27/06/2018

Santo Amaro: Museu do Recolhimento dos Humildes terá catálogo

 

“Museu do Recolhimento dos Humildes - Dois Séculos de História” é o nome do catálogo de fotos e textos, comemorativo de dois séculos de história do Museu do Recolhimento dos Humildes, localizado em Santo Amaro (BA). Composto por 160 registros fotográficos de peças pertencentes ao acervo do museu (dentre as quais, coleções de imaginária, pintura, alfaias, mobiliário, paramento, porcelana, cristais e também obras confeccionadas pelas recolhidas) e textos com aspectos históricos, culturais, sociais e políticos do contexto da criação do museu e informações técnicas museológicas das obras publicadas, o catálogo será lançado no próximo dia 29, às 10h, no museu.

O projeto foi apoiado com recursos financeiros do Fundo de Cultura da Bahia, através do edital Setorial de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), autarquia vinculada à Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA) e é uma parceria entre a 2 Designer (empresa de design gráfico), a Congregação de Nossa Senhora dos Humildes (responsável pela administração do Museu do Recolhimento) e o fotógrafo Aristides Alves. O lançamento contará com a presença da equipe técnica do projeto, que é composta pelo historiador responsável pela pesquisa e produção de conteúdo textual, o professor doutor Luiz Alberto Ribeiro Freire; do responsável pelo projeto gráfico, o designer gráfico Carlos Roberto Cerqueira; fotógrafo Aristides Alves, além de representantes da Congregação e do Ipac.

“O Convento de Nossa Senhora dos Humildes constituiu-se em importante centro de educação das mulheres no século XIX. Nele as freiras desenvolveram uma arte identificada com as prendas femininas, legando um valioso acervo de delicadas composições sacras, singulares, raras e representativas da cultura baiana oitocentista. Este catálogo pretende contribuir para a difusão de peças de destaque artístico e cultural produzidas na Bahia e que muito acrescerá a percepção do Patrimônio Cultural Brasileiro. Acreditamos que o registro fotográfico é uma importante forma de preservação da memória”, explica Luiz Alberto Ribeiro Freire.

“Este catálogo é mais um importante instrumento de pesquisa e difusão do acervo do Museu do Recolhimento dos Humildes; propiciando que a sociedade conheça a história secular do Convento de Recolhimento dos Humildes”, acrescenta Fátima Santos, responsável pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac).

De acordo com o proponente do projeto, Beto Cerqueira, o objetivo é contribuir com a valorização e a divulgação do acervo do Museu do Recolhimento dos Humildes, através do acesso da sociedade ao patrimônio museológico. “Além de estimular o interesse e favorecer o acesso ao conhecimento dessa parte da história e da memória da Bahia e do Brasil temos como foco também estimular a visitação ao museu; contribuir com a preservação e a valorização da cultura brasileira; e contribuir com o registro textual e iconográfico da cultura brasileira do século XIX”, explica.

O projeto visa a produção, publicação, distribuição para bibliotecas do Estado e disponibilização para venda de livro. Da tiragem de publicação (1000 livros), 700 são para o Museu do Recolhimento dos Humildes colocar à venda pelo valor de R$ 50,00. Toda a verba arrecadada será revestida para a manutenção do museu.

“Este museu se constitui numa das maiores riquezas do municipio de Santo Amaro, assim como da Bahia, pois essa instituição contribuiu decisivamente para a história e formação religiosa do povo santamarense. O seu acervo é valiosíssimo e precisa ser perpetuado através de projetos como estes”, ressalta o diretor do Ipac, João Carlos Oliveira.

Museu do Recolhimento dos Humildes

Localizado na cidade histórica de Santo Amaro da Purificação (BA), o Museu do Recolhimento dos Humildes foi inaugurado em 15 de junho de 1980 com a missão de preservar os bens móveis e integrados oriundos do primeiro recolhimento para mulheres fundado ainda no século XIX: o Convento de Nossa Senhora da Conceição dos Humildes que conta com uma história de 200 anos de devoção. O acervo do museu é composto por cerca de 800 peças, em sua maioria, representativas do século XIX. Sua composição varia entre coleções de imaginária, pintura, alfaias, mobiliário, paramento, porcelana, cristais e obras confeccionadas pelas recolhidas.

O convento foi fundado em 1808 e oficializado em 1817 como centro de educação feminino. Foi criado para abrigar meninas órfãs, escravas, viúvas e filhas de senhores de engenho. Sob a guarda do clérigo, essas mulheres aprendiam sobre o catolicismo e afazeres domésticos.

As imagens sacras delicadamente ornamentadas pelas recolhidas e o artesanato produzido por elas constituem a maior peculiaridade do acervo, composto também por cristais, pratarias, mobiliário, porcelanas, paramentos, rendas e alfaias (objetos litúrgicos). São cerca de 800 peças datadas do século XIX e tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1995. Já o prédio é tombado como Patrimônio da Bahia pelo IPAC. O espaço possui um convênio de cooperação técnica com o IPAC que inclui a dinamização e conservação de seu acervo e a conservação do imóvel.

O Museu do Recolhimento dos Humildes é administrado por meio de um Convênio de Cooperação Técnica e Administrativa pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC), unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). Endereço: Praça Frei Bento, s/n, Santo Amaro (BA).

