12/07/2018

Itacaré: Eventos movimentam o Festival Gastronômico

 

A 5ª edição do Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré” começa nesta quinta-feira, dia 12, e vai até o próximo domingo, na avenida Castro Alves, orla da cidade, com uma série de eventos, feiras e atrações. Este ano o tema será Gastronomia de Raiz, aproveitando a grande diversidade gastronômica local. Cada estabelecimento utilizará os produtos da agricultura familiar para a composição dos pratos, valorizando os saberes e fazeres dos chefs e cozinheiros locais.

De acordo com a programação, o festival começa às 8 horas da manhã desta quinta-feira com a Feira da Agricultura Familiar. Às 17 horas começa a Feira dos Artesãos locais, seguindo com a apresentação cultural Dedo de Moça. A abertura oficial do Sabores de Itacaré será às 19 horas contando com a apresentação de autoridades regionais, patrocinadores e dos estabelecimentos que fazem parte do festival.

As atividades da cozinha show começam às 19h30min, com a chef Elibia Portel, apresentadora do programa Prato da Casa, que ensinará moquecas variadas. Em seguida, às 20h30min, a chef Brict Perez, do Restaurante La Cevicheria, de Trancoso, apresentará o ceviche clássico com “leche de tigre’ e Causa Peruana. Ainda nessa primeira noite, no palco de shows, acontecerá a apresentação de Padre Ednaldo e Amigos, às 21 horas, e Banda Skanibais, às 23 horas.

Na sexta-feira as atividades começam com a Feira da Agricultura Familiar, a parir das 8 horas da manhã. Já às 14 horas acontece a Oficina Gastronômica com a chef Merice Rocha (Faculdade Madre Thais), com a apresentação da casquinha de siri revisitada em Carolina cobertas com crumble salgado. E às 15 horas será a vez da cozinha kids com a chef Marly Catarina (Café com Cacau) com a apresentação do Brigadeiro Gourmet. Às 17 horas acontece a Feirinha com Artesãos Locais e Agricultura Familiar, seguindo com apresentação cultural com a quadrilha junina Sai de Baixo que lá vem a Zorra.

Na cozinha show o chef Josenilton Santos (SENAC) fará a apresentação de pratos à base de raízes. Às 19h30min será a vez do Chef Txai, Damiano Maggiotto, fazer a apresentação do camarão e abacaxi Havaizinho. Às 20h30min haverá o sommelier da cervejaria Baden Baden e em seguida o chef Junior França, consultor gastronômico, fará a apresentação do prato “Da Terra ao Mar na Mesa”. E no Palco de shows se apresentam Abaga Roots, às 21 horas, e Trio Baianado, às 23 horas.

O Festival Gastronômico prossegue até a noite de domingo, com diversas atrações. O evento é uma realização da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo com patrocínio da Secretaria Estadual de Turismo, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural através da CAR Governo da Bahia. O Festival tem o apoio da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, do Sindicato Patronal de Hospedagem e Alimentação de Itacaré e da Faculdade Madre Thais.

ITABUNA: PREFEITO ACREDITA QUE DUPLICAÇÃO DA BR 415 ESTÁ MAIS PERTO DE SAIR DO PAPEL

O prefeito Fernando Gomes está otimista com relação ao inicio das obras de duplicação da BR-415, entre Ilhéus e Itabuna, depois de décadas de espera por parte da população regional. Na última segunda-feira, o governador Rui Costa, o ministro dos Transportes, Valter Casimiro e o prefeito Itabunense entregaram ao Tribunal de Contas da União (TCU) em Brasília, os estudos adicionais da intervenção, conforme pedido do órgão de controle.

“Estou confiante que finalmente teremos esse sonho antigo e tão necessário transformado em realidade pelo apoio que temos recebido do governador Rui Costa, um grande parceiro da atual administração municipal e também do ministro do Transporte, Valter Casimiro, que inclusive esteve no sul da Bahia na semana passada, para assinar a obra do Contorno Oeste do nosso município”, lembrou o prefeito.

Já o governador Rui Costa destacou qua obra, embora seja financiada pelo Governo Federal, terá todo apoio do Governo da Bahia, e informa que a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) está empenhada em contribuir para que o projeto saia do papel definitivamente. Segundo o governador, foi a Seinfra que respondeu tecnicamente grande parte dos questionamentos feitos pelo TCU sobre a obra, que aguarda apenas a autorização para ser iniciada.

O secretário estadual da pasta, Marcus Cavalcanti, explicou que o entendimento entre a Seinfra e o Dnit, responsável pela BR, é um só e a parceria, na opinião dele, contribuiu para o rápido envio de informações adicionais ao TCU. Já o ministro Augusto Sherman, do TCU, disse que as equipes técnicas analisaram o documento entregue na manhã de segunda-feira e com rapidez com o intuito de contribuir com o processo.

