior. “Apesar de serem adversários, eles nunca foram inimigos. Disputaram o governo da Bahia em 1962, sendo Lomanto Júnior vitorioso nas eleições. Após encerramento do governo, o meu avô esteve na Europa e na oportunidade o visitou no exílio, ouvindo do próprio Waldir que Lomanto tinha feito o governo que ele havia sonhado em fazer na Bahia. Sempre contavam essa história que eu e minha família lembramos hoje com muito carinho”, enfatizou Leur Jr.

O ex-deputado federal Leur Lomanto foi colega de Waldir Pires na Câmara dos Deputados e exalta o legado do ex-governador. “Sempre exerceu a política com ética, dignidade e respeito. Lamentamos o seu falecimento e prestamos solidariedade aos familiares, amigos e admiradores que acompanharam a sua trajetória”, afirmou.

O presidente do PDT na Bahia, deputado federal Felix Mendonça, salientou a perda do “grande homem público”. “Como todo grande homem público,  o ex-governador Waldir Pires começou  a sua vida política ainda muito cedo. Com 24 anos elegeu-se Deputado Estadual, fazendo parte da base do então Governador Antônio Balbino. Em sua passagem pelo PDT, elegeu-se Deputado Federal em 1990. Governador da Bahia e Vereador de Salvador, a sua luta e a defesa de seus ideais marcaram sua história. Nos deixa aos 91 anos de idade, criando em nós um sentimento de grande perda”, disse.

'Um homem comprometido com a democracia', diz Dilma ao externar pesar pela morte de Waldir Pires

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) externou pesar pela morte do ex-governador da Bahia Waldir Pires, 91, ex-ministro da Defesa no governo Lula (2006-2007).

Pires estava internado no Hospital da Bahia desde a noite de quinta-feira (21) com um quadro de pneumonia. Segundo a assessoria da unidade de saúde, ele não resistiu a uma parada cardiorrespiratória por volta das 10 horas desta sexta (22).

"É com muita tristeza que recebo a notícia da morte de Waldir Pires, ex-ministro e ex-governador da Bahia. O Brasil perde um de seus mais valorosos e combativos filhos, um homem comprometido com a democracia e o povo brasileiro. É um dia triste para todos aqueles que lutamos e sonhamos com um Brasil mais justo. Meus sentimentos à família, ao povo da Bahia e aos amigos e companheiros do PT", escreveu Dilma em suas redes sociais.

Temer sobre Waldir Pires: “Baianos e brasileiros perdem um símbolo da política”

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), lamentou a morte do ex-governador da Bahia, Waldir Pires (PT), que faleceu nesta sexta-feira (22) em Salvador aos 91 anos. “Waldir Pires foi o primeiro governador da Bahia eleito depois da redemocratização, pelo PMDB. Os baianos, e os brasileiros, perdem um símbolo da política feita com ética e paixão pelo seu país”, disse Temer através das redes sociais.

Waldir Pires deu entrada na noite desta quinta-feira (21) no Hospital da Bahia com quadro de pneumonia. De acordo com a unidade de saúde, nesta manhã, por volta das 10h, Pires teve parada cardio respiratória e não resistiu.

CGU emite nota de pesar pela morte do ex-governador baiano Waldir Pires

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) emitiu uma nota de pesar pela morte do ex-governador Waldir Pires na manhã desta sexta-feira (22) em Salvador.

Waldir Pires foi o primeiro ministro da CGU em sua atual configuração. O político baiano atuou na pasta de 2003 a 2006 e ficou conhecido pela ampla estruturação promovida no órgão de controle interno do Governo Federal.

"Waldir Pires foi responsável por coordenar a atuação das estruturas de detecção e punição na CGU, em 2003, por meio da Secretaria Federal de Controle Interno (SFC), da Ouvidoria-Geral da União (OGU) e da Corregedoria-Geral da União (CRG). Os mecanismos de prevenção da corrupção ganharam maior dimensão e foram reunidos na então Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas (SPCI), criada no início de 2006", aponta a nota do órgão federal.

Durante a gestão do ex-ministro, a CGU implementou importantes políticas de controle da Administração Pública, bem como de prevenção e combate à corrupção. Destacam-se o Programa de Fiscalização a partir de Sorteios Públicos, com auditorias dos recursos federais transferidos a estados e municípios; o programa de capacitação de cidadãos para atuarem no controle social, Olho Vivo no Dinheiro Público; e o Portal da Transparência, ferramenta de prestação de contas governamental, lançada em 2004, reconhecida e premiada no Brasil e no exterior.

Em dezembro de 2003, em Mérida, México, Waldir Pires assinou, pelo Brasil, a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, marcando, a partir dali, a presença do país nos fóruns internacionais sobre a matéria. Sob seu comando, a CGU foi responsável por organizar o IV Fórum Global de Combate à Corrupção, sediado em Brasília, em junho de 2005.

"A CGU presta condolências aos familiares do ex-ministro e agradece pelos relevantes serviços prestados", diz o ministério.

 

Fonte: BNews/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!