27/06/2018

Casa Nova anuncia Festa do Interior para 06 de julho

 

A programação oficial da 29ª Festa do Interior foi anunciada nesta segunda-feira pelo prefeito Wilker Torres. A Festa será aberta no dia 06 de julho com atrações locais e Zezo e Zeca Bota Bom como atrações principais; Dia 07: Ana Costa, Noda de Caju, Tayrone e Trio Granah. No dia 08, o último, uma Festa Infantil logo cedo e a seguir o show de Leo Santana, Devinho Novaes e Pega Leve encerrando a noite. Em todas as noites haverá apresentação de atrações locais.

Nem todas as críticas são válidas" - comentou o Prefeito Wilker Torres ao anunciar a programação da XXIX Festa do Interior - "A crise, que ninguém pode negar, as dificuldades enfrentadas pelos municípios, que cada vez mais tem menores receitas e mais obrigações nos obriga a pensar seriamente em adiar investimentos e gastos. Ainda assim, com todas as dificuldades, em respeito à tradição e à cultura de nossa gente, vamos realizar a Festa do Interior. Poderá até não ser a que todos nós desejamos, mas nossa gente vai brilhar, vai fazer bonito e será, tenho certeza, a maior festa de todos os tempos, pela alegria e hospitalidade de Casa Nova.

CASA NOVA: PALMA PARA AGRICULTORES MELHORA CONVIVÊNCIA COM A SECA NO INTERIOR

A prefeitura de Casa Nova em parceria com a Associação de Moradores e Produtores de Macambira e Região entregou no final de semana cinquenta mil raquetes de palma aos agricultores familiares das comunidades atendidas pela entidade. Luiz Sousa da Costa, líder comunitário e dirigente da Associação” estas mudas vêm para garantir o desenvolvimento da cadeia produtiva em nossa região. A criação vai poder passar os períodos mais secos com alimentação suficiente, sem perda de peso. O prefeito Wilker está de parabéns e só temos é que agradecer”, diz, ele.

Quem fez a entrega das mudas de palma foi Cosme Coelho, nascido na comunidade, Presidente fundador da associação e Chefe de Gabinete do Prefeito Wilker, que comemora o atendimento da reivindicação: “O prefeito mostra seu compromisso com o desenvolvimento da agricultura familiar, o respeito e atenção aos que mais precisam. O compromisso é ampliar este programa a todo o município de Casa Nova”. Na avaliação de Cosme Coelho as raquetes agora entregues “são mudas suficientes para serem utilizadas por centenas de famílias”.

Paulo Afonso realiza processo licitatório para construção da UTI

Na manhã desta segunda-feira (25), a Prefeitura de Paulo Afonso realizou o processo de licitação para a construção da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que será instalada no Hospital Municipal Aroldo Ferreira Filho (HMPA).

O termo de convênio entre o município e o governo da Bahia foi assinado no mês de maio. De acordo com secretário Estadual de Saúde, Fábio Villas-Boas, o investimento gira em torno de R$ 4 milhões, sendo R$ 3 milhões de emendas parlamentares do deputado federal Mário Negromonte Júnior (PP). O custeio anual será de cerca de R$ 4 milhões, onde a união arcará com 70% desse valor quando a mesma estiver habilitada.

A UTI que será instalada no HMPA será do tipo padrão, com dez leitos adultos, sendo nove leitos gerais e um para o isolamento. Será instalado também um centro de diagnóstico por imagem.

“Temos vontade política de diferentes entes, temos a determinação do prefeito e do governador e já temos todas as plantas e projetos prontos e agora é só colocar mãos à obra e inaugurar essa UTI até o final do ano”, disse o secretário estadual de Saúde, Fábio Villas-Boas.

BIODIVERSIDADE BRASILEIRA É PRESERVADA AO LONGO DO PROJETO SÃO FRANCISCO

Mais de 158 mil animais já foram resgatados pelo Governo Federal nas áreas de implantação das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco nos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. Desde 2007, o Ministério da Integração Nacional investiu aproximadamente R$ 143 milhões para os resgates, cuidados, triagens, tratamentos médicos, alimentação e o retorno das espécies à vida selvagem. Do total de animais resgatados (158.742), cerca de 88% (139.203) já retornou ao habitat natural. Os recursos federais também foram aplicados em ações voltadas ao cuidado da flora da região.

As intervenções ambientais fazem parte do Programa de Conservação de Fauna e Flora, uma das 38 iniciativas condicionantes a partir de exigências do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A execução do maior empreendimento hídrico do País compreende uma área de 982.563,3 m².

Veados, tatus, tamanduás, macacos, cachorros-do-mato, gatos-do-mato, guaxinins, papagaios, maracanãs e jiboias já foram reintegrados à natureza. As espécies que apresentam qualquer tipo de comprometimento em sua habilidade de sobrevivência são cuidadas em zoológicos ou criadores científicos credenciados por órgãos ambientais.

Para que fosse possível realizar esses resgates, o Governo Federal implantou o Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna). A unidade está vinculada à Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina (PE). O Cemafauna também apoia instituições de fiscalização para auxiliar no tratamento de animais que sofreram com tráfico ou acidentes rodoviários.