A comitiva para audiência e entrega dos estudos adicionais para a obra de duplicação da BR 415 no TCU em Brasília contou com a participação, além do governador baiano e do prefeito Fernando Gomes, de senadores, deputados, do procurador-geral do Estado, Paulo Moreno  e do secretário da Casa Civil, Bruno Dauster. O presidente do TCU, ministro Raimundo Carreiro, se comprometeu a incluir a BR-415 como prioridade de análise do órgão.

Verdade da duplicação da 415 passa longe de Rui Costa

Verdade da duplicação da 415 passa longe de Rui Costa, governador que vem usando como desculpa uma suposta “briga” entre o Tribunal de Contas da União e o departamento nacional de estradas, o Dnit. Segundo o governador, o projeto já deveria ter sido aprovado porque “reduziu o valor em R$ 2 milhões”.

A Secretaria de Comunicação do estado omite que a suspensão da obra pelo TCU não foi causada pelo preço total e sim por diversas irregularidades encontradas no projeto, algumas com indícios de superfaturamento e manipulação.

E o caso, por exemplo, do uso de betoneiras individuais (daquelas que você vê em construção de prédios) numa obra deste porte que, como regra, monta uma usina de concreto centralizada para dar conta do volume e racionalizar os custos.

Malandragem

Caso o TCU aprovasse o projeto como estava, o empreiteiro poderia depois substituir todas as betoneiras pela central, embolsando a diferença brutal de preço entre os dois sistemas. O mesmo acontece com a previsão de usar estacas de madeira ao invés das metálicas.

O governador também deu informação falsa em outubro de 2017, quando garantiu que o projeto já estava liberado pelo TCU. Depois repetiu a informação em março, para só em junho admitir que o projeto corrigido ainda não tinha sido enviado ao TCU. Enviou no início do mês.

A demora no envio das correções (se é que foram feitas) para o TCU é só um dos problemas da duplicação da BR-415. O governo do estado até hoje não desapropriou nenhuma propriedade na área, o que também impede o início da obra.

Racionalização

Com tanta lentidão nas providências do governo do estado, a União acabou preferindo transferir as verbas para a Educação e a Saúde, já que é improvável que a duplicação seja iniciada neste ano. A Ferrovia Oeste Leste, outra obra cheia de erros e complicações, também terá a verba transferida.

Restou ao governador Rui Costa, que alega “boicote” do Presidente Michel Temer, cumprir sua promessa, feita em outubro diante de centenas de pessoas e registrada pelos comunicados do próprio governo: a de que ele bancaria a obra caso o governo federal não o fizesse.

A promessa, feita claramente para ajudar em sua reeleição, não passa de uma balela, já que o estado não está conseguindo sequer manter sua estrutura funcionando plenamente, vem atrasando e cortando salários, e não possui verba destinada para a obra no orçamento de 2018.

Decisão judicial que regulariza alvarás de táxi é cumprida, em Ilhéus

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre Sousa, atendeu a decisão judicial da desembargadora Dinalva Pimentel, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBa), e restabeleceu a vigência do Decreto Municipal 75, de 16 de dezembro 2016, e liberou 24 alvarás de táxi para funcionamento no município. A medida foi adotada na manhã desta segunda-feira, 10, quando o prefeito assinou o Decreto nº 91, durante reunião com os motoristas profissionais envolvidos, no auditório do Centro Administrativo do Município.

O Decreto 91, de 10.07.2018, considera que a medida “se dá apenas no intuito de se cumprir as ordens judiciais, sendo que a municipalidade poderá adotar medidas judiciais ou administrativas contra a referida decisão, a cargo do órgão de assessoria jurídica da Fazenda Pública”. Determina ainda que os beneficiários dos alvarás de táxi devem se submeter ao regular processo de renovação, atendendo às exigências legais, de acordo com providências da Diretoria de Transportes e Trânsito, vinculada à secretaria municipal de Infraestrutura, Transportes e Trânsito (Seintra).

O encontro contou com as presenças dos vereadores Gil Gomes, Nerival Reis e Luiz Carlos Escuta, do Procurador Geral do Município, Jefferson Domingues, do secretário de Comunicação Social, Alcides Kruschewsky, do diretor de Transportes e Trânsito, Gilson Nascimento, do presidente da Cooperativa de Táxi de Ilhéus, Renato da Silva, além dos beneficiários pela medida.

