05/07/2018

Rui corre para inaugurar obras dentro do prazo legal

 

O governador Rui Costa (PT) terá até o próximo sábado (07) para fazer inaugurações, em obediência ao calendário imposto pela legislação eleitoral. Nesta quarta-feira (04), o petista viaja a Itapé, onde inaugura a Barragem do Rio Colônia, e retorna a Salvador para participar da reabertura do Hospital Alaíde Costa, no Subúrbio Ferroviário, nesta quinta-feira (05), às 8h.

Logo em seguida, Rui vai a Feira de Santana, onde ocorrerá, às 10h, uma cerimônia por conta da reforma e ampliação da emergência do Hospital Geral Clériston Andrade. Na cidade, ele também autorizará licitação do serviço de sinalização de trânsito de Serra Preta e Tanquinho. Ainda em Feira, o governador entrega equipamentos pesados para consórcios multifinalitários e prefeituras, além de ambulâncias para municípios, na sede da Cerb.

Às 14h, novamente na capital baiana, Rui inaugura a nova sede do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe), em Pituaçu. Às 16h, no Parque de Exposições, entrega equipamentos para prefeituras.

A agenda se encerra na sexta-feira (06), às 9h, em Salvador, com a inauguração do novo Instituto Couto Maia (ICOM), quando também assina a ordem de serviço para a construção da UBS de Cajazeiras.

Coronel rebate Nilo e diz acreditar no “apoio integral do PSB”

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD), pré-candidato ao Senado na chapa do governador Rui Costa (PT), minimizou, na manhã desta quarta-feira (04), a declaração do deputado estadual Marcelo Nilo (PSB) de que prefere apoiar Jutahy Magalhães Jr (PSDB), pré-candidato ao Senado na chapa de José Ronaldo (DEM).

“Não acredito. Tenho muita deferência e gosto muito dele [de Nilo] e não há motivo para ele marchar com um candidato de fora do grupo”, disse Coronel em entrevista ao BNews.

Nesta terça-feira (03), durante sua participação no programa Se Liga Bocão, na rádio Itapoan FM, Nilo disse que guarda mágoas ainda não superadas. “Jutahy é meu compadre, almocei com ele hoje. Não quero cometer o mesmo erro que ele cometeu, ou seja, entre Jutahy e Coronel eu ficar com Coronel. Tenho minhas mágoas, que não passarão...porque quando são mágoas do fundo do coração...Entre Angelo Coronel e Jutahy, politicamente, pessoalmente eu prefiro votar em Jutahy, mas a decisão será tomada quando o partido se reunir para ver aquele candidato que melhor nos convém politicamente”, afirmou.

No ano passado, Coronel e Nilo entraram em rota de colisão no decorrer da disputa pelo comando da Alba.

O pessedista disse acreditar que a fala do colega foi gerada no “impulso do momento, mas que confia no apoio integral do PSB, como está firme e forte também o nosso partido para apoiar os candidatos do PSB”.

Otto diz que decisão de Lídice é "natural", mas lamenta PSB não apoiar Coronel ao Senado

O presidente do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar, disse que viu com naturalidade a decisão da senadora Lídice da Mata (PSB) de se lançar na disputa pela Câmara dos Deputados, após ter sido preterida na chapa majoritária do governador Rui Costa (PT). O parlamentar, no entanto, lamentou o fato de o PSB não apoiar Angelo Coronel (PSD) na disputa pela Câmara Alta do Congresso.

“Vejo com naturalidade. Faz parte da política. Lamento, claro. É uma coisa quase que troco ou revide. Lamento, agora, não vamos fazer a mesma coisa. Qualquer vereador, prefeito ou vice-prefeito que queira votar nela para deputada não terá problema nenhum. Não vou criar problema. Um erro não se conserta com outro. Aceito a decisão do partido. Não vai ficar nenhuma mágoa. Nenhum ressentimento”, afirmou, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia.

‘Não vou pagar na mesma moeda’, diz Otto sobre impasse com PSB

O senador Otto Alencar (PSD), lamentou a posição do PSB, da senadora Lídice da Mata – que será candidata a deputada federal – de não apoiar a pré-candidatura de Angelo Coronel ao Senado na chapa majoritária, encabeçada pelo governador Rui Costa (PT).

Contudo, o presidente estadual do PSD disse ao bahia.ba que não vai entrar em rota de colisão com os socialistas, muito menos “pagar na mesma moeda”.

“Já estávamos esperando isso, mas ontem tive uma reunião com alguns membros do PSD e nós não vamos proceder da mesma forma. Qualquer filiado do PSD que venha a tomar uma decisão de votar em membros do PSB, vamos permitir que a liberdade permaneça, que eles votem”, ressaltou.

