30/06/2018

Bioma da Caatinga prepara profissionais para atuar na Bahia

 

Os profissionais que irão atuar no ciclo III do Bioma Caatinga, Programa de Inclusão Produtiva da Ovinocaprinocultura do Semiárido da Bahia, em Juazeiro, Casa Nova, Remanso, Uauá e Curaçá, no norte da Bahia, estão recebendo orientações sobre a metodologia do projeto. O encontro acontece até esta quinta-feira, 28, na sala de treinamento do Sebrae em Juazeiro e reúne os profissionais credenciados que vão desenvolver atividades, até 2019, como Agente de Desenvolvimento Rural Sustentável, supervisor, agente de mercado, agentes de comunicação e informação, de mercado e de crédito.

Entre os temas abordados na capacitação, os participantes conheceram as estratégias e metodologia do projeto na região, os papeis de cada integrante na equipe, além de noções de marketing, vendas e acessos a mercados com o consultor Aldir Parisi. Ele destacou a importância de focar na regionalidade e identidade cultural da região para ressaltar o valor dos produtos, a exemplo do bode do sertão do São Francisco.

Parisi ressaltou que o Bioma vai usar estratégias para que os produtos regionais da caprinovinocultura sejam mais visualizados nos mercados e mais atrativos para os clientes. "É tendência nacional trabalhar aspectos locais em produtos e comportamentos do consumidor e priorizar os atributos que a região tem para oferecer. A sacada é trabalhar com excelência o produto da região, a carne de bode, com foco em mercado", frisou.

O produtor de caprinos e ovinos Bianor Neto está credenciado para prestar serviços na função de supervisor. "O Bioma Caatinga está mudando a visão da caprinovinocultura nos municípios da região, desde a propriedade rural até o ponto de venda na cidade. A expectativa pelo ciclo III é que consiga melhorar ainda mais a integração da cadeia produtiva de caprinos e ovinos e garantir excelência na qualidade dos produtos".

O programa, implantado na região desde 2013, é fruto da parceria do Sebrae e da Fundação Banco do Brasil. Nessa nova etapa, que compreende ações de tecnologia voltadas para manejo, boas práticas de gestão na propriedade rural, acesso a mercados e crédito financeiro, os recursos disponibilizados somam R$ 1. 570.043, 96.

Mas para o coordenador do Bioma e analista do Sebrae em Juazeiro, Carlos Robério Araújo, o diferencial do ciclo III é a melhoria da qualidade do produto oferecido ao mercado consumidor. "O programa vai orientar e preparar o produtor rural para que ele invista mais na qualidade da carne caprina e ovina e coloque no mercado produtos de mais qualidade e que, consequentemente, sejam melhor remunerados. A meta é expandir a massificação da venda de produtos diferenciados na nossa região", conclui.

PARCERIA ENTRE PREFEITURA E SEBRAE LEVA QUALIFICAÇÃO A CRIADORES DE CAPRINOS E OVINOS

Uma parceria firmada entre a Prefeitura de Petrolina e o Sebrae está fazendo a diferença na vida de 28 criadores de Caprinos e Ovinos que estão participando do Programa Sebraetec.

Nesta semana, consultores, instituições parceiras e criadores estiveram participando de mais uma palestra de capacitação e orientação técnica na comunidade de Caroá, região de Rajada, zona rural do município.

O Projeto de Gestão para Caprino-ovinocultura, ‘Super Berro’, do Sebrae, realiza orientação técnica e de negócio, controla custos, receitas, faz o melhoramento genético, implanta sistemas de estação de monta, de produção de alimentos e de terminação de cordeiros.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama, a prefeitura vem desenvolvendo ações que visam qualificar e desenvolver ainda mais os produtores rurais. “É com muita alegria que estamos participando de mais uma fase deste projeto exitoso que promove um trabalho de consultoria, monitoramento e acompanhamento dos criadores rurais do município visando com isso que o produtor tenha melhores resultados na aplicação de seus recursos e um bom retorno financeiro”, disse o secretário José Batista.

O SEBRAETEC – Serviços em Inovação e Tecnologia é um programa nacional do Sistema SEBRAE que aproxima os prestadores de serviços tecnológicos dos pequenos negócios. O SEBRAETEC foi criado para que os pequenos negócios possam inovar por meio do acesso à mão de obra especializada. O objetivo do programa é trabalhar para a melhoria de processos e produtos já existentes, assim como a introdução de inovações e tecnologias nas empresas. Com essa proposta, o SEBRAETEC busca fortalecer a capacidade competitiva dos pequenos negócios, estimulando a transferência de tecnologia entre instituições e empresas, para que elas possam superar limitações e barreiras tecnológicas.

SEM TRATAR ESGOTOS COMPESA CONTINUA POLUINDO RIO O RIO SÃO FRANCISCO

O descaso da Compesa com os serviços de água e esgoto em Petrolina renderam mais uma multa à Companhia. A nova punição -  de cerca de R$ 800 mil – foi aplicada esta semana pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (Armup) a qual constatou irregularidades na Estação Elevatória do bairro Pedra Linda.