O Procurador Geral, Jefferson Domingues, explicou que “o governo anterior concedeu alvarás para taxistas, mas houve uma contestação por parte do Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Ilhéus, por meio de decisão do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, que nós cumprimos suspendendo o referido Decreto. Agora, vem a decisão de uma instância superior e a gente também está cumprindo. E hoje, esse novo Decreto permite que essas pessoas possam rodar com seus táxis até que, eventualmente, ocorra outra decisão judicial, já que existe um conflito entre o sindicato e a cooperativa”, acrescentou.

Por sua vez, o presidente da Cooperativa de Táxi, Renato Silva, elogiou a postura do prefeito Mário Alexandre que garantiu, desde o início, o cumprimento dos ritos da lei diante dessa questão.  “O governo municipal honrou sua posição, a de que cumpriria o que a lei mandasse. A Justiça mandou retirar, ele retirou. Agora, mandou repor e ele repôs. Então, isso é um agradecimento, porque cumpriu a palavra. Foi uma vitória de todo o grupo por ter esperado muito tempo e ter conseguido”, afirmou Silva. 

Ilhéus: Centro Pop realiza atendimento diário às pessoas em situação de rua

Localizado na Avenida Candeias, no bairro da Conquista, o Centro de Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop) de Ilhéus tem realizado abordagens e atendimentos diariamente com os usuários do serviço que funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O trabalho faz parte da rede de proteção social do município e possui uma equipe técnica especializada, cujo objetivo é reinserir o cidadão em situação de rua na sociedade.

Atualmente, o Centro Pop perfaz uma média de 40 a 50 atendimentos por dia, e entre 580 a 620 ao mês, com serviços psicológico, assistencial, acompanhamento ao SAC para a obtenção de documentos, Cadastro Único (CadÚnico), além de intercâmbio para ajudar aos usuários a retornarem para o seio familiar. Quando necessário, o Centro Pop também os direciona para órgãos de saúde e casas de recuperação, no caso daqueles que são usuários de drogas.

“Desde o início da gestão, organizamos os serviços e a equipe profissional do Centro Pop para proporcionar todo o suporte necessário a esse público. Sabemos que eles precisam de muita atenção, e, na maioria das vezes, eles recusam o acolhimento da equipe. Por ser um público também andarilho, a nossa equipe realiza a busca ativa, intensamente, em vários locais da cidade, até eles aceitarem o serviço”, destaca o secretário de Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva.

Os usuários do Centro Pop participam de oficinas técnicas específicas com psicólogo e assistente social, arte terapia, pintura, reciclagem, atividades cognitivas em grupo e alfabetização, através do Programa Todos pela Alfabetização (TOPA), com direito a certificado após a conclusão do curso. Além disso, o serviço oferece duas refeições diárias (café e almoço), local para banho, escovação dos dentes, lavagem e secagem das roupas.

Ida Voluntária

O coordenador do Centro Pop, Raull Sena, destaca que a maior dificuldade desse público é aceitar participar do serviço. “A equipe de abordagem da SDS atua diariamente nas ruas, realiza busca ativa, em todos os pontos do município, mas muitos deles não querem sair dessa condição de vida. Não podemos forçar a participarem, pois a política do SUAS não permite isso.  A ida deles para o Centro Pop tem que ter caráter voluntário”, salienta.

Outra situação agravante, é que muitos deles também são dependentes químicos ou possuem distúrbios psicológicos.  O coordenador ainda ressalta a problemática que o município de Ilhéus vem sofrendo, recebendo muitas pessoas em situação de rua de outras cidades.

“Temos um serviço que é destaque na Bahia, somos considerados pela Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e Superintendência de Assistência Social do Estado da Bahia, como modelo e referência para outros municípios. Mas, a cidade recebe pessoas em situação de rua de outras localidades; as próprias prefeituras mandam ônibus com pessoas e aí fica parecendo que o nosso trabalho não funciona, o que não é verdade”, salienta o coordenador.

Aumento do Índice de Pobreza

Uma pesquisa divulgada pelo Banco Mundial, realizada em fevereiro de 2017, revela que até o final do ano passado, o Brasil teria um aumento de 2,5 milhões para até 3,6 milhões no número de pessoas vivendo na miséria, como resultado da prolongada crise econômica. O coordenador do Centro Pop, Raull Sena, relata que isso interfere diretamente no crescimento do índice de pessoas em situação de rua.

“Quando aumenta o índice das pessoas abaixo da linha de pobreza, gera um reflexo direto na rua; elas deixam de ter acesso a alguns recursos básicos e ao emprego, o que gera a incidência de pessoas morando nas ruas, e, associado a isso, ainda temos a diminuição dos recursos dos programas federais que afeta diretamente nos programas sociais executados nos municípios”, explica Sena.

Fonte: PSB/A Região/Jornal Bahia Online/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!