Otto ainda lembrou das diversas críticas feitas a ele e a Coronel pelo secretário geral do PSB, Domingos Leonelli e alfinetou. “Quando você é ofendido, você se retrai, fica na sua. Quando a exaltação chega ao mais alto grau, a moderação se cala. Esse caso me lembrou uma música de Paul McCartney, ‘let it be’, que em português significa deixa estar”.

PR indica mulher para tentar desbancar PCdoB em disputa por suplência

O PR decidiu entrar pesado na briga por uma suplência de senador na chapa do governador Rui Costa (PT) ao indicar uma mulher para a posição, aproveitando a crítica de que o petista montou um grupo exclusivamente masculino para a disputa sucessória.

O PR passou a sugerir o nome da ex-prefeita de Sebastião Laranjeiras, Dra. Luciana, para o posto sob o argumento de que o PSB negociou a indicação de um dos suplentes ao Senado dentro de um acordo pelo qual a senadora Lídice da Mata (PSD) abriu mão de concorrer à reeleição, mas o PCdoB é muito menor do que a agremiação para querer indicar o outro nome à suplência.

“O PR tem três deputados federais e quatro estaduais. Vai fazer quatro ou cinco estaduais. Somos maiores do que o PCdoB, além disso é importante ter uma mulher na chapa”, diz o presidente do PR na Bahia, deputado federal José Carlos Araújo, lembrando que o PCdoB só tem dois deputados federais.

Ele acrescenta que depois que forem definidos os partidos que ficarão com as indicações é que o PR se pronunciará sobre a suplência de qual candidato quer ocupar.

Os candidatos a senador na chapa de Rui são o ex-governador Jaques Wagner (PT) e o presidente da Assembleia, deputado estadual Angelo Coronel (PSD).

No PR, o comentário é que, se o partido não for contemplado com uma das duas suplências, exigirá compensações num segundo governo Rui Costa.

O PCdoB trabalha para indicar o suplente de deputado federal Davidson Magalhães a uma das suplências de senador na chapa de Rui Costa

Rui Costa alerta para possível fraude no Planserv; Cremeb cobra atitude do governador

Uma declaração do governador Rui Costa (PT) gerou repúdio do Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb). O chefe do executivo estadual alertou para uma possível fraude dos médicos conveniados. Segundo Rui, 40% dos usuários do plano não pegam resultados de exames e que há solicitações repetidas. “Às vezes, quem pede o exame é o médico que trabalha na clínica particular que faz o exame. Ele ganha comissão por exame feito. Nós precisamos mudar isso. Contratei uma consultoria agora para fazer a fiscalização com software altamente sofisticado, que vai fazer cruzamentos e identificar eventuais fraudes", afirmou, durante a inauguração da Policlínica Regional de Valença, na última sexta-feira (29).

Em nota, o Cremeb disse que Rui Costa “tergiversa sobre a real situação” do plano de saúde “e tenta mais uma vez desviar o foco das restrições de atendimento impostas aos usuários e prestadores, situação já denunciada pelas entidades médicas”. A entidade cobra que o governador informe os nomes das clínicas e médicos que praticam possíveis fraudes, “que sejam encaminhados a esta autarquia ensejando a abertura imediata de sindicâncias para que, se comprovadas as acusações, sofram as punições na forma da legislação”.

“Tal afirmação, sem especificar quem pratica eventuais irregularidades, é desonrosa para todos os médicos credenciados ao PLANSERV e isto é inaceitável. Como gestor público, o Governador sabe, ou deveria saber, que tendo conhecimento de irregularidades ou fraudes deve informar as autoridades competentes para que se cobrem as responsabilidades dos envolvidos. Não o fazendo, torna-se conivente e prevaricador. O CREMEB não compactua com práticas antiéticas dos seus jurisdicionados nem aceita leviandades proferidas por gestores públicos que dizem inverdades para fazer disso mote de campanha política. Se não for capaz de tomar estas providências, por que não se cala, Governador?”, diz a nota.

PR não fará palanque para Bolsonaro na Bahia, diz líder do partido

O líder do PR na Câmara dos Deputados, José Rocha, afirmou que a legenda não fará campanha para o pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL-RJ), na Bahia.

A legenda, segundo a Folha, está perto de fechar com o parlamentar fluminense, que hoje lidera as pesquisas de intenção de voto. No estado, o PR é aliado ao governador Rui Costa (PT).

“O partido vai decidir [se segue com Bolsonaro], mas em cada estado vai ser livre, será respeitada a posição. Aqui apoiaremos o candidato a presidente apoiado pelo governador Rui Costa”, afirmou, em entrevista ao Metro1.

O deputado negou ainda que a legenda esteja próxima de fechar com Bolsonaro, mesmo que publicações nacionais de hoje (4) mostrem que o “dono” do partido, Valdemar Costa Neto, tenha sinalizado nesta direção. “Não tem nada certo, nada decidido. Até o final do mês vamos ver como ficar essa situação dos pré-candidatos”, disse.

 

Fonte: BNews/Bahia.ba/Politica Livre/Metro 1/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!