A infraestrutura do Cemafauna dispõe de laboratórios de estudos e de um centro de triagem para animais silvestres, espaço destinado ao tratamento dos bichos com enfermaria, maternidade e serpentário, além de recintos para a reabilitação de mamíferos, répteis, felinos, primatas e até um corredor de voo para as aves. As equipes são compostas por médicos veterinários, biólogos e zootecnistas, dentre outros profissionais.

Recente descoberta

As ações do Cemafauna também se estendem a outros municípios do Nordeste fora da região do Projeto São Francisco. Em Campo Formoso, na Bahia, a mais recente descoberta foi uma espécie de cobra-de-duas-cabeças (anfisbena). O réptil foi denominado de Amphisbaena kiriri, uma homenagem aos índios Kiriri que habitavam o sertão baiano. No total, foram encontrados quatro fêmeas e três machos.

As cobras não são venenosas e possuem uma curiosidade em relação ao nome. “Pelo fato da cabeça ser bem parecida com a ponta da cauda, muitas pessoas ficam confusas e acham que esse animal possui duas cabeças, o que não é verdade”, explica, Leonardo Ribeiro, pesquisador e curador da coleção herpetológica do Museu da Caatinga do Cemafauna.

A revista Journal of Herpetology divulgou a descoberta na edição impressa deste mês de junho. A versão Web do artigo já havia ido ao ar no último mês de maio. A publicação pertence à Society for the Study of Amphibians and Reptiles - SSAR [Sociedade para o Estudo de Anfíbios e Répteis], com sede nos Estados Unidos.

Visitação pública

O Museu de Fauna da Caatinga, uma das unidades do Cemafauna, possui atualmente cerca de 42 peças e coleções científicas dos animais que compõem o bioma. Painéis sensíveis ao toque mostram diferentes trechos do Projeto São Francisco e dos animais encontrados em cada local.

O espaço, aberto à visitação do público, oferece palestras sobre os mais diversos temas, desde a atuação do Cemafauna até o tráfico de animais silvestres e peçonhentos. As visitas em grupos, de no máximo 50 pessoas, devem ser agendadas pelo telefone (87) 2101-4818 ou pelo e-mail museu.cemafauna@univasf.edu.br. São realizadas de terça a sexta-feira, das 9h às 11h.

Preservação do meio ambiente

O Ministério da Integração Nacional tem investido mais de R$ 1 bilhão do orçamento global do Projeto São Francisco nos 38 programas socioambientais, responsáveis por minimizar os impactos da implantação da obra. Saiba mais no portal do Ministério da Integração Nacional.

CANTORES SE MOBILIZAM PARA TRANSFORMAR O FORRÓ EM PATRIMÔNIO IMATERIAL DO BRASIL

Uma mobilização que une cantores brasileiros busca transformar o forró em patrimônio imaterial do Brasil. O movimento, que surgiu na Paraíba em 2015, tem representantes em 14 estados do país. Criado pela professora paraibana Joana Alves, por meio do Fórum Forró Pé de Raiz, o movimento tem a intenção de conseguir, além do título de patrimônio imaterial, políticas de proteção para o chamado "forró de raiz” e, assim, incentivar a produção dos pequenos representantes do ritmo.

Segundo o cantor Del Feliz, existe uma descaracterização tanto das festas de São João quanto do ritmo em si. “O título não tem significado sem a salvaguarda. Quando o registro for confirmado, passamos a ter políticas a favor dos pequenos representantes, os trios de forró, os cantadores, que são excluídos dos eventos por conta da pressão mercadológica e têm a maior dificuldade para sobreviver dessa arte”, disse.

Para ajudar a integrar as pessoas na causa, os participantes do movimento lançaram uma canção sobre o forró e as festas juninas chamada "Eu sou o São João". Entre os artistas que participam da gravação da música e do vídeo, estão Elba Ramalho, Santanna, Alcymar Monteiro e Nando Cordel.

"É uma luta extremamente pertinente, de um sentimento brasileiro de que o forró represente, talvez de maneira mais completa, a nossa cultura e o nosso povo. O São João muitas vezes se confunde com o forró”, afirmou Del Feliz. De acordo com o cantor, a expectativa dos envolvidos na mobilização é pressionar o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para iniciar as pesquisas a fim de que o processo de nomeação ocorra em 2019.

“O processo depende de um apoio político, para que haja a pesquisa do Iphan. A mobilização popular é fundamental nessa etapa porque ela vai ser indagada. Envolvemos nomes de peso para reforçar a importância da pauta e envolver o povo", explicou.

Sobre a motivação para se engajar no movimento, Del Feliz explica que sua relação com o forró é anterior ao seu envolvimento profissional com a música. Ele, que já trabalhou como catador de lixo e pedreiro, compôs mais de 500 músicas, muitas em homenagem a cidades brasileiras, e participou do The Voice Brasil em 2015.

"Minha vida se entrelaça de uma maneira definitiva com a música e isso me identifica e ratifica minha felicidade, o que meu nome diz. Cresci vendo minha mãe e meus tios sambadores cantando bata de feijão, reisado, chula, fazendo eventos maravilhosos nos povoados. Tive, na referência do São João, a festa mais completa, um colorido que diz muito do nosso jeito nordestino", explicou Del.

 

Fonte: Ascom PMCN/PA 4/Ascom MI/BlogdoGeraldoJosé/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!