Após fiscalizações, a Armup constatou que a Estação de Tratamento não vinha funcionando devidamente e os dejetos estavam sendo lançados, diretamente, no afluente do Rio São Francisco, poluindo as águas do Velho Chico.

Segundo o diretor-presidente da Armup, Rubem Franca, a Compesa já havia sido notificada várias vezes para corrigir a situação, contudo, a Companhia sequer se manifestou acerca do problema.

"Nós inclusive notificamos a Compesa várias vezes por conta desta irregularidade, mas infelizmente, eles sequer se manifestaram. Diante desta situação não restou outra alternativa à administração municipal que não fosse tomar as medidas necessárias e multar a Compesa, mais uma vez", disse. A concessionária ainda pode recorrer.

No início de junho, a Compesa foi multada também em cerca de R$ 800 mil por irregularidades no Loteamento Vale Dourado onde os esgotos estavam sendo lançados no Riacho das Porteiras, afluente do Rio São Francisco.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, das 7h às 13h e das 14h ás 17h. Para formalizar alguma denúncia é preciso apresentar RG, CPF, comprovante de residência e número de protocolo do serviço já denunciado à Compesa. Dúvidas através dos números: 0800-2812479; 3861-4929 ou ainda 3861-2479.

Escolas do Interior de Pernambuco têm melhores notas

Quando o tema é educação, as escolas das regiões do Agreste e Sertão de Pernambuco saíram na frente e atingiram as melhores notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (Idepe) do ano de 2017. O resultado, que contempla as escolas públicas das redes estadual e municipal, foi apresentado nessa quinta-feira (28) no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, durante a entrega do Prêmio Idepe. Do Sertão, dos 10 primeiros lugares, oito ocupam o ranking com as melhores médias do ensino médio. Além disso, foi a Escola Municipal Alaíde Barbosa de Lima (anos iniciais do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental), no município de Ingazeira, que alcançou a maior média: 8,46.

“Esses avanços são frutos de um conjunto de ações que valorizam todos os profissionais da educação e busca estar próximo da comunidade”, disse o secretario estadual de Educação, Fred Amâncio. “A Escola de Tempo Integral, por exemplo, foi ação estratégica importante para a melhoria dos índices do Ensino Médio”, afirmou. “E o resultado desse conjunto de estratégias tem seu efeito nas escolas regulares”, destacou o secretário.

Ele também afirmou que, com a média geral das unidades do ensino sendo de 4,5, há expectativas positivas sobre o posicionamento do Estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica a nível nacional – no último resultado, referente a 2015, a média de Pernambuco foi de 4,6. “A expectativa é muito positiva e estamos muito firmes, não pelo primeiro lugar, mas por ver que o Estado está avançando na Educação”, concluiu.

Na categoria correspondente aos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º), o destaque ficou para o município de Bonito, no Agreste. As escolas municipais Bernardo Sayao e Grupo Escolar Barra Azul ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente, com as médias 7,39 e 6,84. “As parcerias feitas entre a comunidade e a nossa equipe resultaram no compromisso com a Educação. Contamos com reforço escolar na nossa unidade e forte presença da família que interage diariamente com os professores. Outro ponto positivo é o monitoramento da frequência”, afirmou a diretora da Escola Apolônio Alves da Silva, do município de Ibimirim, Antônia Luzimar. A unidade, inclusiva, ficou em primeiro lugar na categoria “Ensino Médio – Maiores Crescimentos no Idepe“, correspondendo a 117,9% de avanço e média 7,28.

Para o governador Paulo Câmara, “a construção da Educação de Pernambuco tem dado resultado e tirado o Estado das últimas colocações em medições internas e externas”. “Esse é um trabalho que vai continuar sendo feito, pois queremos motivar as pessoas, premiar quem teve os maiores crescimentos, e não são apenas escolas de Tempo Integral que estão tirando as melhores colocações”, ressaltou. O Idepe também classificou os municípios que obtiveram os melhores índices nos anos iniciais do ensino fundamental. Quixaba, ficou em primeiro lugar, com média 6,41, seguido de Carnaíba, com 6,33 e Orobó, com 6,31.

Sobre as cidades da Região Metropolitana, apenas a capital aparece entre os mais bem colocados quando avaliadas as escolas estaduais que possuem parceria com outros órgãos. O Colégio de Aplicação ficou em primeiro lugar nos anos finais do ensino fundamental, com 7,94. Nos anos finais do ensino médio a nota foi de 7,37.

As variáveis utilizadas no Idepe são as mesmas usadas no cálculo do índice nacional, o Ideb: proficiência dos estudantes do ensino fundamental (anos iniciais e finais) e do ensino médio e fluxo escolar. Os resultados do Idepe são calculados com base no Sistema de Avaliação da Educação Básica de Pernambuco (Saepe), que mede anualmente o grau de domínio dos estudantes nas habilidades e competências consideradas essenciais em cada período de escolaridade avaliado, além de ser uma importante ferramenta para a gestão escolar.

 

Fonte: Agência Sebrae de Notícias/Ascom PMP/Ação Popular/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!