Simões Filho: Fábrica de colchões será leiloada

Uma Fábrica de colchões localizada na cidade de Simões Filho será leiloada com lance inicial de R$ 7 milhões. A Brasfoam Indústria e Comércio de Espumas e Colchões Ltda será vendida devido a uma ação do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA).  O leilão será encerrado na manhã da próxima quarta-feira, 4 de julho.

Estima-se que a fábrica seja avaliada em até R$ 14 milhões. O imóvel está localizado no Parque Industrial CIA/SUL, Simões Filho, e contém dois galpões industriais, sendo um prédio administrativo com refeitório, vestiário, guarita, reservatório de água, sanitários e demais instalações.

Além deste, o leilão dispõe de outros imóveis, automóveis e equipamentos que são ofertados em mais de 200 lotes. Os lances podem ser através do site de leilões do órgão.

Disep de Maragogipe será inaugurado nesta quarta-feira (27)

O 31º Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) será inaugurado em Maragogipe, nesta quarta-feira (27), às 9h, com a presença do governador Rui Costa. Construído pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), o distrito é composto de área administrativa e unidades das polícias Civil e Militar. Foram investidos mais de R$ 3 milhões no Disep, que fica situado no bairro Cabaceiras.

Já na Praça das Mangueiras será assinada ordem de serviço para pavimentação da BR 420, no trecho entre São Félix /acesso a Maragogipe. O governador também vai autorizar a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) a lançar licitação para obras de construção dos acessos à ponte Rio Baetantã.

O governador autoriza ainda a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) a celebrar convênio no âmbito do Programa Bahia Produtiva, na área de Mandiocultura. Além disso, ele participa da inauguração de escolas.

Código de Ética e Decoro Parlamentar vai disciplinar ações dos vereadores em Camaçari

Um dos deveres fundamentais do vereador é "prestar solidariedade política a todos os cidadãos, em especial aos perseguidos, injustiçados, excluídos e aos discriminados, onde quer que se encontrem". Este é um dos tópicos abordados pelo Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Camaçari aprovado na Sessão Ordinária realizada no último dia 21 de junho.

"O documento pretende orientar o vereador no exercício do seu mandato, que deverá atender também às prescrições das Constituições Federal e Estadual, da Lei Orgânica do Município de Camaçari e do Regimento Interno da Câmara, ficando sujeitos aos procedimentos e penalidades estabelecidos no Código", justificou o presidente da Câmara, vereador Oziel (PSDB).

Ainda segundo o Código, o vereador deve "contribuir para a afirmação de uma cultura cujos valores não reproduzam, a qualquer título, quaisquer preconceitos entre os gêneros, especialmente com relação à raça, credo, orientação sexual, convicção filosófica, ideológica ou política".

As normas de conduta nas sessões de trabalho da Câmara, a fim de evitar desordem e atos que infrinjam as regras de boa conduta nas dependências da Casa, também são tratadas no Código. Segundo o Inciso I, Art. 5º do Capítulo III, constitui-se falta do vereador contra a ética e decoro parlamentar, no exercício do seu mandato, "desacatar ou praticar ofensas físicas ou morais, bem como dirigir palavras contra a honra de seus pares, perante a Mesa Diretora, o Plenário ou as Comissões, ou a qualquer cidadão ou grupos de pessoas que assistam a sessões de trabalho da Câmara".

Para garantir o cumprimento das normas, também foram pautadas as penalidades aplicáveis às infrações para os parlamentares que não as observarem, que vão desde a censura pública verbal ou escrita à perda do mandato.

"As orientações do Código de Ética e Decoro Parlamentar relacionam de forma organizada e legal procedimentos para colaborar com o bom andamento dos trabalhos realizados na Câmara Municipal de Camaçari", finalizou Oziel.

SAJ: Após o São João 2018 prefeito pensa em algo maior para os próximos anos

Para o prefeito de Santo Antônio de Jesus, Rogério Andrade (PSD), todas as expectativas do festejos juninos foram superadas, uma vez que o espaço da festa esteve lotado desde o primeiro dia, e de lá pra cá o público veio aumentando diariamente. O prefeito agradeceu ao povo de Santo Antônio de Jesus pela hospitalidade, a imprensa que ajudou a projetar o São João e aos servidores municipais que durante todo o ano ajudaram a construir esse grande momento.

O gestor lembrou ainda que fora do circuito principal aconteceu o forró das crianças, da melhor idade, e dos bairros com a rural elétrica, além da Vila do Forró. “Foram 80 atrações locais, resolvemos prestigiar a prata da casa, respeitando os nossos talentos”, disse.

Rogério ainda falou sobre uma pesquisa popular, onde aumentou de 81 para 91% o percentual de pessoas que aprovou o São João. “A ideia é competir em nível de nordeste e para isso a gente precisa ouvir os visitantes e moradores da cidade para melhorar a cada dia. Agora é começar a pensar em algo maior para que a gente possa competir com Caruaru, e se depender da minha vontade, da vontade do povo e da imprensa, nós chegaremos lá. É um sonho e vamos perseguir esse sonho com fé em Deus”, disse o prefeito.

 

Fonte: SecultBa/TRT5-Ba/Secom Bahia/Camaçari Noticias/Tribuna do Recôncavo/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!