05/07/2012

NACIONAL: Cresce em 54% oferta de remédio para asma

 

Desde que o programa Saúde Não tem Preço passou a entregar medicamentos para asma de forma totalmente gratuita à população, em 4 de junho, o número de beneficiados já aumentou em 54% em todo o País. Até terça-feira (3), 71.607 mil pessoas retiraram os antiasmáticos das farmácias populares. O número é 35% maior à quantidade de pessoas que haviam comprado os medicamentos com desconto nas farmácias populares, 30 dias antes do início da gratuidade.

Até o dia 4 de junho, o governo federal arcava com 90% do custo dos remédios e os consumidores com 10%. Agora, três medicamentos para a doença são oferecidos de graça. No Rio Grande de Sul, o crescimento do número de pacientes que retiraram medicamentos chegou a 84%, onde 18,8 mil pessoas foram beneficiadas com a gratuidade. Minas Gerais foi o estado com maior número de pacientes atendidos, chegando a 19,3 mil atendidos.

A ação integra o programa Brasil Carinhoso, lançado em maio, cujo objetivo é tirar da miséria crianças de 0 a 6 anos de idade. Os antiasmáticos foram incluídos na ação Saúde Não Tem Preço, ao lado dos 11 medicamentos para hipertensão e diabetes, ofertados gratuitamente desde fevereiro de 2011. Para retirar os medicamentos, basta apresentar documento com foto, CPF e a receita médica dentro do prazo de sua validade.

Nas 554 unidades próprias é ofertado um tipo de remédio para asma, já nas mais de 20 mil farmácias da rede privada, conveniadas ao programa Aqui Tem Farmácia Popular, são ofertados três medicamentos (ver tabela). A incorporação destes medicamentos ampliará o orçamento atual do Saúde Não Tem Preço em R$ 30 milhões por ano.

 

Fonte: Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!