13/07/2012

Dilma inaugura plataforma de petróleo na Bahia

 

A presidente Dilma Rousseff vem nesta sexta-feira (13) à Bahia para batizar a nova plataforma de petróleo da Petrobras, a P-59. O evento será às 11h, em São Roque do Paraguaçu, distrito de Maragojipe (Recôncavo). Antes, Dilma participa do lançamento da pedra fundamental do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, na sede do município.

Ontem, executivos da Petrobras apresentaram as qualificações técnicas da nova plataforma que, apesar de ser batizada na Bahia, irá funcionar na costa do Espírito Santo, extraindo petróleo do poço exploratório Peroá Profundo, no campo de Peroá. Segundo o gerente de sondas da estatal, Robson Pacheco, a P-59 poderá operar em locais onde a profundidade de água varia de 10 a 106 metros, com capacidade de perfurar poços de até 9.144 metros de comprimento, em condições de alta pressão e temperatura. Em outras palavras, ele será capaz de atingir as camadas do pré-sal.

Além disso, a plataforma é totalmente automatizada, diminuindo o risco de acidentes de trabalho com os operários. “Eles ficarão numa sala automatizada, com controles por joysticks (como os de video game) e touch screen (na própria tela)”, explicou Pacheco. O gerente de construção de poços, José Venâncio Lima Júnior, estima o custo de produção em US$ 150 a US$ 200, baseado nos preços praticados atualmente pelo mercado. Segundo ele, atualmente, a Petrobras tem sete plataformas dessa magnitude: duas batizadas na Bahia (contando com a P-60, ainda em construção), duas no Rio Grande do Norte, uma no Espírito Santo, uma em Sergipe e uma em Alagoas.

Atualmente, a P-59 está em fase final de testes, e a Petrobras estima que ela esteja em plena operação a partir de setembro. Já o estaleiro poderá processar 36 mil toneladas de aço por ano, para a fabricação de embarcaçoes. Ela ocupará 1,6 milhão de metros quadrados e suas obras devem ser finalizadas em 2014.
 

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!